28 mar 2017

Bara exalta força interna do JF Vôlei: “Nunca tivemos um grupo tão comprometido”



   

Ricardo (7) foi o maior pontuador pelo JF Vôlei na partida que acabou sendo a despedida da equipe na Superliga, em Taubaté

Na obrigação de vencer para provocar o quarto duelo, o JF Vôlei foi derrotado na noite desta segunda-feira, na partida de número 3 das quartas-de-final da Superliga contra o Funvic Taubaté. Os paulistas levarem a melhor em três sets (25×21, 25×18 e 25×14). Ricardo Júnior foi o maior pontuador da equipe, com doze tentos. O também ponteiro Lucarelli levou o troféu VivaVôlei.

   Já está  definida uma das semifinais. Será um confronto estadual entre Taubaté e Sesi-SP. Já o Sada Cruzeiro aguarda o último encontro 

  Melhores números  

  Com o resultado, os juiz-foranos fecham sua participação na temporada 2016/17 da elite do voleibol brasileiro. E a sexta Superliga disputada foi inesquecível, com diversas marcas memoráveis para o projeto: melhor colocação na fase classificatória (7º), maior número de vitórias (12), mais pontos acumulados (31), artilheiro da competição até aqui (Renan Buiatti, com 497), primeira classificação aos playoffs da competição, entre outras.

 Esta foi a sexta participação consecutiva  da equipe local na principal competição de vôlei do Pís campeão olímpico. No início, o time era denominado Vôlei UFJF. A  mudança na nomenclatura ocorreu antes da temporada 2015/16.

 “Dedicação absurda”

Maurício Bara, diretor e idealizador do JF Vôlei, enalteceu os parceiros, os atletas, a comissão técnica e os torcedores pelo ano histórico: “Gostaria de agradecer a todos os patrocinadores e parceiros, que nos ajudaram a colocar este time em quadra. Fica uma lembrança especial ao Sada Cruzeiro, pois a temporada não seria viável sem a parceria firmada com eles. À comissão técnica, liderada pelo Henrique Furtado e composta pelo Júlio Lanzelotti, preparador físico, pelo Rodrigo Fuentealba, analista de desempenho, e pelo Lucas Mostaro, fisioterapeuta. Fizeram um trabalho espetacular. Abraçaram a nossa equipe e acreditaram em novas ideias. Foi uma jornada árdua, de muito empenho no dia-a-dia e de busca pela excelência. Aos jogadores, posso dizer que nunca tivemos um grupo tão comprometido com as nossas ideias quanto este. Apesar de todas as dificuldades extra-quadra, demonstraram dedicação absurda e comprometimento, com a cidade, com o projeto e com a comissão técnica. Eles têm minha gratidão eterna. Se eu tivesse condições de fazer essa definição hoje, levaria esta equipe, da maneira como ela está composta, para a próxima temporada, sem sombra de dúvidas. Por fim, também queria destacar a força que a torcida nos deu. Abraçou a equipe. Pudemos sentir, ao longo do trajeto, a emoção nos olhos, nas palavras e nas atitudes das pessoas”.

Temporada e perspectivas

Bara também fez uma rápida análise do sucesso na temporada 2016/17, de obstáculos incontáveis fora das quadras, e das projeções para o futuro próximo: “Foi uma campanha histórica para o esporte de Juiz de Fora. Não é fácil conseguir doze vitórias – é só pegar as estatísticas dos últimos anos e analisar. Lembrando que vencemos seis partidas no tie-break, que poderiam ter mudado nossa história caso terminassem de outra forma. O sucesso veio com muita luta. Viemos batalhando por isso há quase dez anos. Já estamos na rua em busca da viabilização da temporada 2017/18. Agora, precisamos aumentar significativamente o nosso aporte financeiro para jogar uma Superliga de maneira digna também fora de quadra. A partir de hoje, esta é a nossa batalha”.

 

 

 

Texto com informações da assessoria do JF Vôlei

Artes: Toque de Bola (se preferir, clique sobre cada imagem/arte para ampliar)

Foto: Rafinha Oliveira-Funvic Taubaté

Edição: Toque de Bola


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


15 ago 2017
Futsal: goleada garante Sesi Juiz de Fora na semifinal do Campeonato Mineiro Sub-13 do Interior

14 ago 2017
Papa-títulos ataca outra vez! Cruzeirinho bate Valadares com gol de Lucas e conquista Super Copa

11 ago 2017
Em semana de rescisões de contrato, Tupi foca no Macaé

10 ago 2017
Josué Teixeira, campeão em 2014, é a última cartada do Macaé para reagir na Série C

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.