04 out 2014

Tupi empata com Guarani em 1 a 1 e termina fase na liderança



Na tarde deste sábado, 4, o Galo Carijó empatou em 1 a 1 com o Guarani no Décio Vitta, em Americana (SP), pela última rodada da primeira fase da Série C, e garantiu a liderança isolada do grupo B do torneio. Os gols da partida foram marcados por Chico, para o Tupi, e Fumagalli, pelo Bugre. Agora o Carijó se prepara para as quartas de final do torneio, onde decidirá a vaga em duas partidas, com a segunda no Estádio Mário Helênio. O comandante alvinegro, Léo Condé, elogiou a equipe, que chegou a 13 jogos sem perder na competição.

“Antes do jogo muitas pessoas acharam que iríamos até entregar. Ficamos chateados, porque antes de alguém fazer um comentário desses tem que conhecer quem nós somos. O Tupi lutou muito na partida, poderíamos ter feito mais gols depois de abrir o placar. Voltamos a ter o controle da partida pouco depois do gol sofrido, trabalhando com dois centroavantes e jogadores como o Maguinho e o Bruno abertos. No segundo tempo a equipe voltou muito bem, tivemos amplo domínio até os 30 minutos. É normal, pela falta de ritmo de jogo dos atletas, que nos 15 minutos finais a equipe tenha sentido o cansaço e o Guarani acabou pressionando, mas conseguimos suportar, com o Rodrigo indo muito bem, como sempre. Foi bom que conseguimos manter a liderança, vantagem na próxima fase e a sequência de invencibilidade”, analisou Condé.

O lateral-esquerdo, Bruno Barros, ressaltou o clima de decisão da partida que também será encarado na próxima fase: “O mais importante é que hoje sentimos o espírito do que vai ser o mata-mata. O Guarani precisava do resultado e nós soubemos administrar bem o jogo, mesmo já estando classificados”.

Décio Vitta recebeu mais de 3 mil campineiros acreditando na classificação do Bugre, que não veio

Décio Vitta recebeu mais de 3 mil campineiros acreditando na classificação do Bugre, que não veio

O experiente meio-campo do Bugre, Fumagalli, também destacou o poder do Carijó, que dificultou a classificação da equipe campineira. “Reagimos tarde, o que complicou. Tínhamos chance de terminar no G4 mesmo assim, mas enfrentamos uma equipe muito competitiva e que tem tudo para subir de divisão”, afirmou.

Condé lembrou ainda o valor da classificação em primeiro, além da vantagem de decidir a vaga em Juiz de Fora: “É importante você classificar em primeiro porque o nosso adversário nas quartas de final vai nos respeitar ainda mais. É claro que agora é uma nova competição, temos que trabalhar forte e recuperar os atletas que precisam. O primeiro jogo será muito complicado, já que os torcedores do Nordeste sempre apoiam seus clubes e pressionam em sua casa, mas temos que ir bem para decidir a vaga dentro de casa”.

 

Ficha Técnica Guarani 1 x 1 Tupi

Guarani: Wanderson; Oliveira, Jorge Luiz, Tiago Bernardi e Hélio (Ramos); Mineiro, Thiago Carpini (Leleco), Renan Mota, Luiz Henrique (Jhon Obregon) e Fumagalli; Silas. Técnico: Marcelo Veiga

Tupi: Rodrigo; Henrique, Helder, Fabrício Soares e Bruno Barros; Genalvo, Felipe Alves (Rafael Vitor), Maguinho (Álvaro) e Chico; Élder Santana (Ademilson) e Douglas. Técnico: Léo Condé

Gols: Chico (Tupi, 2′ 1ºT) e Fumagalli (Guarani, 24′ 2º T)

 

Tabela de classificação

Tupi, Mogi Mirim, Madureira e Macaé terminaram fase no G4 e avançaram às quartas de final. O único confronto já definido é entre Macaé e Fortaleza, já que os cearenses também já asseguraram liderança da chave A.

Veja como ficou a classificação do grupo B da Série C (Futebol Interior):

class grupo b

O jogo

O Carijó iniciou a partida mostrando porque é o líder da chave. Logo no segundo minuto, Chico tabelou com Douglas, matou a bola no peito, passou do defensor do Bugre e balançou as redes dos donos da casa, abrindo o placar no Décio Vitta: Guarani 0 x 1 Tupi. O Galo Carijó não parou, pressionando a defesa adversária e criando ainda mais oportunidades de ampliar o placar, enquanto os torcedores campineiros protestavam, insatisfeitos com o desempenho e campanha do time.

Mesmo com as reclamações das arquibancadas, aos 24 minutos, o experiente meio-campo do Bugre, Fumagalli, se aproveitou de falha na marcação carijó e bom cruzamento pela esquerda recebido, e finalizou sem chances para Rodrigo, empatando a partida. A partida continuou aberta, com chances para as duas equipes. Aos 35 minutos, Élder Santana sofreu pancada na panturrilha esquerda e não suportou a dor, tendo que ser substituído pelo ídolo do Tupi, Ademilson.

No último lance do primeiro tempo, a bola foi lançada na área do Guarani, e após muita luta de Ademilson, Henrique pegou a sobra e finalizou, com perigo, quase marcando o segundo gol juizforano na partida.

A segunda etapa começou com as equipes sem efetuar substituições. Truncado, o jogo tinha menos chances que nos 45 minutos iniciais. Com posse de bola equilibrada, o Carijó marcava forte e não abria espaços para o ataque campineiro. Os donos da casa só pressionaram no terço final do segundo tempo, após os juizforanos alegarem cansaço. Foi quando apareceu Rodrigo. Com pelo menos três defesas espetaculares, o paredão alvinegro salvou o time da derrota e garantiu mais um ponto para sua equipe, que agora aguarda adversário nas quartas de final da competição.

 

Texto: Bruno Kaehler

Foto: Ailton Nasser

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.