31 dez 2013

“Velha” manchete nova: Quênia domina São Silvestre



A supremacia queniana na São Silvestre ganhou dois novos capítulos na manhã desta terça-feira, 31. Líder absoluta a partir da segunda metade da prova, Nancy Kipron resistiu à ameaça etíope na reta final e conquistou seu primeiro título em São Paulo com o tempo de 51m58s. Minutos depois, o compatriota Edwin Kipsang cruzou a linha de chegada em 43m48s para confirmar o bicampeonato entre os homens, acompanhado de outros dois quenianos. Entre os brasileiros, Sueli Silva, em sexto, e Giovani dos Santos, em quarto, foram os melhores colocados.

– Estou satisfeito com o resultado da corrida. Fui com os quenianos até onde deu, e teve um momento em que eu cheguei a encostar. Achei que dava para pegar o terceiro lugar, mas senti um problema na panturrilha, e graças a Deus consegui chegar em quarto. A gente vem trabalhando muito, os resultados estão aparecendo, e a nossa hora vai chegar. Achei que o terceiro seria nesta terça-feira, mas senti a panturrilha na subida e isso dificultou um pouquinho – disse Giovani, em entrevista à TV Globo.

Com o resultado, o Quênia se isola ainda mais no ranking geral de vitórias da São Silvestre. O país africano possui 25 títulos contra 16 do Brasil. O jejum verde-amarelo agora dura três anos na prova masculina e sete na feminina. Os últimos campeões da casa no evento foram Marílson Gomes, em 2010, e Lucélia Peres, em 2006.

Kipron dispara na metade do percurso

Nos primeiros três quilômetros de prova, as brasileiras Marluce Ferreira, Cruz Nonata e Maria Zeferina Baldaia conseguiram se manter no pelotão principal. Mas o ritmo forte das adversárias africanas fez com que as atletas da casa logo depois ficassem para trás. Sara Makena, da Tanzânia, e a queniana Maurine Kipchumba, vencedora da prova em 2012, se revezaram na ponta por um bom tempo até a também queniana Nancy Kipron disparar.

Vencedora da Corrida de Reis no início do ano e tricampeã da Volta da Pampulha, Kipron abriu larga vantagem sobre as rivais. Não havia nenhuma concorrente à vista, mas o cansaço fez a corredora olhar para trás com frequência para conferir se a margem continuava larga. Exausta, ela viu a aproximação perigosa da rival etíope Kebede Gudeta justamente na Avenida Paulista. A chegada, no entanto, estava próxima o suficiente para garantir a vitória em 51m58s.

No masculino, estratégia de equipe do Quênia

Entre os homens, Giovani dos Santos foi o único brasileiro a manter-se no pelotão principal durante os 15 km de percurso. Mas o jogo de equipe queniano ficou evidente o tempo todo, com três atletas do país africano se revezando na ponta. O mineiro até se arriscou em um sprint, mas não manteve o ritmo e viu Edwin Kipsang, vencedor da prova em 2012, arrancar na liderança. Com folga na ponta, ele completou o trajeto em 43m48s. Os compatriotas Mark Korir e Stanlei Koech chegaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente.

Entre os cadeirantes, os primeiros a largarem na manhã desta terça-feira, Aline dos Santos Rocha foi a mais rápida entre as mulheres, enquanto Jaciel Antonio Paulino cruzou a linha de chegada em primeiro lugar na categoria masculina.

Confira o tempo dos primeiros colocados

Feminino

1)Nancy Kipron – QUE – 51m58s

2) Kebede Gudeta – ETI – 52m06s

3) Jackline Juma Sakilu – 52m29s

4) Sara Makera – TZA – 52m40s

5) Delvine Meringor – QUE – 52m46s

 

Masculino

1) Edwin Kipsang – QUE – 43m48s

2) Mark Korir – QUE – 44m09s

3) Stanlei Koech – QUE – 44m29s

4) Giovani dos Santos – BRA – 44m50s

5) Abderrhime Elasri – MAR – 45m28s

 

Texto, informações e foto Marcos Ribolli:  globoesporte.com


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


23 out 2017
Primeiro árbitro de vídeo da Libertadores será brasileiro. Vangasse explica as 4 situações em que ele pode atuar

23 out 2017
Leozinho reaparece na seleção da rodada. Próximo adversário do JF Vôlei tem pedido de desculpas ao torcedor

23 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

19 out 2017
Oficial: Tupi informa que treinador Aílton Ferraz não fica no clube

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.