01 nov 2014

Sesi bate JF Celtics/Sport por 70 a 49 no choque local pelo Mineiro Sub-17 de Basquete



O Sesi superou o JF Celtics/Sport Club por 70 a 49 nesta sexta-feira, 31, jogando em casa, no Ginásio do Trabalhador, no clássico local válido pela terceira rodada da fase final do Campeonato Mineiro Masculino sub-17 de Basquete.

Foi um jogo recheado de tensão e rivalidade dentro de quadra, mas que teve em jogadores de fora da cidade o principal fator de desequilibro entre os adversários.
Com a vitória, os comandados de José Ricardo Brandão dependem de apenas uma vitória contra o Varginha na penúltima rodada deste sábado, 1º, para garantir a terceira posição no campeonato. A outra equipe juizforana ainda busca sua primeira vitória nesta etapa.

 Falta técnica já no aquecimento!

Antes mesmo de começar, já se via que essa partida seria intensamente disputada. Em uma pequena provocação no momento de aquecimento, o Sesi foi punido com uma falta técnica, resultando em dois lances livres para o JF Celtics/Sport Club. O armador Gabriel Costa converteu ambos e abriu o placar antes mesmo da bola subir.

Sesi (de vermelho) levou a melhor sobre JF Celtics/Sport em partida "caseira" pelo Estadual de basquete que reúne jogadores com até 17 anos

Sesi (de vermelho) levou a melhor sobre JF Celtics/Sport em partida “caseira” pelo Estadual de basquete que reúne jogadores com até 17 anos

  Escalações iniciais

O Sesi iniciou o confronto com: Jader, Breno, João Vitor, Rômulo e André. O JF Celtic foi escalado com Gabriel Costa, Felipe, Elias, Caio e Gabriel Martins.
Mesmo iniciando o primeiro quarto na frente, a equipe da treinadora Raquel Carvalho ouvia as instruções do auxiliar técnico Lucas Batista, mais conhecido por Paulão, que instruía os atletas a marcar de perto Rômulo e João Victor, dois jogadores do Sesi que foram convocados para a seleção mineira, que estavam ditando o ritmo do jogo e ameaçando a vantagem conquistada.

Outra falta técnica!

Paulão não parava quieto um instante no banco de reservas e em uma reclamação mais forte acabou punido com falta técnica, que resultou na virada dos adversários no placar, que terminou neste quarto em 19 a 11 para os anfitriões.

Essa postura de Paulão parece ter deixado seus atletas mais nervosos, uma vez que no retorno para o segundo quarto não conseguiam executar as jogados planejadas pelo comandante. Com a marcação bem encaixada e um jogo mais equilibrado, o Sesi abriu nove pontos de vantagem, que só não foram ampliados pelos excessivos erros de lance livre.
João Victor e Rômulo estavam desequilibrando o jogo, pegando os rebotes e definindo jogadas armadas por Breno. Tentando se recuperar no período, Danyel Vicente fez uma linda cesta de três pontos para o JF Celtics/Sport Club, fechando o segundo quarto 15 pontos atrás no placar: 34 a 19.

Sesi Juiz de Fora: técnico José Ricado conversa com os atletas. Ele exalta trabalho em conjunto com outros treinadores em benefício da formação da equipe

Sesi Juiz de Fora: técnico José Ricado conversa com os atletas. Ele exalta trabalho em conjunto com outros treinadores em benefício da formação da equipe

No intervalo de jogo os treinadores definiram suas estratégias. O Sesi estava disposto a não deixar a vantagem conquistada no primeiro tempo diminuir. O JF Celtics/Sport Club tinha que se recuperar na partida e se lançar ao ataque e contou com o apoio de uma torcedora ilustre, Regina Makla, mãe de Alessandro Willens, presidente da equipe, que cobrou mais efetividade nos arremessos de três pontos, “Vim prestigiar, o time conseguiu se classificar para a fase final nas categorias sub-13, 15 e 17. Vim apoiar os meninos e quero ver mais bolas de três caindo na cesta do Sesi”, comentou.

O terceiro quarto começou equilibrado com o JF Celtics/Sport Club tomando a iniciativa e o Sesi respondendo a altura, até que Rômulo precisou ser substituído, sendo poupado pelo número de faltas.

Foi nesse momento que a vitória do time da casa começou a se desenhar. Sem o seu principal atleta, a equipe anfitriã começou a sofrer uma marcação mais dura dos adversários, que enxergaram a possibilidade de diminuir a vantagem e se recuperar no clássico.

Então, João Victor e Breno, atletas de Três Rios-RJ, chamaram a responsabilidade e assumiram as rédeas do jogo, comandando o ataque e abrindo 21 pontos de frente no placar para o Sesi, que terminou o terceiro quarto vencendo o JF Celtics/Sport Club por 56 a 36.

No último quarto, João Victor mostrou porque foi selecionado para a seleção mineira: no primeiro lance, o pivô deu um lindo toco em Felipe Santos, bloqueando uma oportunidade de cesta do JF Celtics/Sport Club e elevando ainda mais o moral do time do Sesi.

Visivelmente abatido, o Celtics ainda arriscou alguns arremessos de três pontos, sem sucesso. Pra finalizar a exibição de gala, em passe preciso de Breno, João Victor deu uma enterrada, conferindo os números finais à partida: Sesi 70 a 49 JF Celtics/Sport Club.

JF Celtics/Sport Club Juiz de Fora: momento de passar instruções aos jogadores durante o encontro local pelo estadual Sub-17

JF Celtics/Sport Club Juiz de Fora: momento de passar instruções aos jogadores durante o encontro local pelo estadual Sub-17

Paulão: “Esperava mais”

Paulão, auxiliar técnico do JF Celtics/Sport Club, parabenizou o Sesi pela vitória mas sentiu que poderia ter tido um resultado melhor “Ganhando ou perdendo eu cobro intensidade. Esperava uma atuação melhor do meu time hoje, apesar das derrotas, viemos de dois bons jogos contra o Minas e o Olympico e tinha a expectativa de uma partida com a mesma intensidade da minha equipe. Espero que eles aprendam com as derrotas para melhorar mais a frente”, comentou.

José Ricardo: “Rivalidade sadia é benéfica”
O treinador José Ricardo Brandão acredita que a rivalidade sadia é benéfica para o esporte local e está confiante em um possível lugar no pódio do time do Sesi nesta fase final do Campeonato Mineiro sub-17, se vencer Varginha garante o terceiro lugar e se vencer também o Minas pode conquistar o segundo lugar dependendo do resultados das equipes de Belo Horizonte. “No primeiro jogo vencemos, mas tivemos um embate fisico muito duro. No segundo, houve uma dificuldade enorme em ter o domínio da partida nos quesitos que a equipe está treinada e hoje (nesta sexa) soubemos utilizar isso em nosso favor. Agora vamos para o confronto que pode garantir o nosso alvo almejado no começo desta etapa e coroar essa geração com um pódio, um terceiro lugar no mínimo”, projetou.

Sobre os atletas João Victor e Breno, que não são de Juiz de Fora, José Ricardo destacou o projeto do Sesi, que já tem um ano e contou com a parceria entre o Projeto Basquete Futuro e o América de Três Rios-RJ para conseguir montar um grupo forte, “Essa equipe já vem trabalhada há mais de um ano, e que hoje tem esse atletas que integram o time com um projeto montado por mim, pelo professor Dilson e o Carlos Filipe, que indicaram e trouxeram jogadores para agregar e formar esse grupo do Sesi”.

Breno: “O time veio focado”

O armador Breno Cunha, atleta do Sesi de 17 anos, disse que teve um pouco de dificuldade para lidar com a responsabilidade de atuar em uma partida entre rivais da mesma cidade e confia na capacidade do grupo para conquistar o terceiro lugar: “O time veio bem focado para essa competição, nosso objetivo é o terceiro lugar e vamos em busca disso contra o Varginha. Contra o JF Celtics/Sport Club fizemos um bom jogo, para mim é meio complicado entrar no clima por não ser da cidade mas no decorrer da partida fui me adaptando e consegui fazer uma boa atuação”, finalizou.

Os cestinhas do jogo foram João Victor, pelo Sesi, com 22 pontos, e Felipe Santos, pelo JF Celtics/Sport Club, com 15 pontos. A próxima rodada da fase final do Campeonato Mineiro de Basquete Masculino será neste sábado, 1, a partir das 13h, no Ginásio do Trabalhador.

FICHA TÉCNICA:
SESI 70 x 49 JF CELTICS/SPORT CLUB
SESI: 5- Jader, 8-Thalison, 9-Luan, 10-Breno Cunha, 11-João Victor, 12 Jeferson, 13-André, 14-Felipe Borges, 15- Tulio, 16-Victor Marques, 17-Nicholas, 18-Romulo. Treinador: José Ricardo Brandão
JF CELTICS/SPORT CLUB: 4-Danyel Vicente, 5-Caio, 6-Elias, 7-Washington, 8-Gabriel Costa, 9-Gabriel Martins, 10-Mateus, 11-Felipe Santos, 12-Luan Barezi, 13-Yuri Moreira, 14-Matheus Castro, 15-Willian. Treinadora: Raquel Carvalho. Auxiliar Técnico: Lucas Batista (Paulão).
ARBITRAGEM:
Árbitro: Bruno Junqueira
Fiscal: Luciano Souza
Apontador: Leticia Campos
Cronometrista: Daniel Oliveira
Operador 24 segundos: Karine Oliveira

Próximos jogos do Sub-17 (no Ginásio da Escola de Esportes do Sesi, Clube do Trabalhador, Avenida Brasil, 3357, em Juiz de Fora – entrada franca)

Sábado, dia 1°/11

14h J.F. CELTICS  x MACKENZIE

15h30 TECAR/OLYMPICO/SOMA  x MINAS T.C

17h SESI ESPORTE JUIZ DE FORA x VARGINHA T.C.

 

Domingo, dia 2/11

8h TECAR/OLYMPICO/SOMA x MACKENZIE

9h30 J.F. CELTICS  x VARGINHA T.C.

11h MINAS T.C.  x SESI ESPORTE JUIZ DE FORA 

 

Texto: Guilherme Fernandes

Fotos: Toque de Bola

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.