26 fev 2017

Jogadores do Tupi destacam luta e elogiam Aílton. Treinador da URT cumprimenta Jajá



   Elogios ao novo comportamento do time, atribuídos em grande parte ao treinador Aílton, considerado por jogadores mais ofensivo e que dá mais leveza ao time, foram a tônica das entrevistas dos jogadores do Tupi, algumas ainda no gramado do Estádio Municipal Radialista Mário Helênio – o Tupi derrotou a URT por 2 a 0 e saiu da lanterna para a oitava colocação.

  Já o técnico da URT admitiu um primeiro tempo muito ruim da equipe elogiou não só a atuação do Tupi, mas a inteligência de Jajá no lance do segundo gol.

   Confira, abaixo, o que jogadores do Tupi e técnico da URT disseram (texto a partir de entrevistas feitas pela Rádio Globo Juiz de Fora)

Edmário – zagueiro e capitão do Tupi

O time conseguiu uma grande vitória. A é dar sequencia a esse trabalho:

“Verdade. O time imprimiu um ritmo de jogo do começo ao fim, conseguimos envolver o time deles, e conseguimos graças a Deus abrir o placar. E agora é descansar e projetar o próximo jogo, que é fora (Caldense).”

Tupi x URT: atuação carijó deixa elenco com mais confiança para consolidar reação no Campeonato Mineiro

Bonilha – apoiador do Tupi

Muita entrega do time. Aílton ressaltava no intervalo que teve que colocar o Dieguinho para lateral direita, porque ele não poderia deslocar você, que era um ponto de equilíbrio com Leandro Ferreira no meio- campo. Acabou dando certo?

“Sim. O Lucas acabou sentindo. O nosso time trabalhou forte durante a semana e estamos todos preparados. O Dieguinho cobriu bem, fez a lateral-direita mesmo sendo canhoto. E a equipe está preparada para os próximos jogos e para brigar lá na frente.”

Agora o Marcel (volante) já fica à disposição para o próximo jogo. Isso é bom para o elenco e bom para o treinador.

“É bom para o treinador Ailton, que tem mais opções para gente jogar. O time vem trabalhando muito bem, então vamos seguir forte, trabalhando para pegar a Caldense e fazer um bom jogo contra eles.”

Leandro Ferreira – volante carijó

Você ajudou muito nessa vitória. O joelho está saindo “baleado”?

“Tem que sair, não é? Estava demorando essa vitória nossa, não seria diferente se não tivesse essa garra e essa vontade. Então, é valido sair machucado e sentindo dor, mas nada preocupante para a próxima partida. Precisamos de todo mundo inteiro para conseguir  mais três pontos.”

Ressaltava com o Bonilha que houve uma parceria perfeita, um encaixe perfeito na marcação, na saída, você e ele. O próprio treinador ressaltou isso.

“Realmente. Graças a Deus conseguimos até com a falta do Marcel. Conseguimos acertar já na partida passada a nossa equipe, também o nosso meio foi muito bem plantado. Conseguimos fazer uma ótima partida lá (em Muriaé, contra o Tricordianos) e graças a Deus hoje aqui. E o resultado deu frutos. Não esquecendo de ressaltar a garra de todo mundo. Estão todos de parabéns.”

Bruno Santos – lateral-esquerdo

Grande partida. Você sempre com aquelas boas jogadas de profundidade, de lado esquerdo, quase saiu um gol no final. Mas, o mais importante para vocês hoje eram os três pontos, e a primeira vitória para sair lá de baixo da tabela?

“Foi o que eu falei. Fizemos bons jogos fora de casa, estávamos devendo para a torcida. Então essa vitória vai para a torcida, mesmo na situação difícil ela veio apoiar a gente. Ali no finalzinho deu para ver que a bola iria certinha no gol, mas desviou na cabeça do atleta do URT. Mas o mais importante era a vitória para o time que estava merecendo.”

Com essa seqüencia boa, pena que fica fora contra o Caldense com esse amarelo

“Faz parte. Não vou ficar poupando, nem ficar segurando, temos que sempre ir firme nas jogadas, faz parte do futebol. E o Dieguinho, que é suplente, com certeza vai dar conta do recado.”

Cerca de 12 dias de trabalho do Ailton, o que mudou nesse time?  Outra postura? Parece que alinhou e melhorou o  rendimento da equipe.

“Respeitamos muito o Éder Bastos. Acho que não encaixou o trabalho dele. O Aílton é muito motivador, ele consegue deixar a gente mais leve pra jogar. Não só na marcação. Temos mais liberdade pra jogar e mais leveza para jogar na parte do ataque.”

O golaço de Jajá e o drama do goleiro Juninho

Rodrigo Santana- Técnico URT

A URT vinha invicta, num grande momento e em ascensão.  O que aconteceu com o time no jogo? Mesmo jogando bem, parece que não conseguiu encaixar. O que você pode dizer dessa derrota?

“Eu acho que faltou atenção. O nível de atenção estava muito baixo. Fizemos um primeiro tempo muito ruim, irreconhecível. Acordamos um pouco no momento que tomamos o primeiro gol, em uma falha individual. Nosso centro-avante acabou perdendo a bola e em um contra-golpe tomamos o gol. Acredito que equilibramos a partida a partir do momento que tomamos o gol, voltamos do intervalo melhor. Quando o gol parecia madurecer, fomos surpreendidos com o belíssimo gol do Jajá, que foi muito feliz na jogada. Até eu fui parabenizá-lo, porque é difícil ver jogador assim, muito inteligente. Antes de a bola chegar, ele já sabia o que iria fazer. Surpreendeu nosso goleiro, e foi onde a equipe do Tupi fechou a defesa e não conseguimos entrar. Fizemos um jogo muito abaixo do esperado. Hoje não era nosso dia, tanto que meu atacante, o Ceará, acabou perdendo um gol praticamente sem goleiro. Com o goleiro deitado no chão,  ele chutou na trave. Mas é isso, parabéns para o Tupi, foi muito aguerrido, muito valente e forte. Precisamos corrigir porque temos mais um jogo fora, contra o Tricordiano.”

“O Tupi mereceu a vitória sim, jogou com inteligência, abriram o placar. Saíram no contra-golpe, foram muito bem. Chegamos na primeira derrota do campeonato isso aí é importante também. Porque a vitória é boa, mas esconde muitos erros. E em cima dessa derrota vamos analisar os erros que cometemos e procurar corrigir para a competição inteira.”

 

Texto a partir de entrevistas feitas pela Rádio Globo Juiz de Fora

Edição: Toque de Bola

Fotos: Tupi – Leonardo Costa/Felipe Couri

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 out 2017
Oficial: Tupi informa que treinador Aílton Ferraz não fica no clube

19 out 2017
Copa Toque de Bola de Futsal: Academia destaca “movimento esportivo” gerado pela competição

19 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

18 out 2017
Faefid-UFJF recebe nota máxima em avaliação, foca em “atuar com pessoas” e vê trabalho dobrado

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.