03 jul 2016

Com Neilton inspirado, Botafogo se sente em casa e bate Santa Cruz por 2 a 1 em JF



Juiz de Fora foi a casa do Botafogo neste início de Brasileirão. E o Fogão se sentiu à vontade. Sem perder nenhuma partida no Estádio Municipal este ano, o Glorioso agora deve mandar suas partidas na Arena Botafogo, no Rio de Janeiro. Na despedida do torcedor juiz-forano, uma vitória e a saída do time da zona de rebaixamento. Mais de 5 mil pessoas foram ao Radialista Mário Helênio e viram o Botafogo superar o Santa Cruz por 2 a 1.

Com os resultados do final de semana, o Botafogo sobe para a 16ª colocação, enquanto o Santa Cruz continua na penúltima posição. Na próxima rodada os cariocas enfrentam o Coritiba, no Couto Pereira. Já os pernambucanos recebem o Internacional, no Estádio do Arruda.

Neiton, junto com Camilo e Sassá, foi um dos destaques do jogo. (Foto: Divulgação BFR Oficial - Vítor Silva/SSPress/Botafogo)

Neiton, ao lado de Camilo e Sassá, foi um dos destaques do jogo. (Foto: Divulgação BFR Oficial – Vítor Silva/SSPress/Botafogo)

Início avassalador

O Botafogo vinha de uma derrota para o Atlético Mineiro, em que o Galo marcou o primeiro gol logo no início da partida. Parece que o Gloriosos aprendeu a lição. Com menos de 2 minutos da etapa inicial, Sassá, artilheiro do time na Série A, abriu o placar para o Alvinegro. Neilton tabelou com Camilo, na intermediária, e lançou para Sassá, dentro da área, tocar na saída do goleiro.

Depois de 15 minutos foi a vez de Neiton ser servido. Camilo encontrou o companheiro livre na área, que cortou Rodolfo e mandou para rede. Com 17 minutos o Botafogo já estava vencendo por 2 a 0. Mesmo estando atrás do placar, o Santa Cruz não conseguiu assustar a meta de Sidão e ainda viu o Bota desperdiçar boas oportunidades para matar o jogo ainda no primeiro tempo.

‘Dedo’ do treinador

Na volta do intervalo o Tricolor Pernambucano fez duas mudanças. O técnico Milton Mendes colocou Leandrinho e Keno nos lugares de Fernando Gabriel e Grafite. As substituições fizeram efeito e deram novo gás ao time. Aos 3 minutos da etapa complementar, Keno fez ótima jogada em velocidade pela esquerda e cruzou para João Paulo, já na pequena área, escorar e diminuir a vantagem para 2 a 1.

A melhora do Santinha era nítida, mas não o suficiente para buscar o empate. Durante toda a segunda etapa, os visitantes buscaram o segundo gol. O Botafogo ficou apenas esperando um contra-ataque marcar o terceiro. Camilo, aos 20, deixou o campo contundido, para a entrada de Fernandes.

Já no final do jogo, mais na base da vontade do que na técnica, o Santa Cruz ainda tentou pressionar. Em vão. O árbitro apitou o final do jogo e a torcida pôde comemorar os três pontos e salto na tabela de classificação.

Ricardo Gomes chegou a elogiar as mexidas do treinador adversário após o jogo. “A queda do Botafogo foi devido a melhora do Santa Cruz. A mexida do Milton deixou a equipe mais forte. Eles ficaram bem mais rápidos. Na primeira oportunidade já conseguiram o gol e o segundo tempo ficou complicado para a gente”, avaliou o comandante alvinegro.

 

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2 X 1 SANTA CRUZ

 

BOTAFOGO: Sidão, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Silva e Diogo Barbosa; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva e Camilo(Fernandes); Neilton, Rodrigo Pimpão(Gervazio Nuñez) e Sassá(Luis Henrique)

Técnico: Ricardo Gomes

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso, Vítor(Arthur), Danny Morais, Walter Guimarães e Roberto; Uillian Correia, Marcílio, Léo Moura, Fernando Gabriel(Leandrinho)e João Paulo; Grafite(Keno)

Técnico: Milton Mendes

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)

Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa (Fifa-RJ) e Clovis Amaral da Silva (PE)

Público: 5423 presentes (5033 pagantes)

Renda: R$ 126.920,00

Cartões amarelos: Vítor, Marcílio e Leandrinho (Santa Cruz); Bruno Silva (Botafogo)

Gols: BOTAFOGO: Sassá, a 1, e Neilton aos 17 minutos do primeiro tempo. SANTA CRUZ: João Paulo aos três minutos do segundo tempo.

Local: Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)

Outros jogos da rodada pela Série  (fonte: site CBF)

Jogos de sábado

Fluminense 0 x 0 Coritiba

Em Volta Redonda (RJ), Fluminense e Coritiba abriram a 13ª rodada do Brasileirão sem muita emoção. Apesar dos objetivos claros, os times pouco criaram e não saíram do 0 a 0. Entre as chances do Flu no primeiro tempo, Henrique cabeceou na trave, enquanto Dudu e Wellington Silva obrigaram o goleiro Wilson a fazer boas defesas. O Coxa chegou perto com Leandro, parado em Diego Cavalieri. No segundo tempo, o Fluminense seguiu dominando um pouco mais, criando chances com Edson e Wellington Silva, mas não teve sucesso nas finalizações. A melhor chance do Coritiba foi desperdiçada por Kleber, aos 42 minutos. Após Luccas Claro carregar o contra-ataque, o Gladiador ficou na cara do gol, mas chutou para fora.

Atlético-PR 1 x 0 América-MG

Jogando em casa, o Atlético-PR foi superior diante do América-MG e criou as melhores oportunidades da partida. Na melhor chance do primeiro tempo, Vinícius cabeceou bem, e a bola passou muito perto da trave mineira. Bem posicionado, o Coelho pouco criou, mas foi bem na marcação. O Furacão conseguiu o gol da vitória no segundo tempo. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Nikão, que pegou de primeira e bateu de longe: 1 a 0.

Jogos de domingo

  Internacional 0 x 1 Grêmio

Diante de mais de 40 mil pessoas no Beira-Rio, o Inter foi dominado pelo Grêmio no primeiro tempo da partida. A equipe tricolor abriu o placar aos 19 minutos, com Douglas. Após chute de Everton, o goleiro Muriel deu rebote, e o meia aproveitou a sobra para marcar. Na volta do intervalo, o Colorado se impôs e dominou o segundo tempo. Apesar das boas chances com Gustavo Ferrareis, Vitinho e Paulão, o Inter não conseguiu reverter o placar.

 Cruzeiro 2 x 2 Vitória

Cruzeiro e Vitória farão uma sequência de três partidas nos próximos 17 dias. Neste domingo, os times empataram em 2 a 2 no primeiro confronto. Depois, nos dias 6 e 20, eles voltam a se enfrentar pela terceira fase da Copa do Brasil. No Mineirão, Alisson abriu o placar para o time da casa aos 23 minutos do primeiro tempo. Após Arrascaeta rolar para dentro da área, o meia dominou sozinho e bateu rasteiro para marcar. Aos oito do segundo tempo, foi a vez de Arrascaeta fazer o dele. Riascos tocou de letra para o uruguaio, que chutou forte e ampliou para a Raposa. O Vitória, que pressionou muito durante toda a partida, conseguiu descontar de pênalti. Aos 19 minutos, após driblar dois marcadores, Marinho foi derrubado. Diego Renan cobrou no canto direito do goleiro Fábio e diminuiu. Aos 37, o Leão conseguiu o empate. Destaque na partida, Marinho fez boa jogada dentro da área, e a bola sobrou para Vander bater colocado e deixar tudo igual: 2 a 2.

Romero marcou dois. Corinthians fez os quatro gols sobre o Flamengo na segunda etapa em Itaquera

Romero marcou dois. Corinthians fez os quatro gols sobre o Flamengo na segunda etapa em Itaquera

Corinthians 4 x 0 Flamengo

Na Arena Corinthians, o Flamengo dominou o primeiro tempo diante do time da casa e teve a melhor chance aos 14 minutos. Após Alan Patrick cobrar escanteio, a bola ficou na área, e Cássio salvou dois chutes, de Marcelo Cirino e Rafael Vaz. O time rubro-negro ainda chegou perto com chute de Ederson, que acertou a trave. No rebote, Alan Patrick tentou, mas também não conseguiu marcar. O Timão voltou do intervalo mais motivado e conseguiu abrir o placar aos 14 minutos. Após escanteio e bate-rebate na área, a bola sobrou limpa para Ángel Romero marcar. O Corinthians seguiu pressionando, sem dar chances para o Flamengo. Aos 32, o time da casa aumentou a vantagem com Guilherme, que recebeu de Romero e bateu no canto direito do goleiro Muralha. Sem tempo para comemorar, o Corinthians marcou o terceiro dois minutos depois. Instantes depois de entrar no lugar de Giovanni Augusto, Rildo pegou rebote do goleiro rubro-negro e marcou o terceiro. Nos acréscimos, Romero marcou o segundo dele na partida e fechou a conta: 4 a 0.

Santos 3 x 0 Chapecoense

Na Vila Belmiro, o Santos fez o dever de casa diante da Chapecoense e entrou no G-4. Aos 16 minutos do segundo tempo, Copete deu passe para Rodrigão tocar na saída do goleiro Danilo e marcar seu primeiro gol na Vila. Quatro minutos depois, Lucas Lima cobrou escanteio, Renato desviou e Copete mandou para o fundo das redes. No final da partida, Yuri chutou de fora da área e fechou o placar: 3 a 0.

Ponte Preta 1 x 0 São Paulo

Também jogando em casa, a Ponte Preta derrotou o São Paulo pelo placar mínimo e começa a enxergar o G-4 mais próximo. Aos 11 minutos do segundo tempo, Clayson tabelou com Reinaldo, e o lateral cruzou para Wellington Paulista finalizar. O goleiro Denis espalmou e, na sobra, Clayson garantiu a vitória por 1 a 0 da Macaca.

Figueirense 1 x 1 Atlético-MG

Em Florianópolis, Fred abriu o placar para o Atlético-MG logo aos sete minutos de jogo. Douglas Santos cruzou da linha de fundo e o camisa 99 marcou de cabeça. Na volta do intervalo, também aos sete minutos, o Figueirense empatou com Ermel. O atacante recebeu lançamento e ficou cara a cara com Victor para fazer 1 a 1. Aos 13, o Galo ficou sem Fred, expulso após acertar o rosto de Elicarlos, e jogou mais recuado. O Figueira também não criou muito, e o placar não foi alterado.

Com 20 pontos, o Atlético-MG ocupa o nono lugar na tabela da Série A. O Figueirense, com 15, ocupa a 16ª posição.

A 13ª rodada do Brasileirão ficará completa nesta segunda-feira (4), com a partida entre Sport e Palmeiras, às 20h, na Ilha do Retiro. O Verdão busca a vitória para voltar a ser líder isolado, enquanto o Leão briga para deixar a incômoda zona de rebaixamento.

 

Texto jogo do Botafogo: Cérix Ramon, com informações e textos dos outros jogos da rodada do site da CBF

Edição e supervisão: Ivan Elias, Toque de Bola

Fotos: Botafogo e site CBF

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 jan 2018
Clínica com Zico no Maracanã une diferentes gerações em torno do sonho do futebol. Veja fotos

22 jan 2018
Tem de 10 a 16 anos e que jogar futebol? É levar a chuteira e conferir a agenda da semana na Faefid-UFJF

21 jan 2018
Virose no Carijó? Dirigente admite possibilidade, mas não quer usar como desculpa

19 jan 2018
Futebol do Baeta apresenta Comissão Técnica para Módulo 2 e admite que está atrasado

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse