07 maio 2014

Maradona e Marcelinho são apresentados. Condé testa alternativas



Antes do treino desta quarta-feira, 7, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, o Tupi apresentou dois novos reforços para a sequência da Série C do Campeonato Brasileiro. Com 31 anos e vindos da Caldense, o meia Ewerton Maradona e o versátil Marcelinho, formado na base do Tupi, já inclusive treinaram entre os titulares.

Os jogadores, ainda não regularizados, foram contratados a pedido do comandante carijó, Léo Condé, e como atuaram na quarta, 30, pela segunda fase da Copa do Brasil, estão fisicamente prontos para uma eventual estreia na partida deste sábado, às 16h, no Mário Helênio, contra o Guaratinguetá. Revelado na base do Tupi, o zagueiro e lateral-direito, Marcelinho, chega em sua terceira passagem pelo alvinegro juizforano, com o intuito do crescimento do clube.

“É muita felicidade e responsabilidade. Sei do momento que o Tupi vive hoje, temos que crescer mais, então venho com esse objetivo de buscar a Série B”, afirmou o jogador que acumulou passagens por clubes como o América, Flamengo, CRB, Ceará, entre outros.

O jogador, que conhece a dupla de zaga do Tupi, até então formada por Wesley Ladeira e Fabrício Soares, elogiou o setor defensivo da equipe. “É muito bom. Tive o prazer de trabalhar junto com os dois atletas que estão jogando, são excelentes zagueiros, mas temos que começar a criar mais e fazer os gols para conquistar as vitórias”, ressaltou Marcelinho.

Marcelinho (esquerda) e Ewerton Maradona (direita) recebem a camisa do diretor executivo do Tupi, Alberto Simão

Marcelinho (esquerda) e Ewerton Maradona (direita) recebem a camisa do diretor executivo do Tupi, Alberto Simão

“Maradona não tem nada a ver”

Com nome de craque argentino, o novo reforço juiz-forano já chegou pedindo para que não façam comparações. Formado nas divisões de base do Atlético, Maradona surgiu como promessa, mas não teve sequência no clube de BH. Ainda passou por clubes como o Caniçal (POR), Democrata-SL, Paulista, CRB, Uberaba, Cuiabá e Guarani.

“Comecei no Atlético, fiquei 12 anos lá e passei em todas as categorias. Joguei no profissional, mas não tive a sequência que esperava. Maradona não tem nada a ver, já deixando bem claro, não há como comparar com ele, é apelido de moleque, quando era cabeludo, jogava no meio e tinha certa habilidade, o pessoal começou a chamar e pegou e não consegui tirar, mas não tem como comparar. Tenho a minha humilde história, meu futebol e quero fazer história também aqui no Tupi”, disse, com os pés no chão.

O jogador destacou o contato de Condé para vir a Juiz de Fora e ressaltou acreditar no grupo para a conquista dos objetivos do Alvinegro de Santa Terezinha na competição.

“Já trabalhei com o Léo e fizemos uma parceria muito boa na Caldense. Realizamos um bom campeonato, mas infelizmente não tivemos êxito. E agora ele me ligou, fez o convite e logo aceitei. É mais um desafio para mim dos muitos que já passei, fui bem recebido aqui e pelos jogadores, acredito que o Tupi tem tudo para chegar em um patamar maior e conquistar o acesso à Série B, mas é um passo de cada vez. É um projeto da diretoria ter o Tupi como um dos favoritos ao acesso e me enquadro nisso, vou fazer de tudo para conquistar este objetivo”, projetou Maradona.

Mudanças na equipe

No treino desta quarta, Condé dividiu o elenco em dois grupos. O de coletes foi formado pelo time titular da partida contra o Juventude, com exceção do lateral-esquerdo Bruno Barros, que deu voltas no gramado, com dores musculares, além dos reforços Marcelinho e Maradona, os volantes Genalvo e Gustavo e os atacantes Wesley e Maranhão.

O treinador testou novas possibilidades de formação para a partida de sábado. Em alguns momentos, Henrique atuou mais adiantado, com Marcelinho ocupando a lateral-direita. Gustavo deu mais força à marcação no meio campo e Maranhão foi testado no lugar de Núbio Flávio.

Marcelinho treinou na lateral-direita, observado pelo comandante Léo Condé

Marcelinho treinou na lateral-direita, observado pelo comandante Léo Condé

Texto de Bruno Kaehler

Fotos: Toque de Bola


Voltar

2 Respostas to “Maradona e Marcelinho são apresentados. Condé testa alternativas”

Deixe uma resposta

Notícias


19 out 2017
Oficial: Tupi informa que treinador Aílton Ferraz não fica no clube

19 out 2017
Copa Toque de Bola de Futsal: Academia destaca “movimento esportivo” gerado pela competição

19 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

18 out 2017
Faefid-UFJF recebe nota máxima em avaliação, foca em “atuar com pessoas” e vê trabalho dobrado

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.