22 ago 2013

Ademilson Eterno: ídolo do Tupi quer equipe unida pelo acesso



A relação de um torcedor com seu ídolo é algo que chega a ser inexplicável, como se tal personagem fizesse parte do dia-a-dia dos admiradores. Os torcedores brigam por seus ídolos, defendem, elogiam e não cansam de homenagear e exaltar os feitos daqueles que viram referência. Juiz de Fora já revelou grandes talentos para o futebol nacional, que fizeram sucesso em grandes clubes do Brasil. Mas existe um nome que ainda está por aqui e continua fazendo história com a camisa do Tupi: Ademilson.

Com 38 anos e muita história pra contar, Ademilson esteve presente em grandes conquistas do Galo Carijó, entre elas, a mais importante. No título da Série D de 2011, o atacante não só fazia parte do elenco, como foi o artilheiro da equipe, com oito gols marcados.

Siga o andamento de Tupi x Aracruz na fanpage do Toque.

Segue linkhttps://www.facebook.com/toquedebola

No ano seguinte, marcado por lesões e sem conseguir uma boa sequência de partidas, o jogador assistiu, por muitas vezes do banco de reservas, o alvinegro de Juiz de Fora fazer uma campanha ruim na terceira divisão do futebol nacional e terminar rebaixado.

Ele é o cara! No jogo da redenção, Adê marca três contra o Araxá. (Foto: Renato Gomes)

Ele é o cara! No jogo da redenção, Adê marca três contra o Araxá. (Foto: Renato Gomes)

Em 2013, após Campeonato Mineiro discreto, veio a Série D e com ela a redenção. Em nova fase iluminada na carreira, o atacante já soma oito gols em apenas sete jogos e quer mais. E para ele, um jogo em especial foi marcante para que a sequência de bons jogos começasse. Os três gols contra o Araxá na segunda rodada da competição foram uma resposta de Adê aos críticos.

“O jogo diante do Araxá foi um divisor de águas novamente para mim, na minha carreira. Muita gente falou muita besteira, não sabia da real situação que eu estava vivendo dentro do clube. Eu tive lesões, tive outros problemas particulares e meu rendimento caiu. Acharam que eu já tinha acabado, mas graças a Deus na minha vida, venho mostrando que as coisas não são assim, que se uma pessoa quer atingir um objetivo e trabalha muito para isso, ela consegue. Eu sou o tipo de cara que não vivo da minha história, eu vivo é fazendo história e espero sempre estar fazendo essa história bonita dentro do Tupi, estar sempre melhorando, ajudando meus companheiros e colocando o Tupi no lugar que ele merece”, disse o atacante.

Quem olha a campanha do Carijó, pensa que a caminhada está sendo tranquila. Mas o Tupi passa por momento financeiro crítico, com os bastidores conturbados. E em momentos assim, a experiência de jogadores como Ademilson entra em ação. Referência no elenco, o atacante admite a dificuldade, mas procura achar a saída dentro de campo.

“É difícil lidar com os problemas internos. Mas o que eu falo para a maioria, principalmente para os mais jovens, é que se não fizermos o nosso trabalho bem feito dentro de campo, esquecendo os problemas do lado de fora, o que já é ruim vai ficar pior. Temos que focar, estar lutando sempre e responder com vitórias para que as coisas melhorem, porque se a gente largar, não tiver essa vontade, aí não tem mais solução”, destacou.

Ao saber de uma possível homenagem por parte da torcida, que planeja fazer um busto em homenagem ao ídolo Carijó, o atacante não escondeu a alegria e não poupou palavras para agradecer o carinhos dos torcedores de Juiz de Fora.

“Quando me falaram da movimentação que estava acontecendo para fazer um busto em minha homenagem eu tomei um susto, fiquei muito feliz mesmo. Já fui homenageado de muitas maneiras, fui contemplado como cidadão juiz-forano, já ganhei bandeira da torcida, tenho esse carinho dos torcedores, mas jamais imaginava um reconhecimento desse tamanho. Fiquei muito feliz de verdade e espero estar correspondendo à altura, estar sempre fazendo o meu melhor e dando alegrias para essa torcida”, frisou Ademilson.

ídolo da torcida, Ademilson será homenageado com um busto. (Foto: Renato Gomes)

ídolo da torcida, Ademilson será homenageado com um busto. (Foto: Renato Gomes)

Um atacante que se preze vive com números na cabeça, sempre de olho na artilharia. Com Adê não é diferente. Já sabendo da marca do atacante Nino Guerreiro, do Crac-GO, que fez 13 gols na Série D, em 2012, número recorde em uma única edição do campeonato, o experiente jogador se manteve focado no objetivo coletivo, mas não escondeu a vontade de bater a marca.

“Meu objetivo pessoal, no momento, sinceramente, é voltar para a Série C. Mas, não custa nada, já que estamos na chuva, vamos nos molhar (risos). Eu espero chegar aos 13 gols, quem sabe até ultrapassar essa marca, mas o mais importante no momento é o Tupi conseguir a classificação para a terceira divisão do futebol brasileiro”, disse, em tom descontraído.

Na próxima fase, o Galo espera a definição do grupo A5 para saber o adversário. A disputa está entre Mixto, do Mato Grosso, e Aparecidense, de Goiás. Para Ademilson, não há preferência e sim trabalho para passar por qualquer adversário que enfrentar na nivelada Série D.

“Nós não temos preferência por adversário na próxima fase. Nós sabemos da dificuldade que vamos enfrentar, independente de ser o Mixto ou a Aparecidense. Vamos entrar focados com o mesmo pensamento, nos preocupando apenas com o Tupi, buscando acertar o que ainda temos que acertar dentro da equipe, para impor o nosso ritmo de jogo e passar por quem quer que seja. Esse grupo é qualificado, o time é bom e está mostrando isso no campeonato”, finalizou o jogador.

Texto: Igor Rodrigues


Voltar

4 Respostas to “Ademilson Eterno: ídolo do Tupi quer equipe unida pelo acesso”

Deixe uma resposta

Notícias


14 dez 2017
JF Vôlei recebe Corinthians-Guarulhos pela última rodada do turno. Veja panorama completo da Superliga

13 dez 2017
Confira o ranking atualizado da Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador

11 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora: resultados e galeria de fotos

09 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora é atração no Centro de Futebol Zico. Com novidades extra-campo!

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse