09 out 2014

Vôlei UFJF vê experiência na Argentina como conquista de território e degrau para Superliga



“Ter vencido duas partidas contra grandes times argentinos já nos marca e vai marcando o nosso território”. Assim o Diretor Técnico do Vôlei UFJF, Maurício Bara Filho, definiu a importância da primeira vez, como visitante, da equipe numa competição internacional.

Em Bolívar, na Argentina ,o sexteto juiz-forano disputou quadrangular com Bento Vôlei, time de Bento Gonçalves-RS, e os argentinos de Bolívar-ARG e Lomas Voley-ARG. O time mineiro terminou a Copa Ciudad de Bolívar em terceiro lugar com quatro pontos – duas vitórias sobre os estrangeiros, ambas por 3 sets a 2, e uma derrota para o Bento Vôlei, que disputa a Superliga B, por 3 sets a 1.

O campeão do torneio foi o time da casa, Bolívar, que terminou a competição com seis pontos, mesma pontuação do time gaúcho, mas por ter vencido o confronto direto, terminou em primeiro lugar.

“Jogamos contra equipes de diferentes níveis e características de jogo. Os argentinos possuem um volume enorme de jogo, muita defesa, muita qualidade técnica e isso foi muito bom”, reforça o assistente técnico da UFJF, Alessandro Fadul.

A Superliga 2014/15 tem início previsto para o dia 25 de outubro. Fora de quadra, a notícia que agitou os bastidores foi a desistência do Volta Redonda em participar da competição, alegando problemas financeiros. Os clubes já haviam recebido a tabela completa de turno e returno da fase de classificação. Até o início da noite desta quinta-feira, a CBV ainda não havia se pronunciado oficialmente sobre o Voltaço.

Grupo da UFJF em território argentino: experiência está sendo considerada excelente como preparação para a  Superliga

Grupo da UFJF em território argentino: experiência está sendo considerada excelente como preparação para a Superliga

Veja resultados e classificação final da Copa Ciudad de Bolívar (primeiro torneio disputado pelo Vôlei UFJF fora do Brasil)

Segunda-feira, dia 6:
Lomas Voley 2×3 Juiz de Fora
Bolívar 3×0 Bento Vôlei

Terça-feira, dia 7
Lomas Voley 0×3 Bento Vôlei
Bolívar 2×3 Juiz de Fora – 21h30

Quarta-feira, dia 8
Bento Vôlei 3×1 Juiz de Fora – 19h30
Bolívar 3×2 Lomas Voley – 21h30

 Classificação final:
1) Personal Bolívar – 6 Pontos
2) Bento Vôlei (RS) – 6
3- UFJF – 4
4- Lomas Voley – 2

  Maurício Bara: “Conseguimos aqui nosso melhor rendimento como grupo”
Já em Buenos Aires, o diretor técnico Maurício Bara Filho comentou, a pedido do Toque de Bola, as exibições do time, o entrosamento e sequência de jogos contra as equipes argentinas. “A importância principal é colocar a equipe jogando com diferentes times, aumentando a quantidade de jogos, isso foi uma dificuldade no início da temporada. Enfrentar equipes diferentes daquelas que normalmente jogamos no Brasil. A experiência de nos primeiros jogos enfrentar as equipes argentinas, que são duríssimas e jogam com um volume de jogo em um nível acima dos times brasileiro, tem sido muito importante para o nosso desenvolvimento. Conseguimos aqui o nosso melhor rendimento como grupo e esperamos continuar jogando nesse nível alto em função da necessidade de uma competição como a Superliga.”

O dirigente, que foi treinador da equipe desde o início da projeto, há cinco anos, até a Superliga 2013/14, ainda enfatizou a importância do torneio na história do Vôlei UFJF, já que esta foi a primeira competição fora do país do time juizforano. “Por ser o primeiro convite para disputar um torneio internacional é muito importante. A UFJF já fez inúmeros jogos internacionais, mas sempre na nossa casa, diante de seleções brasileira, japonesa, australiana, seleção sub-20 da Argentina e da Rússia, a UPCN, que é tetracampeã argentina e maior rival do Bolívar. A nossa história internacional interna é grande, mas tudo isso gerou o convite de uma das principais equipes do voleibol argentino, que tem seis títulos nacionais e um sul americano. Foi um grande passo na nossa história. Ter vindo aqui e já ter vencido duas partidas contra grandes times argentinos já nos marca e vai marcando o nosso território. O Bolívar já acenou com a possibilidade de outras vindas ou de uma visita deles à Juiz de Fora e que esse fato que hoje é excepcional, se torne normal no nosso dia a dia, jogos que são importantes para nossa formação”.

Vitória da Federal sobre Personal Bolívar ganhou destaque - e manchete - na imprensa local. Time da casa tem títulos nacionais e sul-americanos

Vitória da Federal sobre Personal Bolívar ganhou destaque – e manchete – na imprensa local. Time da casa tem títulos nacionais e sul-americanos

Fadul: “Argentinos nos forçaram a melhorar no nosso jogo”

O assistente técnico da UFJF, Alessandro Fadul, também fez um balanço positivo da participação da equipe na Copa Ciudad de Bolívar. “Para a nossa equipe, o torneio foi excepcional, jogamos contra equipes de diferentes níveis e características de jogo. Os argentinos possuem um volume enorme de jogo, muita defesa, muita qualidade técnica e isso foi muito bom. Eles nos forçaram a melhorar no nosso jogo, conquistar cada ponto, então foi um torneio muito bom para dar volume e ritmo de jogo, mas acima de tudo encontrar o nosso conjunto, nosso padrão de jogo, a nossa forma ideal de jogo para que nossa equipe possa continuar nessa crescente e evoluir para chegar na Superliga de igual para igual com as grandes equipes e atingir o nosso principal objetivo, que é vaga nos playoffs da competição”, declarou. Nas três participações anteriores, a UFJF não conseguiu chegar à segunda fase da competição nacional.
Equipe supera desfalques

Ainda sobre o torneio, o diretor Mauricio Bara comentou a atuação do time mesmo com a ausência do líbero Fábio Paes e dos ponteiros Sérgio e Batagim. “O Batagim esta na seleção brasileira sub-22, que iniciou ontem o Campeonato Sul Americano. Em relação aos outros dois, eram titulares da equipe. É claro que em relação ao Fábio nos temos outro titular, que é o Deivison, e o Tatinho também tem tido as suas oportunidades e foi muito bem na partida contra o Bolívar fazendo a sua melhor partida com a camisa da UFJF, mas o grande detalhe é que nesses campeonatos curtos com três partidas seguidas, o elenco faz muita diferença. Nós fizemos duas partidas muito duras com mais de duas horas e meia de duração, os ponteiros estão sofrendo muito o desgaste. Temos o Manius e Deivison, trouxemos o Pedro da equipe de base, que ainda não está preparado para jogos de altíssimo nível, está se preparando para isso. É claro que eles fizeram falta, foi uma infelicidade ter dois atletas lesionados contra o UPCN. O Fábio tava melhorando a cada jogo, o Sérgio tinha sido o maior pontuador nos dois jogos, são ausências sentidas mas não pelo resultado, isso não nos preocupa, e sim porque eles iriam ganhar mais ritmo de jogo coletivo. Lamentamos mais pelo coletivo do que pelo individual, porque com o grupo completo nós teríamos mais opções de revezamento e de trocas durante os jogos”.

Na foto, torcedor assume literalmente papel de "corneteiro" no momento do saque da UFJF diante dos donos da casa. E ginásio recebe bom público

Na foto, torcedor assume literalmente papel de “corneteiro” no momento do saque da UFJF diante dos donos da casa. E ginásio recebe bom público

Alemão: “Fomos os únicos a vencer o Bolívar”

O oposto Alemão se disse satisfeito por essa experiência na Argentina. ”Tem sido um fator muito positivo para o grupo. Em questão de busca de um título internacional, infelizmente deixamos escapar o primeiro caneco, mas em questão de ritmo de jogo e de tempo de bola rolando foi muito bom, tivemos dois jogos de cinco sets e duas vitórias muito importantes, porque fomos a única equipe a vencer o Bolivar que é o time da casa. Então para entrosamento e preparação para semifinal e final do Campeonato Mineiro, está dando para mexer muito na equipe e pela adaptação a tipos de jogo diferente do que enfrentamos no Brasil”, finalizou.

 Novo torneio começa nesta sexta
A UFJF continua em solo argentino, dessa vez em Almirante Brown, para disputar a Copa com o nome da cidade. Enfrentará Bolívar-ARG, Bento Vôlei e Pilar-ARG a partir desta sexta-feira, 10.

 

Texto: Guilherme Fernandes – Toque de Bola

Fotos: Heglison Toledo – Supervisor Vôlei UFJF

Recorte do Diário La Mañana: Professor Alexandre Zanini – UFJF


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.