08 maio 2017

Renan, do JF Vôlei, é confirmado na convocação da Liga Mundial



Renan treinador convocou o Renan atleta

O treinador da seleção brasileira masculina de vôlei, Renan Dal Zotto, anunciou, nesta segunda-feira, 8, em coletiva de imprensa na sede da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), no Rio de Janeiro (RJ), os 18 convocados para a Liga Mundial que terá a fase final em Curitiba, no Brasil, de quatro a oito de julho. Os brasileiros são os maiores vencedores da história da competição e lutam pelo 10º título.

  O opostto Renan Buiatti, de 2.17m, destaque na campanha  que levou o JF Vôlei pela primeira vez aos playoffs da Superliga, está entre os 18 nomes anunciados. Ele já havia sido chamado para um período de treinos, mas só agora foi divulgada a relação de atletas para a competição.

Renan Dal Zotto esteve ao lado do diretor de voleibol de quadra da CBV, Radamés Lattari, nesta manhã, no anúncio realizado no Rio de Janeiro (RJ) e pelo facebook na fanpage do Vôlei Brasil.

Os convocados para a Liga Mundial foram os levantadores Bruninho, Raphael e Murilo Radke; os opostos Wallace, Evandro e Renan Buiatti; os centrais Lucão, Éder, Maurício Souza e Otávio; os ponteiros Lucarelli, Lipe, Maurício Borges, Lucas Lóh, Douglas Souza e Rodriguinho e os líberos Tiago Brendle e Thales.

“Novo ciclo olímpico”

Após o anúncio dos nomes, o treinador destacou a importância deste ano e o quanto este é um período importante na programação da seleção brasileira.

“Esse é um ano muito importante para o voleibol brasileiro. É um novo ciclo olímpico após a conquista do ouro no Rio de Janeiro pela seleção masculina. Temos como primeiro compromisso a Liga Mundial que terá a primeira etapa em Pesaro na Itália com um grupo muito difícil (Itália, Polônia e Irã)”, disse Renan.

O novo treinador também comentou sobre a presença de 10 dos 12 campeões olímpicos em 2016 na lista da Liga Mundial.

“Sabemos que esporte é momento. Eu vejo os atletas, com a evolução tecnológica, tendo uma longevidade maior o que é muito interessante. Dos 12 campeões olímpicos apenas o Serginho declarou que não estaria mais na seleção. Todos os outros estão em totais condições de participar da seleção brasileira. É justo fazer com que esses atletas (campeões olímpicos) joguem a fase final da Liga Mundial no Brasil”, afirmou Renan Dal Zotto, que também falou sobre a conversa com o levantador William que pediu para ficar um tempo com a família e não está na lista da Liga Mundial.

“Tive uma conversa com o William em Canoas e falei que contava com ele. O William me explicou desse compromisso familiar após a Superliga, o que é justo. Ele agradeceu nossa conversa e eu disse que contava com ele a princípio até o Mundial. Ele na hora respondeu que iria até os Jogos Olímpicos. Que bom que ele está com essa cabeça. Ele é um jogador diferenciado”, explicou Renan.

Sempre favorito

Radamés Lattari e Renan no anúncio dos 18

O treinador da seleção masculina também comentou sobre os principais objetivos da seleção masculina nesse início de ciclo olímpico.

“Temos focos muito claros. A curto prazo a Liga Mundial, a médio prazo o Mundial de 2018 e a longo prazo os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Sabemos que toda a competição que o Brasil participa a responsabilidade é muito grande sempre sendo um dos favoritos e isso é um fato “, explicou Renan.

O diretor de vôlei de quadra da CBV, Radamés Lattari, destacou o número de competições das seleções brasileiras em 2017.

“Já começamos os treinamentos das seleções de base em Saquarema. Esse ano temos seis campeonatos mundiais de base e o Brasil espera estar presente nos seis. Falta apenas jogar a classificatória do sub-21 masculino. Estamos conseguindo fazer amistosos internacionais com todas as categorias e isso é muito positivo”, disse Radamés Lattari.

Os três compromissos da seleção brasileira masculina de vôlei em 2017 são Liga Mundial, Campeonato Sul-Americano e Copa dos Campeões.

Liga Mundial

A seleção brasileira fará sua estreia na Liga Mundial, ainda pela fase classificatória, no dia 2 de junho, contra a Polônia, em Pesaro, na Itália. Neste mesmo local, a equipe verde e amarela ainda enfrenta o Irã e os donos da casa. A segunda fase será em Varna, na Bulgária, contra Canadá, Polônia e Bulgária. Encerrando a etapa classificatória, a seleção brasileira irá a Córdoba, na Argentina, jogar contra os búlgaros, argentinos e sérvios.

Os jogos da Fase Final ocorrerão de 4 a 8 de julho deste ano, em uma quadra montada no meio do campo de futebol, em Curitiba, no Brasil. Estarão na disputa pelo título as cinco melhores equipes da fase classificatória, além da seleção brasileira, já classificada antecipadamente por ser o país-sede.

Levantadores

Bruninho (Sesi-SP)
Raphael (Funvic Taubaté)
Murilo Radke (Montes Claros)

Opostos

Wallace (Funvic Taubaté)
Evandro (Sada Cruzeiro)
Renan Buiatti (JF Vôlei)

Centrais

Lucão (Sesi-SP)
Éder (Funvic Taubaté)
Maurício Souza (Brasil Kirin)
Otávio (Funvic Taubaté)

Ponteiros

Lucarelli (Funvic Taubaté)
Lipe (Halkbank/Turquia)
Maurício Borges (Arkas Izmir/Turquia)
Lucas Lóh (Funvic Taubaté)
Douglas Souza(Sesi-SP)
Rodriguinho (Sada Cruzeiro)

Líberos

Tiago Brendle (Brasil Kirin)
Thales (Lebes Gedore Canoas)

 

Texto com informações e fotos enviados ao Toque de Bola pela Confederação Brasileira de Voleibol

Fotos: CBV

Edição: Toque de Bola


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 out 2017
Oficial: Tupi informa que treinador Aílton Ferraz não fica no clube

19 out 2017
Copa Toque de Bola de Futsal: Academia destaca “movimento esportivo” gerado pela competição

19 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

18 out 2017
Faefid-UFJF recebe nota máxima em avaliação, foca em “atuar com pessoas” e vê trabalho dobrado

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.