21 fev 2014

Vôlei UFJF: ‘A sonora do Toque de Bola foi imprescindível’



 Denunciada no artigo 213 do Código de Justiça Desportiva pelo delegado da partida entre UFJF e RJ Vôlei, no dia 11 de janeiro, a Federal obteve pena mínima, no valor de R$100,00, após a apresentação de sua defesa pelos advogados do time juiz-forano. De acordo com o supervisor técnico da UFJF, Heglison Toledo, a entrevista do líbero Mário Jr. ao Toque de Bola, assumindo ter arremessado uma garrafa em direção à torcida, por ouvir ofensas vindas da arquibancada, comprovou a argumentação dos advogados e teve papel fundamental no resultado final do julgamento realizado na noite de quarta-feira, 19.

“Foi imprescindível a sonora de vocês. Os advogados colocaram o áudio, todos ouviram nitidamente o Mário Jr. se desculpando da torcida de Juiz de Fora e assumindo que tampou a garrafa, mas ainda assim o tribunal entendeu que era necessária uma punição educativa”, afirmou Toledo.

Mário Jr. admitiu, ao Toque de Bola, ter "tacado" garrafa na direção da torcida

Mário Jr. admitiu, ao Toque de Bola, ter “tacado” garrafa na direção da torcida

O dirigente da UFJF ainda enfatizou a rigidez dos profissionais encarregados de avaliar o caso quando se trata de algo relativo ao comportamento do torcedor dentro de quadra.

“O julgamento foi muito bem conduzido por nossos advogados e a defesa muito bem trabalhada, tendo em vista que, pelo que nos pareceu, o tribunal repudia muito essa interferência da torcida na quadra de jogo. Entretanto, nossa defesa foi muito bem sucedida e conseguimos comprovar algumas controversas dos relatórios do árbitro e do delegado. Então, a comissão e os auditores entenderam o que queríamos passar e acabaram mantendo a punição prevista no artigo do Código de Justiça Desportiva, mas com a pena mínima, mais no intuito educativo para que isso não aconteça”, explicou Toledo.

Sem a perda de mandos de quadra da UFJF, a equipe terá ainda ao menos mais uma partida no Ginásio da Faefid, contra o Vôlei Brasil Kirin, na quarta-feira, 26, às 19h. O confronto ainda poderá valer vaga nos playoffs da Superliga, em caso de três pontos conquistados neste sábado, 22, contra o Canoas, no Ginásio La Salle. Para Toledo, o fato de a Federal poder encontrar em mais uma rodada sua torcida é outra consequência positiva do resultado nos tribunais.

“Esse julgamento deu mais tranquilidade para nós, porque a nossa maior tensão era a questão do nosso Ginásio, já que sabemos que jogamos com a torcida e ela joga com a equipe. Vamos precisar do torcedor para a última partida, no caso de uma vitória de três pontos em Canoas. A torcida é muito importante para nós, então esse julgamento deu uma sensação de alívio e de justiça, porque nossa torcida não foi a culpada”, finalizou o supervisor.

Texto: Bruno Kaehler

Foto: Toque de Bola


Voltar

4 Respostas to “Vôlei UFJF: ‘A sonora do Toque de Bola foi imprescindível’”

Deixe uma resposta

Notícias


14 dez 2017
JF Vôlei recebe Corinthians-Guarulhos pela última rodada do turno. Veja panorama completo da Superliga

13 dez 2017
Confira o ranking atualizado da Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador

11 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora: resultados e galeria de fotos

09 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora é atração no Centro de Futebol Zico. Com novidades extra-campo!

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse