25 maio 2014

Atleta e professora, Zirlene sonha dividir pódio com alunas e crê em renovação



Já tradicional, o Ranking de Corridas Rústicas de Juiz de Fora, atualmente em sua 28ª edição, possui muitos atletas com presença carimbada em todas as provas há anos. Entre as mulheres, esta frequência é estendida também para o pódio. Corredoras como Andrileia do Carmo, Mariangela de Paula, Viviany Anderson e Zirlene dos Santos confirmam o favoritismo e conquistam, na maioria das etapas, lugar na premiação. Vencedora da Speed of Sound/PJF e da 5ª Corrida do Granbery/PJF, a professora Zirlene acredita que a modalidade passa por um momento de renovação.

“Durante muito tempo eram sempre as mesmas. Eu, a Viviany (Anderson) e a Andrileia (do Carmo) e, de uns tempos para cá, têm aparecido umas meninas mais novas e isso é muito bom, porque nós três, que na maioria das vezes ganhávamos as provas, já passamos dos 40 anos. Então é hora de renovar, de vir meninas mais novas, que são mais velozes, porque na nossa idade não temos tanta velocidade mais, e sim resistência. É muito importante que apareçam jovens meninas e que modifiquem um pouco este pódio”, analisou Zirlene.

A corredora ainda leva seu otimismo e paixão pelo esporte também para as salas de aula, tentando incentivar seus alunos a praticarem o esporte e, em um futuro próximo, conquistarem posições no pódio ao lado da professora.

“Eu ministro a disciplina de atletismo e corridas de rua fazem parte dele. Sempre convido e incentivo as pessoas a estarem presentes na prova. Logo no início do ano já mostro o calendário e peço para estarem vindo. Hoje, tive vários alunos e ex-alunos, tanto no masculino, quanto no feminino, correndo e que falam que começaram por minha causa, por ter motivado eles. Minha maior esperança é ver uma aluna dividindo o pódio comigo”, contou.

Zirlene (centro) venceu a 5ª Corrida do Granbery

Zirlene (centro) venceu a 5ª Corrida do Granbery, sua segunda vitória seguida no ano pelo 28º Ranking

Conselhos de campeã

Com experiências de participações e vitórias em corridas por todo o país e até no exterior, Zirlene acredita que o processo de renovação deve ser realizado com paciência, assim como os primeiros passos das jovens atletas na modalidade. Para a professora, a calma deve ser amiga de todos os iniciantes no começo.

“Aconselho que a princípio as meninas venham ver, façam o percurso da caminhada e depois comecem a trotar. Porque o que desmotiva a pessoa a parar é quando ela desiste no meio do caminho. Se você sai em um ritmo muito forte, você acaba desistindo no meio da prova. Então vá em um ritmo lento, confortável, mas que você consiga fazer um percurso mais longo. No percurso acima de 10 km, por exemplo, as pessoas acabam ficando no meio do caminho e isso desmotiva a você entrar na próxima prova. O bom é você conseguir completar o percurso todo correndo, sem andar”, orientou Zirlene.

 

Texto: Bruno Kaehler

Foto: Toque de Bola


Voltar

9 Respostas to “Atleta e professora, Zirlene sonha dividir pódio com alunas e crê em renovação”

Deixe uma resposta

Notícias


17 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

16 out 2017
Longa hegemonia: ADJF conquista 16º título masculino nos Jogos do Interior de Minas. Feminino é vice

12 out 2017
Especial Toque de Bola! Ex-Tupi e Baeta, Hudson mostra personalidade e brilha no Cruzeiro

09 out 2017
Com defesa inspirada, JF Imperadores passa por cima do Macaé Oilers e se aproxima do acesso

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.