03 maio 2014

Buscando pontuar, Tupi visita o Juventude com atenção defensiva redobrada



Depois de empatar na estreia da Série C em 1 a 1 contra o Macaé, no Mário Helênio, o Carijó visita o Juventude, em Caxias do Sul, em partida no domingo, às 16h, no Alfredo Jaconi. O jogo marca o reencontro das equipes que se enfrentaram nas semifinais da Série D na temporada passada, em que os gaúchos saíram classificados. Presente na eliminação do ano passado, o zagueiro Fabrício Soares quer foco total na partida para que a história não se repita e os juiz-foranos saiam de Caxias do Sul somando pontos.

“Temos que entrar atentos, no último jogo contra eles iniciamos muito dispersos, haja visto que com menos de dois minutos de jogo já tínhamos tomado um gol. Isso complica, ainda mais em uma competição tão difícil como esta, muito equilibrada. Mas se isso acontecer, temos que manter a tranqulidade, ter a posse de bola e envolver o adversário para empatar e, se possível, virar a partida”, disse o zagueiro.

O treinador do Carijó, Léo Condé, ainda não definiu que jogador formará dupla de ataque com Núbio Flávio. Durante os treinamentos, no entanto, o centroavante Élder Santana, emprestado pelo Atlético, atuou em maior parte do tempo e é o favorito a ocupar a vaga. Apesar da indefinição no setor ofensivo, o comandante trabalha o time com uma certeza: a de que os mandantes tentaram pressionar no início da partida.

“É normal que a equipe de casa sempre tomar a iniciativa do jogo, principalmente nos 15, 20 minutos iniciais. É claro que você deve ter atenção no jogo inteiro, mas no começo ela deve ser redobrada, principalmente porque é um time que usa muito da força. E cada jogo tem sua história, mas não resta dúvida de que podemos tirar a partida anterior como exemplo, porque você tomar um gol no início muda aquilo que você traça. Normalmente você tenta dar uma administrada no início do jogo para ir conhecendo seu adversário e soltando sua equipe”, analisou Condé.

Leia também: Especial: Raphael Toledo, um autêntico representante da centenária saga carijó

Atacante Oliveira é apresentado e Condé tem dúvida no ataque

Élder Santana deve começar jogando no lugar de Wesley, suspenso

Élder Santana deve começar jogando no lugar de Wesley, suspenso

Responsabilidade maior

O empate na estreia da Série C, no domingo, 27, não estava nos planos da diretoria do Tupi. Com mais três partidas em Juiz de Fora, Léo Condé garante que os dois pontos perdidos deverão ser conquistados fora de casa, em algum momento da competição, ou farão muita falta à equipe alvinegra.

“Foi um resultado, pelo que criamos, que lamentamos muito não ter vencido a partida, mas vai ser uma competição muito equilibrada até o final. Não resta dúvida que em algum momento vamos ter que buscar fora esses dois pontos que perdemos dentro de casa. Se for contra o Juventude, maravilhoso. Claro que o Tupi vai sempre buscar a vitória, mas se no final do jogo estiver empatando, já alertei aos jogadores, você traz o resultado para casa”

Experiência na defesa é arma

O setor mais exigido em uma partida fora de casa, na grande maioria dos jogos, é o defensivo. Tendo de atuar com atenção durante todos os 90 minutos e suportar eventuais pressões do adversário, cada detalhe conta no momento de uma decisão. Um dos diferenciais neste setor do elenco carijó é a experiência. Com um quinteto formado por Rodrigo, Henrique, Wesley Ladeira, Fabrício Soares e Bruno Barros, o Carijó pode usar da experiência de seus jogadores, que se conhecem, no decorrer de uma partida.

“É importante porque você já sabe onde seu parceiro vai estar, por essa rodagem e estarmos jogando juntos, principalmente em uma partida, em que você já consegue prever o que seu companheiro vai fazer. Isso facilita e passa confiança para o pessoal do meio campo, nosso goleiro e, consequentemente, para a equipe toda”, contou Fabrício Soares.

Dupla de zaga do Tupi conta com experiência e entrosamento para suportar pressão adversária

Dupla de zaga do Tupi conta com experiência e entrosamento para suportar pressão adversária

O companheiro de Fabrício na zaga, Wesley Ladeira, ressalta ainda a relação fora do campo como fundamental para o sucesso e vê uma evolução no rendimento da zaga.

“Eu e o Fabrício temos uma relação não apenas dentro de campo, mas fora também e que é extremamente saudável. O Bruno chegou agora, mas já é nosso companheiro de quarto e isso só vem a somar. Dentro de campo, com nossa experiência, sempre conversamos para saber o que é melhor para nós e para o grupo e a tendência é só melhorar. Já houve um crescimento do jogo contra o Fluminense e tenho certeza que isso vai continuar contra o Juventude”, disse Ladeira.

Regulamento Série C 2014

As equipes foram divididas, por região, em dois grupos. A primeira fase da competição consiste em jogos em turno e returno, dentro da própria chave. Classificam-se às quartas de final as quatro melhores equipes de cada grupo. Em caso de empate em pontos na primeira fase os critérios de desempate são, nesta ordem: maior número de vitórias; maior saldo de gols; maior número de gols pró; confronto direto (quando o empate ocorrer entre dois clubes); menor número de cartões vermelhos recebidos; menor número de cartões amarelos recebidos; sorteio. Os dois últimos colocados de cada grupo são automaticamente rebaixados para a Série D.

Nas quartas de final, os confrontos ocorrerão em cruzamento olímpico no sistema de mata-mata, em partidas de ida e volta, com os vencedores avançando à fase semifinal e conquistando vaga na Série B. As semifinais também são disputadas em sistema de jogos eliminatórios de ida e volta, assim como a decisão, sempre com os times de melhor campanha tendo mando de campo na segunda partida.

Texto de Bruno Kaehler

Foto: Toque de Bola

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 out 2017
Oficial: Tupi informa que treinador Aílton Ferraz não fica no clube

19 out 2017
Copa Toque de Bola de Futsal: Academia destaca “movimento esportivo” gerado pela competição

19 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

18 out 2017
Faefid-UFJF recebe nota máxima em avaliação, foca em “atuar com pessoas” e vê trabalho dobrado

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.