23 set 2017

Com arbitragem decisiva, Tupi faz 1 a 0 no Fortaleza e não avança para a Série B



 

Torcedor do Tupi viu a superação que o time anunciou durante a semana, mas resultado não foi suficiente para a equipe alcançar acesso à Série B

   Não deu. Mesmo desfalcado e em desvantagem, o Tupi conseguiu apresentar um bom futebol, venceu o Fortaleza por 1 a 0, mas esbarrou numa arbitragem bastante polêmica e está fora da Série C do Campeonato Brasileiro. Com o resultado do jogo de ida, vitória por 2 a 0, a equipe da capital cearense deixou o Estádio Municipal Radialista Helênio comemorando o tão esperado acesso à Série B do futebol brasileiro em 2018.

   Um pênalti não marcado na etapa inicial, em lance semelhante ao ocorrido no Castelão, em Fortaleza (lá, a arbitragem assinalou a penalidade que originou o segundo gol) e um impedimento mal marcado,  no segundo tempo, ambos quando o placar ainda estava 0 a 0, foram determinantes para que o time juiz-forano não conseguisse pelo menos um 2 a 0 que levaria a definição do acesso para as cobranças de tiros livres.

   O zagueiro Fernando marcou o gol da vitória, aos 36 minutos do segundo tempo. Assim que o jogo terminou, enquanto os jogadores da equipe cearense correram para comemorar com a torcida, atrás de um dos gols, alguns jogadores, Comissão Técnica e dirigentes alvinegros foram em direção ao árbitro Marcelo de Lima Henrique para protestar.

Renda e público

Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.

Renda: R$ 127.430,00

Público pagante: 5251

Total: 5751

     Mais cedo, o Sampaio Corrêa também confirmou vaga, ao empatar em casa, em 1 a 1 com o Volta Redonda. O primeiro jogo, na Cidade do Aço, tinha apontado, vitória dos visitantes por 1 a 0.

 O jogo

O Tupi começou com tudo, e logo aos três minutos balançou as redes mas o bandeira anulou marcando impedimento.

Enquanto isso o Fortaleza ficou acuado, todo no campo de defesa pela pressão do Carijó. Aos 14′ o time da casa teve a chance de fazer o segundo quando o goleiro saiu errado e a bola sobrou para Romarinho, que sem goleiro, errou o alvo.

É só dava Tupi. Aos 25′ Andrey recebeu, entrou na área e cruzou rasteiro para Ítalo, mas o atacante finalizou no travessão. Para lamento da torcida.

Em uma jogada de contra-ataque, o Leão saiu em velocidade com Lúcio Flávio. O atacante tirou dois marcadores pela ponta esquerda e jogou na área para Tiago que chutou prensado e quase abriu o placar.

Precisando fazer gols, o Carijó se lançou ao ataque e jogou com pressão alta nos rivais. O time teve uma boa atuação mas não conseguiu concluir em gol as oportunidades e foi para o intervalo com o zero no placar.

Segundo tempo

O Tupi voltou da mesma forma para os últimos 45 minutos. No minuto sete o time juiz-forano alçou a bola na área e após o desvio, tocou no travessão mais uma vez. Na sequência, o Carijó teve outra chance e fez o gol. Mas foi anulado novamente por impedimento.

A pressão do Tupi só aumentava e aos 14′ a equipe esbarrou no goleiro Marcelo Boeck, que fez boa defesa. Depois disso o Carijó não teve o mesmo ímpeto e as chances não apareciam.

O Fortaleza equilibrou a partida, começou a tocar a bola para gastar o tempo e levava perigo nos contra-golpes. Quando voltou a pressionar, o Tupi marcou o gol. Após bate e rebate na área, o goleiro dos visitantes deu rebote e o zagueiro Fernando abriu o placar para o Tupi aos 36′, fazendo 1 a 0.

O gol colocou o Galo Carijó no jogo e sol faltava mais um para levar às penalidades. Na sequência do gol, o Tupi quase ampliou de muito longe, que obrigou o goleiro a trabalhar, mandando para escanteio.

Porém o tempo era inimigo, e foi o que faltou para o Tupi conseguir mais um gol. Mesmo com a pressão o Fortaleza se segurou, defendeu bem e a derrota por a 1 a 0 foi o suficiente para o Tricolor de Aço ficar com a vaga na série B do ano que vem.

Fernando busca a bola depois do gol, mas não houve tempo para ampliar o marcador

FICHA TÉCNICA

Tupi 1 x 0 Fortaleza

Tupi: Paulo Henrique, Hélder (Faísca), Fernando e Edmário, Afonso (Jonathan), Marcel, Leandro Brasília (Kalu) e Bruno Santos, Andrey, Romarinho e Ítalo. Técnico: Aílton Ferraz.

Fortaleza: Marcelo Boeck, Felipe, Adalberto, Ligger e Bruno Melo. Anderson Uchôa, Pablo e Leandro Lima (Edimar), Everton (Jô), Hiago e Lúcio Flávio (Leandro Cearense). Técnico: Antônio Carlos Zago.

Gols: Fernando (35’ 2º T)

Cartões amarelos: Marcel, Fernando, Hélder e Kalu (Tupi); Ligger, Leandro Lima, Jô e Leandro Cearense (Fortaleza)

Cartões vermelhos: Nenhum

Jogo de volta das Quartas de Final do Campeonato Brasileiro da Série C 2017

Local: Estádio Mário Helênio (Juiz de Fora)

Data: 23/09/2017

Horário: 20h30

Público: 5.251 pagantes e 5.751 presentes. Renda R$127.430,00

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique (RJ), auxiliado por Michael Correia (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)

 

Texto: Toque de Bola

Fotos: Toque de Bola e flickr Tupi


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


11 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora: resultados e galeria de fotos

09 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora é atração no Centro de Futebol Zico. Com novidades extra-campo!

07 dez 2017
JF Vôlei encara Canoas fora de casa em busca de mais pontos na Superliga

04 dez 2017
Tupi 2018: Nicanor vê “no papel, um time competitivo” e aposta na qualidade do setor de meio-campo

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.