14 ago 2017

Tupi 1 x 0 Macaé: jogo, repercussão, rodada com WO, classificação, tabela e galeria de fotos



Ítalo empurra para as redes: Tupi 1 x 0 Macaé

    A quatro rodadas do encerramento da fase de classificação da  Série  C do  Campeonato Brasileiro, o Tupi está em boa  situação para alcançar uma das quatro vagas entre os primeiros colocados da  Chave B que disputarão o “mata-mata do acesso”. Ao contrário das previsões pessimistas no início da competição, assumidas até internamente, o clube ocupa a vice-liderança da chave,  com os mesmos pontos do líder. 

   O que deixa o cenário de certa forma imprevisível é  o fato novo da  rodada do fim de semana. Por atrasos nos vencimentos, os jogadores do Mogi Mirim decidiram não entrar em campo, em casa, no sábado, diante do Ypiranga-RS. Para efeito de tabela, consta vitória da equipe gaúcha por 3 a 0.  A dúvida do torcedor é se o Mogi voltará ou não á disputa – o próximo compromisso seria justamente contra o Carrijó no próximo sábado, dia 19, em Juiz de Fora – e  se ele perderá os pontos só das partidas que não disputou ou será considerado derrotado por 3 a 0 em todos os compromissos desde o início da disputa, o que naturalmente mudaria  a pontuação atual.

     Confira abaixo a cobertura especial do Portal e redes sociais  do Toque de Bola, com apoio de Plasc, Prefeitura de Juiz de Fora e Hiperroll Embalagens  (participação dos estagiários Patrick Alves e Ayupe Júnior e do comentarista convidado do Portal, professor Marcelo Rizzato).

   Veja como foi o triunfo magrinho, mas importante diante do Macaé – 1 a  0, gol de Ítalo na etapa final, as entrevistas do treinador e do artilheiro da partida, o que a diretoria pensa sobre o “imbróglio Mogi”. Confira também informações dos outros jogos da  rodada nas duas chaves, classificação, próxima rodada e uma galeria de fotos incrível.

  O JOGO

  Primeiro tempo

  Tupi começou a partida mantendo posse e rodando bastante a bola, como gosta o treinador Aílton Ferraz. Sem conseguir encontrar os espaços, o Carijó cometia alguns erros e perdia a bola.

  O Macaé jogava fechado, marcando em uma formação 5-4-1, com as linhas bem próximas, dificultando as ações ofensivas do Tupi. O time da casa tinha dificuldades para trabalhar a bola no meio campo, esbarrando no bloqueio da equipe do norte fluminense. Com isso, o Carijó tentava os lançamentos longos, porém, sem sucesso.

  Os visitantes tentavam jogar no erro do Tupi, saindo em velocidade, mas não conseguiam aproveitar as falhas da defesa. Quando conseguiu, aos 38’, em uma perda de bola no meio campo de Marcel, o Macaé contra-atacou e obrigou o goleiro Paulo Henrique a mandar para escanteio. Na sequência do corner, o time do rio mandou no travessão, quase abrindo o placar.

   Aos 40’ aconteceu a primeira jogada de perigo do Tupi. No primeiro lance, o cruzamento da direita passou na área e ninguém apareceu para completar. Em seguida, Faísca cruzou e Romarinho finalizou, porém sem força, ficando fácil para o goleiro adversário. Com o zero no placar, o time saiu para o intervalo sob vaias.

  Segundo tempo

  Precisando da vitória, o Tupi voltou para o segundo tempo com mais vontade. Aos 7’, Aílton fez a primeira substituição colocou Juninho no lugar do volante Bonilha e deu certo. Aos 11’ após jogada de escanteio, a bola sobrou para Juninho, que chutou para o gol e no rebote de Luís Henrique, Ítalo aproveitou a chance e mandou pra dentro, 1 a 0 para a equipe da casa.

      O Tupi melhorou no jogo, muito em função do time do Macaé, que atrás do placar, se lançou ao ataque. Saindo em velocidade, o Carijó não concluía as chances advindas dos espaços deixados pelo rival. O Macaé, por outro lado, também não levava perigo à meta de Paulo Henrique.

    Aos 32’ um lance inacreditável do ataque do Tupi. Em jogada rápida pela direita, Lucas chegou ao fundo e cruzou para trás na marca do pênalti, Diego Luís com o gol vazio mandou pra fora, perdendo um lance claro de gol e a oportunidade de ampliar o marcador.

        E foi com sofrimento até o fim. O Carijó sofreu uma pressão do Macaé no final do jogo, com muitas bolas levantadas na área. Aos 44’, em jogada de escanteio, os visitantes cabecearam na trave. Em outro lance perigoso o ataque do Macaé perdeu mais uma oportunidade clara. Mas a defesa do Tupi suportou até o fim e venceu pelo placar mínimo, 1 a 0.

 

 FICHA TÉCNICA

Tupi 1 x 0 Macaé

 Tupi: Paulo Henrique, Lucas, Patrick, Edmário e Faísca (Kalu), Marcel e Bonilha (Juninho), Andrey, Diego Luís e Romarinho (Marcinho), Ítalo. Técnico: Aílton Ferraz. 

Macaé: Luís Henrique, Ruan (Valdir), Matheus Cambucci, Raphael Costa e Sanchez, Luís Felipe, Leonardo (Accioli), Franco e Rogerinho, Lepu e Israel (Luan). Técnico: Josué Teixeira.

Gol: Ítalo (11’ 2º T); Tupi.

Cartões amarelos: Raphael Costa (Macaé). Cartões vermelhos: Nenhum

14ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C 2017 – Local: Estádio Mario Helênio (Juiz de Fora) – Data: 12/08/2017 – Horário: 16h 

Público: 785 pagantes e 1062 presentes. Renda: R$16.050,00

Arbitragem: Léo Simão Holanda (CE), auxiliado por Anderson Moreira de Farias (CE), e Renan Aguiar da Costa (CE).

Aílton sorridente, na entrada da equipe em campo: sem alarde, treinador vem conquistando a cada dia seu espaço no coração do torcedor carijó

A REPERCUSSÃO

    Jogando em casa, o Tupi venceu o Macaé por 1 a 0 e chegou aos 23 pontos na série C. Mesmo com a vitória, o treinador Aílton Ferraz não ficou satisfeito com o desempenho da equipe. Segundo o comandante, ele já havia conversado com o grupo sobre as preocupações que tinha sobre essa partida e os perigos do Macaé, mesmo o adversário estando na parte de baixo na tabela.

   “Estou muito tranquilo porque alertei isso antes. Ontem (sexta-feira) eu dei uma palestra pra eles falando da preocupação que eu tinha sobre esse jogo. O Macaé é um time que está lá embaixo, mas cria demais, perdem muitos gols. Não sei se estou feliz ou triste, porque sou o treinador e não consegui desenvolver minha equipe. Fiquei preocupado, passei isso pra eles, que o sinal de alerta está totalmente ligado, e se a gente não tiver uma mudança de atitude, podemos ficar no meio da estrada”, ressaltou.

   Devido aos desfalques do capitão Bruno Santos, do zagueiro Fernando e do volante Leandro Brasília, o Tupi entrou em campo com algumas mudanças para o duelo de sábado, 12. Aílton utilizou a escalação que havia testado na segunda parte do coletivo, com Paulo Henrique, Lucas, Patrick, Edmário e Faísca, Marcel e Bonilha, Andrey, Diego Luís e Romarinho, Ítalo.

   No primeiro tempo a equipe não jogou bem errando muito e com dificuldades para criar. Fato que irritou a torcida e fez com que o time saísse de campo para o intervalo vaiado. Na segunda etapa o Carijó voltou com mais atitude, fez o gol aos 11 minutos com o centroavante Ítalo, mas sofreu uma pressão dos visitantes até o final. Venceu, mas não convenceu nem torcida e nem treinador. Até os próprios jogadores não ficaram satisfeitos com o rendimento. “Um primeiro tempo muito ruim, o segundo tempo um pouco equilibrado, mesmo assim cedendo o campo. Meu time passou longe do que eu gosto de jogar. Uma vitória em que estou triste porque não vi uma produtividade da minha equipe como estava vendo nos últimos jogos”, revela o treinador.

  Sobre as medidas que precisa tomar, Aílton completa. “O grande detalhe não é a correção física, e sim a correção de atitude. Eu não sou psicólogo, mas tento ajudar dentro do que posso. Não temos um super time, mas temos um grupo de homens, e de caráter. É a hora de pensar em tudo que eu disse pra eles, tanto que não haverá folga na segunda. A apresentação seria na terça de manhã e passou para segunda à tarde. Não é um castigo, mas é um alerta. Não podemos nos empolgar por uma vitória quando houve tantos erros”.

  Ítalo: “Estou ali para isso” 

  “Foi um gol importantíssimo. O time fez uma partida bem abaixo, sabemos disso, mas em uma das poucas oportunidades que criamos, o Juninho conseguiu cruzar e eu fui feliz em fazer o gol. É a minha função, estou ali pra isso, a gente tem que fazer os gols. É o terceiro jogo seguido em casa que eu consigo marcar. Divido o mérito com toda a equipe, porque lutamos, mesmo não fazendo uma boa partida. Mas o importante foi a vitória. Depois do gol, eles se abriram, e tivemos algumas chances no contra-ataque, mas infelizmente não conseguimos fazer o gol e tomamos um sufoco. Então vamos sentar essa semana e ver no que erramos para poder corrigir”, disse o camisa nove Ítalo.

  Mogi Mirim perde por W.O

   Na próxima semana o Carijó enfrentaria o Mogi Mirim, em jogo válido pela 15ª rodada do brasileiro. Porém, a partida não deve acontecer devido a problemas com atrasos de salário de atletas, comissão e funcionários por parte do clube do interior paulista. Na tarde do último sábado, 12, o Mogi receberia o Ypiranga-RS em seu estádio, mas devido aos atrasos, os jogadores decidiram não entrar em campo. Com isso o time do sul foi decretado o vencedor da partida por W.O. O Diretor de Futebol do Tupi, Nicanor Pires, comentou sobre a situação, que pode favorecer o Tupi.

  “De uma forma ou de outra, seja o Tupi e os demais clubes recebendo os seis pontos, ou os clubes que pontuaram perdendo o ponto, de certa forma o Tupi será beneficiado. Mas independente disso, sabemos que a campanha que o time vem fazendo na competição não vai depender da desistência do Mogi conseguirmos uma classificação. Vamos aguardar o pronunciamento da CBF durante a semana, para saber como vai ser. Seguimos nossa programação normalmente de treinos. Por enquanto, vamos nos preparar para jogar com o Mogi, até ter uma notícia oficial da CBF de que realmente eles estão fora da competição”, afirmou.

  A RODADA

  Resultados da Série C

   Grupo do Tupi  – Sábado

  Mogi Mirim 0 x 3 Ypiranga-RS – Grupo B – do Tupi

  O Ypiranga-RS foi decretado o vencedor por W.O. No Vail Chaves, a equipe do Mogi Mirim não entrou em campo, garantindo os três pontos ao time gaúcho conforme o § 1º do Artigo 56 do Regulamento Geral de Competições (RGC). Com o resultado, o Ypiranga ficou com 21 pontos. O Mogi é o lanterna, com dez.

   Volta Redonda 1 x 0 Bragantino – Grupo B – do Tupi

O Volta Redonda venceu o Bragantino por 1 a 0, no Raulino de Oliveira, e quebrou o jejum de dois meses sem triunfar em casa. O Massa Bruta explorou bem os contra-ataques e levou perigo em alguns momentos ao Voltaço. No segundo tempo, os times voltaram mais criativos. Adriano quase abriu o placar para a equipe da casa aos nove minutos tirando tinta da trave adversária. A melhor chance para o Braga foi em bola parada, quando Bruno Oliveira caprichou na cobrança de falta e carimbou o travessão. Aos 37 minutos, após cruzamento de Michel Banhami e confusão na área, David Batista apareceu no meio de todo mundo e marcou o gol da vitória do Volta Redonda. Com 20 pontos, o Tricolor de Aço colou no G-4 e agora tem 20 pontos. O Bragantino, com 15, está na oitava posição.

 Grupo A – Sábado

CSA-AL 2 x 0 Remo – Grupo A

  O CSA derrotou o Remo por 2 a 0 e está cada vez mais perto de avançar na competição. Melhor em campo nos dois tempos da partida no Rei Pelé, o Azulão marcou o primeiro gol aos 35 da etapa inicial, com uma bomba de fora da área de Rafinha em cobrança de falta. O segundo saiu aos 39 minutos finais. Edinho passou para Didira, que subiu e marcou de cabeça, fazendo 2 a 0. Com 27 pontos, o CSA segue na liderança, enquanto o Leão está com 18 pontos.

  Sampaio Correa-MA 2 x 1 Confiança-SE – Grupo A

  O Sampaio Corrêa garantiu a vitória por 2 a 1 sobre o Confiança, no Castelão, em São Luís. Após dar muito trabalho ao goleiro Henrique, a Bolívia Querida abriu o placar aos 31 minutos do primeiro tempo. O goleiro fez ótima defesa no chute de Felipe Marques, mas a sobra ficou com Maracaz, que bateu de primeira e marcou. O Confiança respondeu rápido e empatou aos 40. Tito puxou contra-ataque, invadiu a área e deixou tudo igual. Na volta do intervalo, o time sergipano teve chances de virar o jogo, mas foi parado no goleiro do Sampaio. Por outro lado, o time maranhense criou mais chances e aproveitou, aos 36, para marcar o gol da vitória. Isac mandou para a área, Reginaldo Júnior dominou e finalizou: 2 a 1. Com 25 pontos, o Sampaio segue na briga pela classificação no Grupo A, enquanto o Confiança, com 13, aparece na nona posição.

Salgueiro-PE 2 x 0 ASA-AL – Grupo A

No Cornélio de Barros, Salgueiro bateu o ASA por 2 a 0. Mais criativo, o time da casa soube aproveitar melhor a oportunidade e marcou logo aos seis minutos de jogo. Moreilândia aproveitou falha na defesa alagoana e passou para Jean Carlos, que se livrou dos marcadores e acertou um belo chute para abrir o placar para o Salgueiro. Na volta do intervalo, os times entraram mais ligados. O ASA teve boas chances de empatar, em finalizações de Rafael Tavares e Juninho, por exemplo. O Carcará também seguiu bem, ficou perto de ampliar em várias oportunidades e marcou o segundo aos 38 minutos finais. Rodolfo Potiguar ficou com a sobra após bate-rebate na área e, de perna esquerda, mandou para o gol: 2 a 0. Com 20 pontos, o Salgueiro entrou para o G-4 do Grupo A, ocupando agora o quarto lugar. O ASA, com 12, segue na lanterna da chave.

Domingo –

Grupo do Tupi

  Botafogo-SP  0 x 2  São Bento  – Grupo B – do Tupi

  No Santa Cruz, o Botafogo-SP conheceu a primeira derrota na Série C. Primeiro visitante a levar a melhor no estádio, o São Bento saiu na frente aos 38 minutos com Marcelo Cordeiro, de pênalti. Na volta do intervalo, a equipe de Sorocaba ampliou com Maicon Souza aos oito minutos e sacramentou a vitória por 2 a 0. Com 23 pontos, o São Bento assumiu a liderança do Grupo B.

  Joinville 2 x 0 Tombense –  Grupo B

 Na Arena Joinville, o Tricolor contou com a boa atuação do goleiro Matheus para se impor dentro de casa e superar a Tombense. Com um gol em cada tempo, o Joinville construiu a vitória. Aos sete minutos, Lúcio Flávio fez de falta e abriu o placar, 1 a 0. Aos 28 da etapa final, Grampola ampliou e sacramentou o triunfo catarinense: 2 a 0.

  Grupo A

   Botafogo-PB 3 x 2 Moto  Club – Grupo A

No Almeidão, Botafogo/PB e Moto Club/MA protagonizaram um duelo bastante movimentado e cheio de reviravoltas. O Belo largou an frente aos cinco minutos com Rafael Oliveira, mas os visitantes reagiram e viraram a partida ainda no primeiro tempo com Vinícius Paquetá, aos oito, e Danilo Bala, nos acréscimos. Na etapa final, o time da casa empatou, novamente aos cinco, com Roger Gaúcho. Aos 10, André Santos aproveitou a sobra e virou para o Botafogo-PB, que acabou com a sequência negativa de seis derrota consecutivas.

 Fortaleza 1 x  1 Cuiabá-grupo A

  No encerramento da 14ª rodada da Série C, Fortaleza e Cuiabá empataram neste domingo (13). Em Fortaleza, as duas equipes integrantes do Grupo A ficaram no 1 a 1. Com o resultado, o Tricolor não conseguiu reconquistar a vice-liderança e, com 23 pontos, ocupa a terceira posição. Com 16, o Dourado é o sétimo colocado.

No Castelão, Fortaleza e Cuiabá criaram poucas oportunidades durante o primeiro tempo, e o marcador permaneceu inalterado. Na chance mais clara do Tricolor, Éverton finalizou aos 27 minutos, mas a bola desviou no zagueiro e evitou o gol. Aos 32, o Dourado chegou com perigo, mas Alê mandou por cima do gol.

No segundo tempo, as redes balaçaram uma vez em cada lado. Aos 34 minutos, Ronny aproveitou vacilo da zaga do Cuiabá e abriu o placar para os donos da casa. Aos 41, o Cuiabá respondeu e deixou tudo igual com Bileu, que tocou na saída de Marcelo Boeck.

   

GALERIA DE FOTOS

Veja galeria de  imagens de  Tupi 1  x 0 Macaé, com destaque  para a sequência de fotos do gol  e da comemoração.  Fotos do Flickr Tupi (Leonardo Costa e Felipe Couri). Clique sobre a  imagem que deseja ampliar. Pode usar este recurso também nas artes de resultados e classificação

 

  


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


24 nov 2017
Com vídeos! Sucesso dentro e fora da quadra, Copa Toque de Bola de Futsal promete emoção na reta final

22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.