11 set 2014

Corrida Camilo anuncia medalhista olímpico, atrai mais de 2.900 e motiva assessorias em desafio



A 5ª Corrida de Rua Camilo dos Santos/Associação dos Cegos está se aproximando. O sábado, 13,  e domingo, 14, serão dias totalmente voltados para o esporte. Até a terça-feira, 9, já haviam sido confirmadas as inscrições de 2.700 adultos e 280 crianças. Ressaltando a transformação de um esporte tradicionalmente individual em coletivo, em 2014 o evento traz como mais um destaque a participação massiva das assessorias esportivas.

Buscando a integração dos participantes da corrida, ocorre no sábado, 13, o Desafio das Assessorias. Um dos focos da prova é a arrecadação de alimentos para a Associação dos Cegos e o Centro Educacional Nice Braga dos Santos.

“As equipes são as grandes motivadoras da prova e as inscrições de assessorias profissionais e amadoras no Desafio foi a nossa grande surpresa. Instituições da cidade organizaram grupos e estes participarão da competição pela mobilização que o esporte traz. São entidades ajudando outras entidades e com o sentido da coletividade e do esporte em primeiro lugar”, destacou o presidente do grupo Camilo dos Santos, Eduardo dos Santos.

Pódio masculino por equipes da edição passada da Camilo dos Santos

Pódio masculino por equipes da edição passada da Camilo dos Santos

De acordo com o coordenador do 28° Ranking de Corridas de Juiz de Fora, Daniel Fontinelli, são 72 assessorias inscritas no ranking. Destas, 15 participarão do desafio. “O desafio é uma disputa muito saudável. A premiação também é importante, mas o mais importante é a essência do esporte”, explicou Daniel.

As equipes

Das equipes inscritas no Desafio, a Vidativa está cheia de expectativas. “Participamos de todas as corridas do ranking. Temos um grupo muito forte de corredores e participar de mais uma etapa é muito bom para pontuarmos. Sobre o Desafio, está é mais uma oportunidade para os nossos atletas mostrarem os resultados dos treinos, além de ser um momento de integração. Conseguimos trazer pessoas que até então não corriam e precisam de uma vida mais saudável. Acredito ser esta a grande função da Corrida Camilo dos Santos”, afirmou Hugo Amaral, representante da equipe Vidativa.

Outro grupo ansioso para as provas de sábado é o da Associação de Livre Apoio ao Excepcional (ALAE), montado especificamente para a prova. “A corrida traz animação, convivência social e incentiva o esporte. Vamos caprichar na torcida e temos uma surpresa que vai garantir a vitória. Nossa equipe tem 15 participantes dentre funcionários da instituição, familiares e assistidos e vai participar para trazer o prêmio. Estamos prontos para ganhar”, afirmou com confiança o presidente voluntário da ALAE, Luiz Gonzaga Chafi Hallack.

Atletas representando suas equipes nas primeiras colocações da edição de 2013 da Camilo dos Santos

Atletas representando suas equipes nas primeiras colocações da edição de 2013 da Camilo dos Santos

Para a maioria, o destaque do Desafio é o compromisso social e a equipe de 25 integrantes da SuperAmigos está disposta a levar este conceito a sério. “A prova tem caráter filantrópico, que é uma das bandeiras que levantamos nestes 24 anos de existência do grupo. O fato de ser uma competição solidária e festiva incentiva ainda mais a nossa participação. Inclusive muitos que não vão correr na prova gostam de se reunir e farão parte da festa”, concluiu Fernando Costa de Souza, chefe da equipe Super Amigos.

 

André Domingos (Foto: Divulgação/Arquivo)

André Domingos (Foto: Divulgação/Arquivo)

   Medalhista olímpico participa da 5ª Corrida de Rua Camilo dos Santos

Os organizadores divulgaram na tarde desta quarta-feira, 10, a participação do atleta André Domingos da Silva no evento. André é titular do 4x100m da Seleção Brasileira por mais de uma década e escreveu seu nome na história do revezamento nacional, conquistando duas medalhas olímpicas: a de prata em Sydney (2000) e a de bronze em Atlanta (1996).

Integrando equipes que obtiveram cinco recordes sul-americanos, o atleta reúne também em seu currículo uma medalha de prata conquistada no Campeonato Mundial em 2003 realizado em Paris, uma medalha de bronze pelo também Campeonato Mundial em Sevilha no ano de 1999 e duas medalhas de ouro no PAN, uma em Winnipeg (1999) e outra em Santo Domingo (2003).

Assim como a de outros grandes nomes do atletismo brasileiro, o início da carreira de André não foi fácil. Sua mãe, Dona Neide, trabalhava como doméstica e a descoberta da vocação para o atletismo foi a abertura natural de uma porta para uma nova vida. André nasceu em Santo André/SP e ainda adolescente foi treinar em Presidente Prudente/SP, quando se tornou um dos principais velocistas do País.

Hoje com 41 anos, o atleta que venceu preconceitos e aprendeu a valorizar suas conquistas integra o Programa Caixa Heróis do Atletismo, da Confederação Brasileira de Atletismo. O projeto tem como principal objetivo criar oportunidades para que as novas gerações conheçam a história do atletismo visando preservar a memória dos campeões e difundir a prática do esporte entre crianças e jovens.

 

Textos e informações enviados pela assessoria da prova

Fotos: Arquivo Toque de Bola

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 set 2017
Com vídeo! Evaldo anula Éder, domina, toca para os companheiros e emenda: “Tupi tem totais condições de reverter”

18 set 2017
Emoção marca abertura da Semana Paralímpica em Juiz de Fora

18 set 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

16 set 2017
Diretoria do Tupi estuda manter preços promocionais para o jogo de volta

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.