26 fev 2017

Jajá dá detalhes do gol de placa: “Já estava ciente do que eu iria fazer”



  O torcedor do Tupi que estava descrente quanto a uma boa atuação da equipe diante da URT e não foi ao Estádio Municipal Radialista Mário Helênio acabou “castigado”: perdeu um dos gols mais bonitos da história do estádio, inaugurado em 1988, em Juiz de Fora.

   Jajá marcou um daqueles gols inesquecíveis, ao acertar com rara felicidade um chute de longa distância, entre o meio-campo e a intermediária, com a bola próxima da lateral, pela esquerda de ataque. Chutou consciente e a bola encobriu o goleiro Juninho, ganhando as redes numa saborosa viagem aérea em plena primeira manhã do carnaval de 2017.

   Na entrevista após o jogo, ele disse que já faz esse tipo de jogada há tempos, e quase marcou dessa maneira, quando atuava no futebol chinês, mas lá a bola bateu na trave.

Jajá: “Faço essa jogada há muito tempo. Inclusive fiz na China, bateu na trave”

Como foi na hora do gol?

Jajá: “Na verdade eu já faço essa jogada há muito tempo. Inclusive  fiz na China, bateu na trave e encobriu o goleiro. E hoje eu fui feliz, roubei a bola do meio, já estava ciente do que eu iria fazer. que era fazer aquele movimento e tentar a sorte. E fui feliz de fazer um belo gol, que nós dá uma felicidade, uma tranquilidade para trabalhar na semana.”

Por falar em tranqüilidade, o gol que o  Caça–Rato fez acabou com essa “seca” que o time estava. A partir dali o time ficou mais tranquilo no jogo?

Jajá: “Com certeza. A gente tinha treinado de um jeito que era isso o que nós queríamos. Jogamos praticamente perfeito hoje. Atacando. Vocês viram que no inicio da partida pressionamos bastante, até o final marcamos em cima. E fomos felizes. Caça-Rato fez um gol e  tirou um peso muito grande, não só dele, mas de todos nós, que trabalhamos dia-a-dia com  ele. Fico muito feliz por ele e por mim, que fiz um gol também. Dá uma tranquilidade maior.”

Vem uma sequência importante e vitória tirou esse peso todo. E o mais importante ainda, o time encaixou no momento certo. O Aílton tem essa semana toda para trabalhar já que o próximo jogo é só na segunda- feira…

Jajá: “É verdade. Agora vamos descansar um pouco no carnaval, e voltando às atividades teremos mais tempo para trabalhar. E o nosso objetivo é ainda ter sonho, porque quem sonha muito consegue seus objetivos. Estamos sonhando muito, com o objetivo principal, que é chegar entre os quatro melhores do campeonato.”

O esquema tático do Ailton é muito diferente do treinador que saiu (Éder Bastos)?

Jajá: “Na verdade, todo o treinador tem seu esquema tático. Por exemplo, o que estava (Éder Bastos), jogava no 4-4-2,  mais defensivo. E nosso novo treinador que chegou ,o Aílton, ele gosta do time mais ofensivo. Varia muito de treinador e de tática, não só os dois, mas muitos por aí. Todo treinador tem uma filosofia de trabalho diferente, mas a nossa de hoje foi muito bem montada e surpreendeu muita gente.”

Aílton disse que você fechou também por dentro e ajudou o time a manter a posse de bola, evitando que a URT  ocupasse o campo de defesa 

Jajá: “Verdade. Nós estávamos com 2 a 0 no placar. E com campo grande temos que ter a posse de bola, sessenta por cento hoje do futebol é a posse de bola. Então mantivemos uma posse de bola muito boa. Ficamos testando a URT, deixando o tempo passar e mantendo o 2 a 0.  Conseguimos alcançar nosso objetivo, que  foram os três pontos.”

Ainda ressaltando a chegada do Ailton. O próprio Bruno Santos disse ao final da partida da motivação diferente do time, mais solto, para poder jogar. Houve essa mudança também de ambiente no grupo?

Jajá: “Houve. Uma mudança nossa, na nossa postura, não só com a chegada do treinador, mas nosso time também tinha que mudar essa postura. Porque viemos de resultados negativos, empates e derrotas. Essa mudança tem que vir de dentro da gente, e veio na hora certa. Fizemos do jeito que tinha que fazer,  fomos felizes com dois gols essa manhã. Agora vamos descansar, porque semana que vem começa tudo de novo. ”

 

Texto: Ivan Elias e Elisa Ladeira – Toque de Bola, com entrevista disponibilizada pela assessoria do Tupi – 

Foto: Tupi – Leonardo Costa/Felipe Couri

Edição: Toque de Bola

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br

 

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 ago 2017
UFJF e Uberabinha anunciam fim da parceria no futebol de base

22 ago 2017
Veja melhores momentos de Tupi 1 x 0 Mogi e o mapa carijó em busca da vaga no mata-mata

21 ago 2017
Intercolegiais: Granbery e Escola Estadual Francisco Bernardino são campeões no Estádio Mário Helênio

21 ago 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.