29 set 2015

Caso de polícia: jogadores do Tupi relatam ameaça de morte



Depois da expectativa em torno da divulgação da tabela da segunda fase da Série C, o torcedor do Tupi foi surpreendido já no final da noite desta segunda-feira, com uma verdadeira “bomba”. Em texto publicado no site oficial, o clube informou, em “Nota de Repúdio”, que alguns atletas foram ameaçados de morte, em contatos telefônicos feitos após a derrota para o Brasil, de Pelotas-RS, domingo, pela última rodada da fase de classificação.

Segue a íntegra da nota (fonte: site oficial do Tupi)

“Nota de repúdio

“Os atletas do Tupi Football Club vem (sic) a público repudiar atitudes tomadas por algumas pessoas que se dizem torcedores do Carijó. Após a partida do último domingo (27), através de seus telefones particulares, jogadores do Alvinegro de Santa Terezinha receberam ameaças de morte em caso de insucesso na busca pelo acesso à Série B do Brasileiro.

Diante da gravidade das ameaças, os atletas foram orientados a registrarem boletim de ocorrência para que o fato seja investigado. Isso foi feito na noite desta segunda-feira (28), quando o vice-presidente do Conselho Gestor, Cloves Santos, acompanhou um grupo de jogadores até um posto policial.

O assunto a partir da manhã desta terça-feira (29) estará entregue ao departamento jurídico do Tupi para que as providências cabíveis sejam tomadas. Os atletas não se pronunciarão sobre as ameaças, visto que agora a investigação para que os responsáveis por atos de tamanha gravidade sejam devidamente punidos cabe as autoridades competentes.

O foco de nossos guerreiros está voltado única e exclusivamente para a conquista da vaga na Série B do Brasileiro em 2016, cuja disputa com o Asa de Arapiraca começa no próximo dia 3 de outubro. Nossos atletas estão comprometidos em realizar esse sonho para o Tupi. Atitudes beligerantes de torcedores inconsequentes não contribuem em nada para que o clube conquiste o tão almejado acesso.

O grupo convoca os verdadeiros alvinegros de coração a coibirem tais atos e a, como sempre, estarem de corpo e alma ao nosso lado na partida de ida contra os alagoanos, no Estádio Municipal. Futebol é, antes de tudo, diversão e alegria, e de forma nenhuma pode estar atrelado à violência seja física ou psicológica. Nossos atletas são trabalhadores da bola, têm famílias e se dedicam todos os dias para darem alegrias ao nosso torcedor. Por isso, merecem respeito e apoio sempre. Afinal, somos todos carijós!”

Jogadores do Carijó se reúnem no gramado, antes de Tupi x Brasil. Ameaças teriam ocorrido depois da partida, por telefone (Foto: Toque de Bola)

Jogadores do Carijó se reúnem no gramado, antes de Tupi x Brasil. Ameaças teriam ocorrido depois da partida, por telefone (Foto: Toque de Bola)

 

Edição e foto: Toque de Bola

Nota: site oficial do Tupi

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


24 set 2017
Aílton se emociona e não define permanência: “Estou disposto a ouvir proposta”

21 set 2017
Tupi pode ter até quatro desfalques. Aílton receita “guerrear e batalhar demais para conseguir o objetivo”

20 set 2017
Tupi fecha treino. Fortaleza em Sampa. Marcelo apita. Ingressos, gramado, reconhecimento, recepção. Veja o diário da decisão

20 set 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.