09 set 2013

Especialista em legislação esportiva acha anulação o mais provável



O árbitro Arilson Bispo da Anunciação, responsável pela condução de Tupi e Aparecidense, no sábado, 7, relatou na súmula a invasão de campo do massagista Romildo Fonseca da Silva, conhecido como “Esquerdinha”, que impediu o gol de Ademilson, aos 44 minutos do segundo tempo, que daria a classificação ao Galo Carijó.

Clique no link abaixo para ver a súmula online de Tupi 2 x 2 Aparecidense:
Súmula – Tupi 2×2 Aparecidense

O advogado, especialista em Legislação Esportiva, Manoel Denezine, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, destacou que ao ver as imagens do ocorrido, concordou com o procurador do STJD, Paulo Schmidt, que disse que o caso pode terminar com a anulação da partida:

“Acompanhei as imagens do lance e também a entrevista com o procurador do STJD, que já demonstrou que vai impetrar uma ação, até terça-feira, contra o massagista da Aparecidense. Eu corroboro com ele naquilo que expressou, porque houve uma evolução da lei. Hoje o CBJD já permite que você anule uma partida pelo artigo 243-A, parágrafo único, que permite a anulação da partida, caso um membro da comissão atue de forma contrária à ética desportiva, com fim de influenciar no resultado da partida”, explicou Manoel.

 De acordo com a Diretoria do Tupi, existe uma imagem que mostra o massagista conversando com o treinador da Aparecidense, Karmino Colombini, minutos antes de Esquerdinha invadir o campo. A sequência mostraria o massagista trocando de camisa e, pouco depois, impedindo o gol de Ademilson. Segundo Manoel, o Tupi tem de ter cuidado ao utilizar essas imagens como prova.

“Se o Tupi conseguir argumentos e provas suficientes para poder mostrar que na sequência das imagens tudo aquilo ocorreu, mas imagens que realmente deixem tudo isso claro, pode ser que o Tribunal reverta o resultado, ou seja, ao invés da anulação, a perda dos pontos. Acho muito arriscado, acho difícil que essa tese possa vingar. Preferia acreditar que ainda estamos salvos pelo 243-A, que anularia a partida e fosse realizada novamente”, disse o advogado.

 


Voltar

2 Respostas to “Especialista em legislação esportiva acha anulação o mais provável”

  1. marcelo rizzato
    10/09/2013 às 14:42

    É ISSO.
    DEPOIS QUE O TOQUE DE BOLA DIVULGOU A SÚMULA, FICA COMPROVADO A NECESSIDADE DE SE DAR OS PONTOS DA PARTIDA AO TUPI, POIS O JUIZ DA PARTIDA DECLAROU QUE A BOLA ENTRARIA E FOI IMPEDIDA PELO MASSAGISTA DA APARECDIDENCE.
    VAMOS MORALIZAR AS COISAS, MUITO MAIS DO QUE UMA ATITUDE ANTIESPORTIVA, EXISTE O LADO DO MORAL E DA ÉTICA.
    ” NÃO É POR ISSO QUE ESTAMOS INDO PARA AS RUAS “,O EXEMPLO TEM QUE SER DADO SENÃO……..

Deixe uma resposta

Notícias


22 jan 2018
Clínica com Zico no Maracanã une diferentes gerações em torno do sonho do futebol. Veja fotos

22 jan 2018
Tem de 10 a 16 anos e que jogar futebol? É levar a chuteira e conferir a agenda da semana na Faefid-UFJF

21 jan 2018
Virose no Carijó? Dirigente admite possibilidade, mas não quer usar como desculpa

19 jan 2018
Futebol do Baeta apresenta Comissão Técnica para Módulo 2 e admite que está atrasado

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse