05 jul 2013

São Bernardo, Cascatinha e Estrelas campeões



A noite desta quinta-feira, 4, definiu os campeões de mais três categorias na Copa Prefeitura Bahamas de Futsal 2013. No Infanto Juvenil Feminino, o Estrelas do Futuro venceu o Patrus, por 2 a 0, e ficou com o título, sem a necessidade de um segundo jogo. Entre os Veteranos, o Cascatinha derrotou o Grupo Rezato, pelo placar de 2 a 0, ficando com o primeiro lugar. No jogo mais esperado da noite, São Bernardo e Associação Sirius fizeram uma partida duríssima. Melhor para o São Bernardo, que venceu no fim por 4 a 3 e levantou a torcida presente no ginásio Francisco Queiroz Caputo, no Sport Club Juiz de Fora.

Nesta sexta-feira, 5, mais duas categorias terão seus campeões definidos:

19h – Juvenil – Clube Bom Pastor x BJúniors F8

19h45 – Infantil Feminino – Instituto Vianna Júnior x Belmiro Braga

_________________________________________________________________________________________

CATEGORIA INFANTO JUVENIL FEMININO
Estrelas do Futuro 2 x 0 Patrus

Arbitragem:
Antônio Carlos Reiff
Alfredo
Karine Godoy

Gols:

ESTRELAS DO FUTURO
9 – Tayara
10 – Priscila

Ritmo lento

A primeira parte da final da categoria Infanto Juvenil Feminino não foi empolgante. As equipes começaram o jogo em um ritmo muito lento, errando muitos passes e criando poucas chances de gol. De positivo, apenas a torcida do Estrelas do Futuro, com seu uniforme do Botafogo, que marcou presença no Francisco Queiroz Caputo, incentivando as jogadores.

Em quadra, as meninas pareciam nervosas e querendo decidir sozinhas a partida. A primeira investida foi do Patrus, com Josiane. A camisa 12 bateu cruzado, de perna esquerda, e viu a goleira Hannah se complicar para fazer a defesa e jogar para escanteio. Após sequência de quatro cobranças consecutivas, a defesa do Estrelas conseguiu afastar a bola do perigo.

O Estrelas respondeu e foi feliz. Priscila bateu de fora da área e a bola resvalou na defesa. Na sobra, Tayara foi mais esperta e conferiu de esquerda para abrir o marcador: 1 a 0.

Priscila destoava em quadra e quase ampliou em uma belíssima jogada. A camisa 10 avançou pelo lado direito, deu o drible em duas marcadoras e chutou cruzado. A bola explodiu na trave direita da goleira Iasmin, que apenas torceu para não entrar.

Show da 10

O segundo tempo foi mais movimentado, e assim como no início do jogo, o Patrus assustou primeiro. Iasmin faz defesa tranquila e aciona contra-ataque rápido com Josiane, que aparece sem marcação na esquerda, mas erra o chute, perdendo grande chance de empatar a partida.

A partir daí, Priscila comandou o jogo. A capitã do Estrelas recebeu de Tayara pelo lado direito, dá um drible desconcertante na marcadora, leva para o meio e finaliza de esquerda, com curva. A bola morre no canto direito, sem chances para Iasmin: 2 a 0.

E a camisa 10 queria mais. Se não fosse pela boa atuação de Iasmin, o Patrus poderia sair com resultado ainda pior de quadra. Em duas oportunidades, Priscila finalizou e a goleira estava atenta para evitar o gol. Em uma cobrança de falta de Priscila, a torcida novamente explodiu. A bola foi no ângulo direito, estufando a rede, mas o gol foi invalidado, pois as jogadoras do Estrela atrapalharam a visão da goleira.

Com a partida chegando no final, o Patrus já não tinha mais organização em quadra e apostava nas jogadas individuais de Josiane, que não surtiram efeito. Apito final: Estrelas campeão.

_________________________________________________________________________________________

CATEGORIA VETERANO
Cascatinha 2 x 0 Grupo Rezato

Arbitragem:
Alfredo
Rayan Camargo
Karine Godoy

Gols:

CASCATINHA
4 – Henrico
10 – Marcelo

Duelo de gigantes

Com jogadores experientes em quadra, a partida foi muito técnica, cadenciada, com muito toque de bola, procurando envolver o adversário. Mas os destaques foram os goleiros. Tanto Leandro, pelo lado do Cascatinha, quanto Reinaldo, defendendo as cores do Rezato, fizeram uma partida excepcional e foram decisivos no resultado com poucos gols.

O Rezato assustou na primeira oportunidade. Wanderson dominou já buscando a presença de Gilberto, que chegou pelo meio batendo forte. Leandro fez defesa espetacular, no alto, recebendo o aplauso dos torcedores presentes. No lance seguinte, o goleiro saiu nos pés de Gilberto, que fez bela jogada individual pela direita e tentou o drible no arqueiro, sendo anulado próxima à área.

O Cascatinha não estava morto no jogo e quase abriu o marcador com Henrico. Após excelente jogada de Marcelo no lado esquerdo, o camisa 4 apareceu na área, com liberdade, recebeu a bola, mas demorou para finalizar, sendo prensado pela marcação adversária. A bola foi no meio do gol e Reinaldo tirou com os pés.

Marcelo estava bem no jogo e mais uma vez levou perigo. O camisa 10 do Cascatinha pedalou na frente do marcador, puxou para o meio e bateu de perna direita. A bola foi venenosa mas o goleiro estava ligado para espalmar. E o Cascatinha ainda teve grande chance, com Alexandre, que recebeu lançamento do goleiro, matou no peito e girou, batendo de esquerda, sem deixar cair. Reinaldo foi no tempo certo da bola e segurou firme, sem deixar com que o Cascatinha abrisse o placar.

No detalhe

Na primeira jogada do segundo tempo, o Rezato quase marcou o primeiro. Irlan recebeu no meio, gingou na frente de Marcelo e fintou o camisa 10. Com espaço, bateu forte, de esquerda, e a bola passou tirando tinta da trave.

Na resposta, o Cascatinha novamente parou em Reinaldo. Marcelo foi lançado no pivô, girou para cima de dois marcadores e bateu de perna direita. Reinaldo fechou o canto esquerdo, salvando o Rezato. Mais inteiro em quadra, o Cascatinha foi pra cima, sempre com o camisa 10 Marcelo na criatividade das jogadas. Em uma bela triangulação, o camisa 10 abriu com Henrico na direita, que devolveu no meio. Marcelo fingiu o chute e rolou na esquerda para Emilio que bate de primeira. A bola desviou no marcador e ia encobrindo Reinaldo, que mesmo caído, salvou com um tapinha de mão esquerda.

Emilio teve outra boa chance. Henrico encontrou o camisa 9 livre pelo lado esquerda, que encheu o pé. A bola passou pelo goleiro Reinaldo, mas explodiu na trave.

Quando o jogo parecia se encaminhar para os pênaltis, um contra-golpe do Cascatinha foi fatal. Henrico recuperou a bola na quadra de defesa e lançou Emilio na direita. O camisa 9, com grande estilo, devolveu de primeira, com a bola ainda no alto, encontrando Henrico em velocidade, que avançou e deslocou Reinaldo: 1 a 0.

O gol desestruturou a marcação do Rezato, que partiu para cima tentando o empate, mas deixou brechas. Em uma delas, o goleiro Leandro repôs a bola na frente para Marcelo, que dominou de coxa, girando para a direita e bateu muito forte, matando o goleiro e dando números finais ao jogo: 2 a 0, Cascatinha campeão.

_________________________________________________________________________________________

CATEGORIA ADULTO
Associação Sirius Futsal 3 x 4 São Bernardo Tina Lanches

Arbitragem:
Rayan Camargo
Antônio Carlos Reiff
Karine Godoy

Gols:

ASSOCIAÇÃO SIRIUS FUTSAL
5 – Marcos (2)
4 – Victor

SÃO BERNARDO
20 – Francisco (2)
5 – Nilcinei
12 – Roniele

Digno de final

O jogo mais esperado da noite ficou para o final. Com as arquibancadas do ginásio do Sport Club Juiz de Fora com bom público, Sirius e São Bernardo fizeram uma final eletrizante, desde os primeiros minutos de partida.

Logo no primeiro ataque do Sirius, Romualdo esticou bola na frente no lado esquerdo e soltou bomba cruzada. O goleiro Jonas esticou o pé esquerdo e tirou com o bico da chuteira, salvando o São Bernardo.

As duas equipes mostravam grande qualidade técnica e um respeito tático elevado dentro de quadra. O Sirius era mais presente na quadra de ataque, mas foi São Bernardo quem abriu o placar. Edmar cobrou falta pela direita, a bola desviou na barreira e parou nos pés de Francisco, que teve o trabalho de escorar para o gol: 1 a 0.

Mas não deu tempo nem de o São Bernardo comemorar. Marcos pediu bola na direita, apostou na individualidade, foi à linha de fundo e chutou forte, pro meio da área. Nilcinei se jogou na bola para tentar o corte, mas mandou contra o patrimônio. O árbitro deu o gol para o camisa 5 do Sirius: 1 a 1.

A equipe do Sirius, que contou com a presença do campeão da Champions League, Leo Santana, no banco de reservas, seguia mais presente no ataque, mas parando no bom goleiro Jonas. Quem aproveitou foi São Bernardo, que voltou a estar na frente em uma cobrança de pênalti. Francisco ganhou na raça do marcador e foi derrubado dentro da área. Em cima do lance, o árbitro marcou a infração, convertida pelo próprio camisa 20, em um chute forte no meio do gol: 2 a 1.

Antes do fim do movimentado primeiro tempo, o Sirius deixou tudo igual. Marcos recebeu bela enfiada no meio, sobe para o ataque e desloca o goleiro com um toquinho rasteiro: 2 a 2.

Clima quente e taça na mão

O segundo tempo começou com a mesma pegada que terminou a primeira etapa. E São Bernardo tratou logo de ganhar a frente do marcador mais uma vez. Francisco, muito bem no jogo, tirou dois marcadores e rolou para o meio. Nilcinei bateu forte, de primeiro, e anotou o quarto: 3 a 2.

Empolgado com o gol no início, o São Bernardo foi pra cima e aumentou. Roniele correu na esquerda, driblou o goleiro e rolou para o gol: 4 a 2.

A partir daí, o clima esquentou. Francisco roubou bola no ataque e foi derrubado por Romualdo, que acabou expulso no lance, gerando muita polêmica. Minutos depois, a situação ficou ainda pior. Francisco foi fazer a reposição de bola e acabou empurrando o treinador Jarbas, do Sirius, que não gostou e começou uma discussão. A arbitragem expulsou o treinador e o camisa 20, de forma muito rigorosa. Os jogadores do São Bernardo ficaram transtornados dentro de quadra e foram para cima do árbitro, que acabou protegido pelos atletas do Sirius. Após muita confusão, a partida recomeçou, com São Bernardo desfalcado em quadra.

Atrás no placar, o Sirius tentou se aproveitar da vantagem numérica e conseguiu. Com goleiro linha, o time fez a bola rodar e marcou o terceiro com Victor. Mas a reação parou por aí. O São Bernardo segurou o jogo e ficou com o título, em um partida espetacular.

Texto: Igor Rodrigues


Voltar

Uma Resposta to “São Bernardo, Cascatinha e Estrelas campeões”

Deixe uma resposta

Notícias


19 fev 2018
JF Vôlei tem semana de desafios seguidos em busca da reação na Superliga

17 fev 2018
Baeta perde na estreia do Módulo 2

17 fev 2018
Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa

16 fev 2018
Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse