01 nov 2014

No Mário Helênio, em 2014, Tupi tem 71% de aproveitamento e paga caro nas 3 únicas derrotas



Goleadas aplicadas, vitória consistente sobre o Atlético Mineiro, sequência invicta, 71% de aproveitamento… e três derrotas fatais. A campanha carijó no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio na temporada de 2014 deu muitas alegrias ao torcedor durante o Mineiro, Copa do Brasil e Série C. Foram dez vitórias, dois empates e três derrotas em Juiz de Fora. No entanto, os três resultados negativos ocorreram em partidas cruciais, valendo classificação para fases posteriores (contra Guarani-MG e Paysandu) ou pelo menos a oportunidade do jogo de volta (diante do Fluminense-RJ).

Tupi teve ótimo aproveitamento jogando no Mário Helênio durante todo o ano

Tupi teve ótimo aproveitamento jogando no Mário Helênio durante todo o ano

  Mineiro: virada na segunda etapa tira classificação às semifinais A primeira competição oficial disputada pelo Galo Carijó no ano foi o Estadual. Wilson Gottardo, hoje gerente de futebol do Botafogo, era o técnico nas cinco primeiras rodadas, após deixar o clube com campanha de duas vitórias, um empate e duas derrotas. No Mário Helênio, vitórias sobre o Minas Boca por 3 a 1 e em cima do forte Atlético Mineiro, por 2 a 0. O comando do time juizforano passou então para o auxiliar da comissão permanente carijó, Ludyo Santos, até a chegada de Paulo Campos.

Tupi venceu o Atlético Mineiro no Mário Helênio sem sustos

Tupi venceu o Atlético Mineiro no Mário Helênio sem sustos

Santos, ainda na comissão do clube e cotado a assumir efetivamente o cargo de treinador para o Mineiro de 2015, fez dois jogos no Mário Helênio, empatando o primeiro em 0 a 0 contra o Villa Nova, e vencendo o seguinte contra o Nacional, placar de 1 a 0. Campos assumiu e, no Mineiro, venceu apenas uma partida, contra o Boa Esporte, no Mário Helênio, empatando outra e perdendo duas. A última delas, a mais sofrida. Precisando da vitória para ir às semifinais do torneio regional, o Carijó recebeu o Guarani, chegou a abrir o placar ainda no primeiro tempo, mas levou a virada nos 45 minutos finais, terminando a competição em quinto lugar e protagonizando a primeira derrota em Juiz de Fora no ano e consequente eliminação. Ainda assim, os juizforanos tiveram aproveitamento total de aproximadamente 72,2% na competição.    Copa do Brasil: derrota natural Empolgado após eliminar o Juazeiro no jogo de ida da primeira fase da Copa do Brasil, após vencer por 2 a 0 fora de casa, já sob comando de Leo Condé, o Tupi recebeu, no Mário Helênio, a poderosa equipe do Fluminense, com Fred, Conca, Wagner e companhia. A superioridade técnica dos cariocas prevaleceu e o Carijó saiu derrotado da Manchester Mineira pela segunda vez no ano, agora por 3 a 0, sendo novamente eliminado.

Torcedor comemorou muito mais vitórias do que viu o Carijó perder em Juiz de Fora

Torcedor comemorou muito mais vitórias do que viu o Carijó perder em Juiz de Fora

   Série C: após primeira fase de destaque, eliminação abala torcedor Com Léo Condé à frente do Alvinegro de Santa Terezinha durante toda a competição, os juizforanos tinham o objetivo principal de não serem rebaixados. A primeira fase, no entanto, permitiu aos torcedores a possibilidade real de almejar o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro, com 13 jogos de invencibilidade e campanha quase irretocável no Mário Helênio: seis vitórias (sobre Guaratinguetá, Caxias, Madureira, Mogi Mirim, São Caetano e Duque de Caxias) e um empate (na estreia, com o Macaé) nas sete partidas disputadas. Nas quartas de final, um rendimento que contrastou com o apresentado na etapa anterior do campeonato. Duas derrotas para o Paysandu, sendo a última em Juiz de Fora, por 1 a 0. Assim como nas outras eliminações, foi a primeira derrota carijó dentro do Mário Helênio na competição, que foi finalizada com 79% de aproveitamento do Carijó em Juiz de Fora Seja qual for o elenco montado para 2015, o histórico e os números dão ao torcedor a esperança de campanha novamente forte do Tupi com mando de campo, independente do adversário.   aproveitamento-2014   Texto: Bruno Kaehler Fotos: Arquivo Toque de Bola Arte: Rogério Caetano – Toque de Bola


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


17 ago 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

17 ago 2017
Juiz-forano Artur Bitarello confirma boa fase, vence XTerra em Mangaratiba e lidera na faixa 25-29 anos

16 ago 2017
Aílton vê “desrespeito” na atitude de jogadores do Mogi. Verba da Federação Paulista pode socorrer o clube

15 ago 2017
Futsal: goleada garante Sesi Juiz de Fora na semifinal do Campeonato Mineiro Sub-13 do Interior

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.