04 jul 2013

Sport e Grupo Rezato levantam a taça. Veja fotos



  Na noite desta quarta-feira, 3, a Copa Prefeitura Bahamas movimentou o ginásio Francisco Queiroz Caputo, do Sport Club Juiz de Fora. Três novos campeões foram conhecidos: o Sport Club Juiz de Fora levou a taça no Pré-Mirim e Mirim, contra Prefeitura de Goianá e Matias Barborsa, respectivamente; e o Grupo Rezato venceu o Uberabinha, ficando com o título da categoria Master.

Nesta quinta-feira, 4, mais três finais estão marcadas para o ginásio do Sport:

19h – Infanto Juvenil Feminino – Estrelas do Futuro x Patrus

19h35 – Veterana – Cascatinha x Grupo Rezato

20h20 – Adulta – Associação Sirius Futsal x São Bernardo Tina Lanches

_________________________________________________________________________________________

FINAIS DE QUARTA-FEIRA, 3/7

CATEGORIA PRÉ-MIRIM
Sport Club Juiz de Fora 6 x 1 Prefeitura de Goianá

Arbitragem:
Sandro Oliver
Abraão Brasivel
Leiliane Gonçalves

Gols:

SPORT
8 – Igor (3)
7 – Luiz Felipe
4 – Guilherme Henrique
5 – Matheus (Goianá) – contra

PREFEITURA DE GOIANÁ
6 – Luigi

Goianá na frente

  O Sport jogava em casa, mas se engana quem pensa que o adversário não tinha o apoio do torcedor. Grande parte da arquibancada estava ocupada pelos inflamados torcedores de Goianá. E o primeiro lance de perigo quase soltou o grito da garganta dos visitantes. Matheus cobrou lateral pelo lado do direito. A bola viajou, bateu na trave e voltou nos pés de Luigi, que bateu firme, obrigando o goleiro Lucas a salvar o Verdão de Juiz de Fora.

  Na segunda oportunidade no jogo, Luigi não perdoou. O camisa 6 aproveitou bobeira na saída de bola do Sport, e entrou com bola e tudo para marcar o primeiro: 1 a 0.

  Após o gol, a partida continuou equilibrada. O Sport com mais posse de bola, mas sem conseguir entrar na defesa do adversário, tampouco levar perigo ao gol de Breno. Já Goianá, com a vantagem no placar, preferia as bolas alçadas do camisa 5 Matheus, buscando ampliar no erro do Sport. E em duas cobranças de lateral seguidas, Matheus balançou a rede. Porém, a bola entrou direto, sem desviar em nenhum jogador, e os gols foram invalidados.

  Virada e chocolate verde

  Na segunda etapa, o Sport, do treinador Gerson Willian, voltou com postura ainda mais ofensiva e chegou ao empate logo no início. Leonardo fez boa jogada pela direita, limpou dois marcadores, entrou na área e foi derrubado por Matheus. O árbitro, em cima do lance, marcou o pênalti, que Igor converteu, com um chute forte no meio do gol: 1 a 1.

  Goianá se perdeu após levar o gol de empate e não conseguiu segurar o Sport, que foi para cima e virou o jogo. Luiz Felipe fez belíssima jogada e enfiou grande bola para Leonardo, que dividiu com o goleiro Breno. A bola sobrou na esquerda e o próprio Luiz Felipe foi quem apareceu para bater para o gol vazio: 2 a 1.

  O terceiro saiu após infelicidade de Matheus. Igor cobrou lateral na direita, próximo à linha de fundo. O camisa 5 de Goianá tentou fazer o corte e acabou mandando contra o próprio gol, encobrindo Breno, que apenas olhou a bola entrar: 3 a 1.

  O Sport não deixava o adversário jogar e ficava com a posse de bola na quadra de ataque. Após troca de passes, Leonardo encontrou Guilherme Henrique na direita, que dominou e bateu  no canto, para a defesa do goleiro. No rebote, o próprio camisa 4 ficou com a sobra e finalizou de novo, sem dar chances para a defesa: 4 a 1.

  No fim, dois gols em sequência de Igor definiram o placar. O primeiro saiu após grande jogada pela direita, em uma tabela com Guilherme Henrique, que devolveu para o camisa 8 ampliar, da entrada da área. O segundo surgiu em uma bela triangulação. Cesar rolou para Pedro Henrique, que inverteu na esquerda para Igor bater no canto esquerdo de Breno, que ainda tocou na bola, mas não evitou o gol que definiu o placar: 6 a 1 e festa no ginásio.

_________________________________________________________________________________________

CATEGORIA MIRIM
Matias Barbosa 1 (5) x (6) 1 Sport Club Juiz de Fora

Arbitragem:
Rodrigo Liquer
Abraão Brasivel
Leiliane Gonçalves

Gols:

MATIAS BARBOSA
5 – João Gabriel

SPORT
6 – Eduardo

Equilíbrio

  O início do primeiro tempo mostrou o respeito dos adversário dentro de quadra. As equipes se estudavam dentro do jogo e praticamente não criavam oportunidades de gol, optando por finalizações de longe, que não assustavam os goleiros. A primeira jogada de perigo foi do Sport, com grande contribuição de Lorran, improvisado no gol de Matias. Wesley rolou para Gustavo, na esquerda, que devolveu de primeira para o camisa 8 chegar batendo. O goleiro fez a defesa no primeiro momento, mas se enrolou com a bola e quase colocou para dentro do gol. Por sorte, ela saiu pela linha de fundo, em escanteio.

  A partida continuava truncada, com os times mostrando muito empenho na marcação. Com isso, a única maneira de assustar o adversário era continuar arriscando de longe, e o Sport foi mais feliz. Matheus cobrou lateral na direita, buscando Eduardo, próximo à linha que divide a quadra. O camisa 6 acertou um belo chute, no ângulo esquerdo de Lorran, que nada pôde fazer: 1 a 0.

  O gol deu confiança ao Verdão, principalmente para Gustavo. O camisa 10, que mostrava muita habilidade com a bola nos pés, deu belo drible na marcação, avançou pela esquerda e rolou para trás, buscando a chegada de um companheiro. Quem apareceu foi Matheus, batendo forte no meio do gol, obrigando Lorran a fazer boa defesa.

 Matias sufoca e empata

 Se na primeira etapa o goleiro Arthur não viu a cor da bola, na segunda parte do jogo a história seria diferente. O treinador Gerson Willian fez uma troca no gol, colocando o camisa 23 Eric. A equipe de Matias Barbosa voltou com outra postura e dominou o jogo. Davidson quase empatou no início. O camisa 7 recebeu na esquerda, fintou Gustavo, ajeitou para a perna direita e mandou um balaço. O goleiro fez uma defesa espetacular, evitando que a bola morresse no ângulo esquerdo.

  E o duelo Davidson-Eric aconteceu por três vezes consecutivas, em cobranças de falta. O camisa 7 bateu uma em cada canto do goleiro, e uma no meio. Eric foi bem nas três, salvando o Sport. Com o jogo se aproximando do fim, a pressão de Matias era grande e o Sport jogava fechado, tentando afastar o perigo para manter a vantagem mínima no placar. Porém, após muito tentar, Matias chegou ao empate. Falta da entrada da área e o camisa 10 João Pedro pediu para bater. O capitão do Matias Barbosa foi muito frio e deu uma cavadinha por cima da barreira e do goleiro. Caprichosamente, a bola bateu no travessão e voltou nos pés de João Gabriel, que mandou para o fundo do gol: 1 a 1.

  Emoção e título

  O empate levou a decisão para as penalidades. E as duas equipes se mostraram bem treinadas. Os três pênaltis convertidos por Matias e Sport deram ainda mais emoção para a final da categoria, que foi para as cobranças alternadas. Gerson trocou o seu goleiro na quarta cobrança, colocando Arthur para tentar parar os batedores de Matias. E teve sucesso. Após seis gols marcados pelo Sport, Arthur defendeu a cobrança de Lorran, que já foi inseguro para a bola, dando o segundo título da noite para o Sport Club Juiz de Fora.

_________________________________________________________________________________________

CATEGORIA MASTER
Grupo Rezato 3 x 1 Uberabinha/Cido Consultoria

Arbitragem:
Sandro Oliver
Rodrigo Liquer
Leiliane Gonçalves

Gols:

GRUPO REZATO
10 – Ricardo (2)
8 – Evandro

UBERABINHA
6 – Eleonardo

  Uberabinha vacila, Rezato aproveita

  Rezato e Uberabinha travaram um duelo que desde os primeiros minutos de jogo dava mostras que seria decidido nos detalhes. Com duas equipes muito técnicas em quadra, a partida começou em um ritmo cadenciado, com muita troca de passes na quadra de defesa. A primeira finalização de perigo foi do Uberabinha, com André Luiz. O camisa 5 cobrou falta do meio da quadra e o goleiro Júnior fez boa defesa.

  As equipes continuavam procurando os espaços para chegar ao primeiro gol, e um erro de passe fez com que a chance aparecesse. Paulo Sérgio tentou inversão de jogo na defesa, mas bateu fraco na bola e viu Ricardo interceptar no meio. O camisa 10 do Rezato não perdoou e bateu seco, no canto direito do goleiro William, para mexer no marcador: 1 a 0.

  O gol inflamou a equipe, que partiu para cima e conseguiu um pênalti. José Bonifácio recebeu na área, fez a parede e foi derrubado por Luis. Evandro foi para a bola e bateu forte no canto esquerdo de William, que foi no canto certo para salvar o Uberabinha, em uma grande defesa.

  O Uberabinha tentou aproveitar o bom momento, mas parou no goleiro Júnior. Flávio foi lançado na direita, ganhou no corpo do marcador e bateu de perna esquerda. A bola tinha endereço certo, mas parou nas mãos do camisa 12, que espalmou para evitar o gol de empate.

  O jogo voltou a ser mais cadenciado e em mais um lance de erro na saída de bola, o Rezato ampliou. O goleiro William tentou ligar um ataque rápido, mas repôs a bola nos pés de Ricardo, que mais uma vez aproveitou o vacilo do adversário e soltou a bomba: 2 a 0.

  No fim da primeira etapa, o Uberabinha ainda diminuiu. Eleonardo dominou na quadra de defesa, aproveitou o espaço dado pelos marcadores do Rezato, avançou pelo meio e soltou um canudo no canto direto do goleiro, que apenas olhou: 2 a 1.

  Uberabinha cresce, mas Evandro decide

  O segundo tempo foi dos goleiros. Tanto William quanto Júnior tiveram muito trabalho, mas não decepcionaram. O primeiro a trabalhar foi o arqueiro do Rezato, que caiu na finta de Flávio e dividiu com o camisa 11. A bola sobrou para André Luiz que chegou definindo, mas parou na parede do Grupo Rezato, que salvou mais uma.

  André Luiz seguia incomodando os marcadores e descolou belo passe para Paulo Sérgio chegar chutando, de bico. A bola parou nas mãos do goleiro, que colocou para escanteio. Na cobrança, novamente André Luiz apareceu livre e bateu no ângulo. O camisa 5 assistiu ao milagre realizado pelo goleiro, que espalmou, colocando pela linha de fundo.

  O Uberabinha era mais inteiro no jogo e levava mais perigo. Mas o Rezato foi cirúrgico e matou a partida em um lance diferenciado do camisa 10 Ricardo, que deu belíssima enfiada de bola para Evandro chegar por trás da marcação e escorar para o gol, matando o goleiro William: 3 a 1.

  O Uberabinha ainda tentou dar um gás no fim, mas não foi o suficiente. Vitória azul e festa para o campeão do Master.

 Texto: Igor Rodrigues

 Confira a galeria de fotos das decisões:


Voltar

Uma Resposta to “Sport e Grupo Rezato levantam a taça. Veja fotos”

Deixe uma resposta

Notícias


14 dez 2017
JF Vôlei recebe Corinthians-Guarulhos pela última rodada do turno. Veja panorama completo da Superliga

13 dez 2017
Confira o ranking atualizado da Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador

11 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora: resultados e galeria de fotos

09 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora é atração no Centro de Futebol Zico. Com novidades extra-campo!

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse