08 dez 2014

Diretor técnico da UFJF: “Decisão do campeonato é agora”. Equipe pode disputar Copa Brasil



O diretor técnico do Vôlei UFJF, Maurício Bara Filho, concedeu entrevista exclusiva ao portal Toque de Bola durante o programa Tá na Rede, no início da transmissão da partida entre UFJF e Ziober Maringá, no sábado, 6. O dirigente descartou a possibilidade de mudanças no elenco, contou detalhes da conversa pós-derrota para o São José e adiantou informações sobre a Copa Brasil de Vôlei, com início programado para 22 de dezembro, que pode ter a presença da Federal.

Bara assumiu o clima conturbado do elenco por conta das derrotas, mas ressaltou que a reação deveria ser iniciada na partida contra Ziober Maringá, tendo continuidade nos jogos antes do natal: “Na Superliga tivemos uma boa sequência, mas nas partidas contra Voleisul e São José fomos muito abaixo. Preferia ter ido mal contra Taubaté e vencido um desses dois confrontos diretos aqui. Em relação ao ambiente, é difícil que ele seja bom com derrotas. Não é a primeira vez que vivemos isso, mas confio no grupo, temos jogadores experientes que sabem o que é preciso. Assino embaixo: os jogos em que fomos criticados não fomos nada bem. Está na mão dos jogadores. Precisamos sair o mais rápido possível. Ainda com duas vitórias entramos no bolo. A decisão do campeonato passa por agora. Não pode ser depois do natal. Ano passado aconteceu uma reação, mas foi tardia e não ocorre toda hora”, analisou.

A Federal fecha o primeiro turno em São Bernardo, contra a equipe da casa no domingo, 14, às 20h. Ainda em 2015, a UFJF visita o Vôlei Canoas no dia 17 e recebe o Minas Tênis Clube, no dia 20, com transmissão da web rádio do Toque de Bola.

Maurício Bara (direita) comandou reunião com elenco pedindo mudança imediata de atitude

Maurício Bara (direita) comandou reunião com elenco pedindo mudança imediata de atitude

Mudanças

Independente do resultado de sábado, as trocas no elenco ou possíveis contratações não estavam em pauta, apesar da pressão natural sentida pela delegação e exposta pelo diretor: “Difícil fazer mudanças agora. Processo nosso é mais burocrático para contratar jogadores. Mercado também não apresenta tantas soluções. Temos que passar confiança para os jogadores e lutar. A pressão existe. Eu, a comissão técnica, os jogadores, todos estamos pressionados e no esporte de alto rendimento é assim. Mas podemos reverter isso. Não podemos ter medo”, pediu Bara.

Bronca após derrota apática

A atuação contra São José e consequente derrota por 3 sets a 0 levaram o elenco a ter uma conversa ainda nos vestiários, logo após o jogo, com toda a direção. A reunião, encabeçada por Bara, que chegou a atrasar em quase uma hora as entrevistas coletivas, foi marcada por broncas, cobranças e um pedido de mudança na atitude.

“Peço desculpas pela falta de entrevistas logo após o último jogo. Não sabia que eu tinha falado tanto. Quebrei um costume meu, desde minha época como treinador, porque nunca fui de falar depois dos jogos, mas achei que era o momento de chamar todo mundo para a responsabilidade. Disse que preciso que todo mundo reaja e os jogadores aparentemente entenderam o momento. A vitória é muito importante, mas a atitude também”, contou Bara.

Contra Ziober Maringá, Federal teve uma das melhores atuações na temporada

Contra Ziober Maringá, Federal teve uma das melhores atuações na temporada

Copa Brasil de Vôlei

Inserida no calendário das principais equipes de vôlei do país, a Copa Brasil tem início agendado, segundo Bara, para ainda antes do natal. A competição, de acordo com informações da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), que normalmente é realizada com participação dos oito primeiros colocados do primeiro turno na Superiga, desta vez será integrada também pelo nono lugar e ocorrerá em Campinas (SP). Bara havia comentado a possibilidade ao Toque de Bola, durante o Tá na Rede, antes do duelo contra Ziober Maringá, descartando, inclusive, Juiz de Fora como anfitriã.

“Vai ocorrer com a primeira rodada, a princípio, sendo realizada no dia 22 de dezembro. Se o anfitrião estiver entre os oito primeiros, o nono colocado também participará. Os três primeiros na Superliga mais o dono da casa iniciarão em uma fase seguinte do torneio. Gostaríamos muito de participar. Houve até um contato da Federação Mineira, mas um item muito básico é o de que precisamos de um ginásio com capacidade de no mínimo duas mil pessoas, então já ‘morremos’ neste quesito. Além disso, há outros gastos como hospedagem, alimentação, e temos outras prioridades no momento”, antecipou Bara ao Toque de Bola.

A UFJF é a décima colocada da Superliga com 9 pontos, apenas um atrás do Vôlei Canoas, nono lugar.

Texto: Bruno Kaehler

Fotos: Toque de Bola

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 set 2017
Com vídeo! Evaldo anula Éder, domina, toca para os companheiros e emenda: “Tupi tem totais condições de reverter”

18 set 2017
Emoção marca abertura da Semana Paralímpica em Juiz de Fora

18 set 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

16 set 2017
Diretoria do Tupi estuda manter preços promocionais para o jogo de volta

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.