24 ago 2012

Equipe de Bisi já lidera entre caminhões pesados no Rally dos Sertões



Guido Salvini, Flávio Bisi e Fernando Chwaigert fazem o melhor tempo entre os caminhões pesados na 6ª etapa da competição, realizada entre Palmas, TO, e Alto Parnaíba, MA

Dos 4.480 quilômetros do 20º Rally dos Sertões, com certeza os 680 quilômetros da etapa desta sexta-feira  foram os mais aguardados. E não por serem os melhores… Mas sim, os piores.

Acontece que a especial de 330 quilômetros (trecho menor referente ao percorrido pelas categorias motos, quadris e UTVs) foi válida pela etapa maratona – na qual os mecânicos não podem realizar a manutenção nos veículos ao fim do dia. Não bastasse, a organização definiu que este desafio fosse somado as “armadilhas” das trilhas do Jalapão – o fantasma da maioria dos competidores do rali. “Muitos entram e poucos saem; tamanhas são as dificuldades desta região. Não é de se espantar que algumas máquinas quebrem. Por isso, estar com o equipamento em condições de disputa e saber onde acelerar e frear é fundamental na continuidade do próprio resultado. No Jalapão não se vence rali, mas pode-se perder”, esclareceu o piloto Guido Salvini.

A Salvini Racing acelerou seu Mercedes-Benz Atego 1725 por estradas de areia fofa e levantou muita poeira. A vitória da categoria caminhões pesados veio com o tempo de 05h16min21. Com o resultado desta sexta-feira, a equipe assumiu a liderança dos caminhões pesados, com 24h01min11.

“Também teve trial, pedras, solo acidentado que exigiu da suspensão. O pneu foi outro componente essencial… O modelo que usamos, um Michellin X WORKS XDY tem maior aderência com o solo, com isso ganhamos mais autonomia e não girávamos em falso. Isso também contribuiu para não bagunçar a aferição do hodometro e auxiliou para uma melhor navegação”, explicou o navegador Flávio Bisi, destacando que ainda houve 30 quilômetros de navegação por GPS, sem qualquer referência. Completa o time, o copiloto Fernando Chwaigert.

O caminhão segue esta noite sem assistência mecânica. Somente após a etapa de amanhã, entre Alto Parnaíba, MA, e Bom Jesus, PI, que o Atego receberá os devidos cuidados. Serão 368 quilômetros – 277 quilômetros de especial.

Classificação – 6ª etapa

Palmas, TO / Alto Parnaíba, MA

Categoria Caminhões

1º Rafael Martinez-Conde/José Papacena Neto/Leandro Oliveira, 05h14min54 (Leves)

2º Guido Salvini/Flávio Bisi/Fernando Chwaigert, 05h16min21 (Pesados)

3º Edu Piano/Solón Mendes/Carlos Sales, 05h38min32 (Pesados)

4º Carlos Policarpo/Romulo Seccomandi /Davi Fonseca, 05h40min10 (Leves)

 

Classificação Geral

1º Carlos Policarpo/Romulo Seccomandi /Davi Fonseca, 23h21min47 (Leves)

2º Rafael Martinez-Conde/José Papacena Neto/Leandro Oliveira, 23h23min45 (Leves)

3º Guido Salvini/Flávio Bisi/Fernando Chwaigert, 24h01min11 (Pesados)

4º Edu Piano/Solón Mendes/Carlos Sales, 24h21min10 (Pesados)

 

Roteiro 20º Rally dos Sertões:

Percurso total: 4.840 quilômetros

Trechos cronometrados (especiais): 2.346 quilômetros

 

25/08 – Sábado

7ª etapa

Alto Parnaíba (MA) – Bom Jesus (PI)

Deslocamento Inicial: 35 km

Trecho de Especial: 277 km

Deslocamento Final: 55 km

Total: 368 km

Texto e informações: assessoria

Foto: Doni Castilho 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 fev 2018
JF Vôlei tem semana de desafios seguidos em busca da reação na Superliga

17 fev 2018
Baeta perde na estreia do Módulo 2

17 fev 2018
Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa

16 fev 2018
Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse