25 jul 2013

Esdeva e MRS fazem final no Futsal



  Na noite desta quarta-feira, 24, foram definidos os finalistas do futsal dos Jogos Sesi Juiz de Fora 2013. No ginásio da Faculdade de Educação Física da UFJF, a Esdeva, atual campeã da competição, venceu a MRS, pelo placar de 4 a 3, e garantiu a vaga. O adversário será a MRS, que bateu a Castor, por 6 a 4.

  A final será nesta sexta-feira, 26, às 19h.

 Nesta quinta-feira, 25, o voleibol masculino tem Arcelor x MRS – 19h (caso a Arcelor vença, haverá jogo extra na segunda-feira, 29).

Também nesta quinta, final do basquete: MRS x Esdeva – 20h na Escola de Esportes do Sesi (antigo Clube do Trabalhador)

No Clube Campestre, a partir de 20h, será realizada a dança de salão.

Resultados

Resultados de quarta-feira, 24:

Futebol sete master: MRS 1 x 4 Módulo, Hiperroll 2 x 0 Arcelor

Futsal Masculino: Esdeva 4 x 3 Rezato (reedição da final do ano passado) e MRS 6 x 4 Castor

Resultados de terça-feira, 23:

Futebol: BD (4) 2 x (2) 2 MRS, Arcelor O x 1 Rezato

Vôlei Feminino: Fastlux (bicampeã) 2 x 0 BD 26/24 e 25/21

Vôlei Masculino: Esdeva 0 x 2 Arcelor

  Semifinais do Futsal

ESDEVA 4 x 3 GRUPO REZATO

Gols:

ESDEVA
11 – João (03:26/31:00)
7 – Rafael dos Santos (19:00/38:00)

GRUPO REZATO
32 – Reinaldo (10:00)
31 – Erivélton (20:30)
33 – Valdnei (29:00)

Virada no fim

Esdeva e Rezato fizeram uma partida emocionante, decidida apenas nos minutos finais. Como veio do grupo dos vencedores, a Esdeva jogava com o regulamento, podendo empatar para se classificar. E a equipe aumentou a vantagem logo no início, aos 3 minutos de jogo, com João. Reinaldo deixou tudo igual aos 10 minutos, mas Rafael, no finzinho da primeira etapa, voltou a colocar a Esdeva em vantagem.

Decisivo, João marcou duas vezes e garantiu a Esdeva na final.

Decisivo, João marcou duas vezes e garantiu a Esdeva na final.

Precisando do resultado, o Grupo Rezato entrou ligado na segunda parte do jogo e marcou logo no ínicio, em jogada bem trabalhada, que Erivélton completou para o fundo do gol: 2 a 2.

A Esdeva sentiu o golpe e perdeu a tranquilidade dentro de quadra, assistindo a Rezato crescer na partida, principalmente com Renan. O camisa 14 era perigoso e arriscava de longe, testando o goleiro Wilson. Aos 9 minutos da etapa complementar, veio a virada. Valdnei aproveitou a sobra, dentro da área, e deslocou o goleiro: 3 a 2.

A Esdeva buscava jogadas rápidas pelas pontas, mas errava a conclusão. Porém, em uma boa trama ofensiva, João marcou de novo, voltando com a igualdade ao placar: 3 a 3.

O Grupo Rezato partiu para cima nos minutos finais, precisando do gol salvador. E teve duas chances, com Reinaldo. A primeira, com o pé direito, que o camisa 32 mandou cima. A segunda, em um belo lançamento do campo defensivo, Reinaldo, livre, desviou de cabeça, mas errou a meta.

Quem não faz, leva. E a virada aconteceu faltando dois minutos para o apito final. Rafael foi lançado na frente dos marcadores e balançou a rede: 4 a 3, vitória e classificação da Esdeva.

__________________________________________________________________________________________

MRS 6 x 4 CASTOR

Gols:

MRS
7 – Guilherme (13:58/19:11/33:30)
8 – José Cintra (19:30/29:30/34:18)

CASTOR
11 – Rafael (13:33/25:50)
7 – Warly (23:48/35:40)

Força do grupo

MRS e Castor fizeram uma semifinal recheada de ingredientes essenciais para um bom jogo decisivo. As duas equipes jogaram de maneira diferente. Enquanto a MRS apostava no conjunto, com jogadores velozes e bom toque de bola, a Castor jogava em função do camisa 7 Warly, que chamava a responsabilidade.

O jogo começou com muito erros de passe para os dois lados, sem muito perigo para os goleiros Diego, da MRS, e Elton, da Castor. Aos 13 minutos, Warly encontrou Rafael, que disparou em velocidade e saiu cara-a-cara com o goleiro para marcar o primeiro: 1 a 0.

Logo ao sofrer o gol, o treinador Thiago pediu tempo para instruir os jogadores da MRS. A parada surtiu efeito imediato. Na saída de bola, Guilherme aproveitou boa troca de bola na quadra de ataque e desviou para o fundo do gol: 1 a 1.

O jogo continuava equilibrado, com a MRS tendo mais tempo com a posse da bola e a Castor apostando em Warly, que se virava contra a boa marcação do adversário. Aos 19 minutos, um apagão da Castor não foi perdoado pela MRS, que marcou dois gols em sequência. O primeiro com Guilherme, que recebeu o passe na frente, fez o drible no marcador e colocou no canto, marcando seu segundo na partida. O segundo de José Cintra, que recebeu bola rolada e acertou o canto direito de Elton: 3 a 1.

Dedo do treinador: Thiago para jogo na hora certa e MRS vira a partida ainda no primeiro tempo.

Dedo do treinador: Thiago para jogo na hora certa e MRS vira a partida ainda no primeiro tempo.

No intervalo do jogo, uma discussão entre o goleiro Elton e o camisa 20, André, deixou o clima quente do lado da Castor. Os dois jogadores trocaram xingamentos e tiveram que ser contidos pelos companheiros. Coincidência ou não, a equipe voltou pilhada na segunda etapa e chegou ao segundo gol logo aos 3 minutos, numa obra-prima. Falta na entrada da área para a Castor e o camisa 7 Warly, com extrema categoria, aproveitou barreira armada com três jogadores, mais o goleiro, e, de cavadinha, colocou por cima, marcando um golaço: 3 a 2.

O gol empolgou o time, que partiu para cima e chegou ao empate. Warly recebeu falta pela esquerda. O próprio camisa 7 fez a cobrança para Rafael que bateu forte. A bola carimbou o marcador e voltou para o camisa 11, que bateu novamente e viu a bola morrer no cantinho: 3 a 3.

Impulsionado pela torcida, o time da Castor partiu pra cima, mas deixou espaços. Em um deles, Guilherme lançou José Cintra em profundidade. O camisa 8, com muita frieza, driblou o goleiro e bateu no gol vazio: 4 a 3.

Após sofrer grande pressão, a MRS voltou a tomar conta da partida. Cansado, Warly já não conseguia dar prosseguimento na maioria das jogadas ofensivas da Castor e o time foi castigado. Aos 13 minutos, Guilherme marcou o terceiro dele no jogo, em uma jogada espetacular. Darlan fez a cobrança de lateral da direita, pelo alto. Sem deixar cair, o camisa 7 emendou um balaço no canto esquerdo, sem chances para Elton: 5 a 3.

Um minuto depois, a MRS liquidou a fatura. Em tabela rápida no ataque, José Cintra recebeu no meio de deu um toquinho canto esquerdo para marcar o sexto. Warly ainda fez mais um, aproveitando bola rebatida na zaga, mas não foi o suficiente para tirar a vaga e a classificação da MRS para a grande final.

Texto: Igor Rodrigues


Voltar

Uma Resposta to “Esdeva e MRS fazem final no Futsal”

Deixe uma resposta

Notícias


19 fev 2018
JF Vôlei tem semana de desafios seguidos em busca da reação na Superliga

17 fev 2018
Baeta perde na estreia do Módulo 2

17 fev 2018
Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa

16 fev 2018
Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse