11 mar 2014

Vôlei Brasil Kirin é primeiro semifinalista da Superliga. Canoas dá adeus em casa



O Vôlei Brasil Kirin (SP) está na semifinal da Superliga masculina de vôlei 13/14. Nesta segunda-feira (10.03), a equipe campineira venceu o Kappesberg Canoas (RS) por 3 sets a 1 (21/18, 33/31, 15/21 e 21/17), em 2h03 de jogo, no ginásio La Salle, em Canoas (RS). Com o resultado, o time de Campinas venceu a série de quartas de final com duas vitórias e aguarda o vencedor do confronto entre Sesi-SP e São Bernardo Vôlei (SP) para conhecer o adversário da semifinal.

O central Vini, do Vôlei Brasil Kirin, foi o destaque do duelo e ficou com o Troféu VivaVôlei. O atacante, que marcou 10 pontos na partida, elogiou a atuação e a postura da equipe campineira.

“Esse resultado é inédito para o nosso grupo. As duas equipes fizeram um grande espetáculo. O Canoas lutou muito, o que valorizou demais a nossa vitória. Estou muito feliz pela maneira que nos portamos em quadra”, disse Vini, que recebeu o Troféu VivaVôlei do jogador de futebol do Internacional, D’Alessandro.

Pelo lado do Kappesberg Canoas, o central campeão olímpico Gustavo lamentou a derrota, mas fez questão de ressaltar o espírito de luta do grupo de Canoas, que apesar da derrota teve o maior pontuador do confronto, o oposto Denis, com 18 acertos.

“Foi mais um ano que batemos na trave. No entanto, tenho muito orgulho do nosso time e desse projeto. Tivemos nossa chance no segundo e no quarto sets, mas eles foram melhores. Parabéns à equipe de Campinas”, comentou Gustavo.

Bloqueio de Brasil Kirin em ação (Foto: Alexandre Arruda – CBV)

Bloqueio de Brasil Kirin em ação (Foto: Alexandre Arruda – CBV)

    O JOGO

O Vôlei Brasil Kirin começou melhor e fez 7/5. Bem no saque, o Kappesberg Canoas virou o marcador (10/9). Em um erro da equipe da casa, o time campineiro fez 14/12. Os visitantes seguraram a vantagem até a final da parcial e fecharam o primeiro set por 21/18.

O Kappesberg Canoas voltou melhor para o segundo set e abriu dois (7/5). Numa boa sequência de saques do ponteiro Mineiro, o Vôlei Brasil Kirin empatou (10/10). Em um erro de ataque do time da casa, a equipe campineira fez 14/12. Neste momento foi a vez do central Gustavo do Canoas conseguir uma grande sequência de saques e deixar tudo igual (15/15). Com dois aces do levantador Murilo, a equipe de Canoas abriu dois (19/17). O final da parcial foi disputado ponto a ponto. Em um ponto de contra-ataque do oposto Rivaldo, o Brasil Kirin venceu o segundo set por 33/31.

O Kappesberg Canoas veio para o terceiro set disposto a levar o jogo para o quarto e fez 5/1. Com um ponto de contra-ataque do oposto Denis, o time da casa abriu seis (11/5). No segundo tempo técnico a equipe de Canoas fez 14/8. O Kappesberg Canoas manteve a vantagem até o final do jogo e fechou a parcial por 21/15.

A vitória no terceiro set fez bem ao time de Canoas que abriu três (6/3). Em um erro do Kappesberg Canoas, o time campineiro empatou (9/9). No segundo tempo técnico, o Vôlei Brasil Kirin tinha dois de vantagem (14/12). A equipe campineira cresceu de produção no final e venceu o set por 21/17 e o jogo por 3 sets a 1.

EQUIPES

VÔLEI BRASIL KIRIN – Paulo Renan, Rivaldo, João Paulo Tavares, Diogo, Vini e Gustavão. Líbero – Alan

Entraram – Mineiro, Bergamo e Rodriguinho

Técnico – Alexandre Rivetti

 

KAPPESBERG/CANOAS – Murilo, Denis, Minuzzi, Bruno Temponi, Gustavo e Salsa. Líbero – Jeff

Entraram – Bosko, Enrico e Giovanni

Técnico – Marcelinho Ramos

 

SUPERLIGA MASCULINA 13/14 – SEGUNDA RODADA DAS QUARTAS DE FINAL

10.03 (SEGUNDA-FEIRA) – Kappesberg Canoas (RS) 1 x 3 Vôlei Brasil Kirin (SP) (18/21, 31/33, 21/15 e 17/21)

LOCAL/HORÁRIO: La Salle, em Canoas (RS), às 18h45

TEMPO DE JOGO: 2h03

TROFÉU VIVAVÔLEI: Vini (Vôlei Brasil Kirin)

MAIOR PONTUADOR: Denis (Kappesberg Canoas), com 18 pontos

 

11.03 (TERÇA-FEIRA) – RJ Vôlei (RJ) x Vivo/Minas (MG)

LOCAL/HORÁRIO: Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ), às 21h30

TRANSMISSÃO: SporTV

 

13.03 (QUINTA-FEIRA) – Moda/Maringá (PR) x Sada Cruzeiro (MG)

LOCAL/HORÁRIO: Chico Neto, em Maringá (PR), às 18h

TRANSMISSÃO: SporTV

 

14.03 (SEXTA-FEIRA) – São Bernardo Vôlei (SP) x Sesi-SP

LOCAL/HORÁRIO: Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campos (SP), às 19h

TRANSMISSÃO: SporTV

  RJ precisa vencer o Minas para seguir com chances

A segunda rodada das quartas de final da Superliga Masculina 13/14 tem mais um jogo decisivo nesta terça-feira (11.03). O RJ Vôlei (RJ) recebe o Vivo/Minas (MG) precisando da vitória para seguir com chances de avançar na competição. A partida acontece no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ), às 21h30. O SporTV transmite ao vivo.

No primeiro jogo, o Vivo/Minas venceu por 3 sets a 0 (26/24, 21/17 e 21/18), na Arena Vivo, em Belo Horizonte, no último sábado (08.03). Agora, em casa, o time do RJ Vôlei conta com o apoio da torcida e com a eficiência do bloqueio do central Ualas, segundo melhor no fundamento durante a fase classificatória da competição. Para ele, o importante é o grupo adquirir mais maturidade para virar bolas decisivas e manter a tranquilidade sob pressão.

“Nós ainda temos chance de seguir na competição. Como o Marcelo (Fronckowiak) costuma dizer, o campeonato só acaba quando termina. Nós fizemos um bom primeiro set lá em Belo Horizonte, mas o nosso time é novo, o grupo atual está jogando junto desde janeiro, e isso pesa na hora da decisão. Às vezes não temos maturidade para administrar situações adversas. Estamos nos adaptando”, comentou Ualas.

E do outro lado da rede também tem paredão. O experiente meio-de-rede Henrique, que recentemente atingiu a marca de 800 pontos de bloqueio na história da Superliga masculina, espera um jogo difícil. Ele acredita que o nervosismo do primeiro jogo eliminatório ficou para trás, e que o time mineiro entrará em quadra com bastante foco.

“Na primeira rodada dos playoffs reparei que todos os times que jogaram em casa sentiram um pouco esta pressão. Nós começamos um pouco irregulares e depois nos acertamos. Para a próxima partida o foco é maior, precisamos da vitória para eliminar o terceiro jogo. Já fizemos um treino físico em Belo Horizonte, antes de embarcarmos para o Rio. Vamos nos preparar e estudar as mudanças que eles fizeram no primeiro confronto”, disse o atleta.

Apesar de nunca terem jogado defendendo a mesma equipe, ambos atletas garantem que se conhecem bem. Pelo RJ Vôlei, Ualas sabe que do outro lado está um jogador que é referência na posição, e que o bloqueio é uma das armas do adversário.

“Nós temos o ataque de meio como referência de jogo. Isso pode dificultar o bloqueio deles, mas o Minas tem o Henrique que é um grande bloqueador”, disse Ualas. Já o atleta do Vivo/Minas mantém a modéstia ao falar de si, e afirma que a preocupação não pode ficar em apenas um fundamento.

“O Ualas é um jogador com boa visão de bloqueio e forte no saque. A gente se cruza muito ali na rede. O meu bloqueio é forte, mas eu me preocupo sempre em ter bom aproveitamento em todos os fundamentos. Se algum não funciona bem, eu fico incomodado. Não tenho prioridade para este ou aquele fundamento, todos são importantes”, disse o central de 35 anos.

 

Texto com informações e fotos Alexandre Arruda: site da Confederação Brasileira de Voleibol


Voltar

Uma Resposta to “Vôlei Brasil Kirin é primeiro semifinalista da Superliga. Canoas dá adeus em casa”

Deixe uma resposta

Notícias


17 ago 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

17 ago 2017
Juiz-forano Artur Bitarello confirma boa fase, vence XTerra em Mangaratiba e lidera na faixa 25-29 anos

16 ago 2017
Aílton vê “desrespeito” na atitude de jogadores do Mogi. Verba da Federação Paulista pode socorrer o clube

15 ago 2017
Futsal: goleada garante Sesi Juiz de Fora na semifinal do Campeonato Mineiro Sub-13 do Interior

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.