13 jul 2012

Em boa hora: Tupi anuncia pagamento e motiva jogadores



Os jogadores do Tupi ganharam uma motivação a mais para o jogo contra o Madureira (RJ), neste sábado, 14 de julho, no Estádio Aniceto Moscoso, no Rio de Janeiro, pela terceira rodada do Grupo B da Série C do Campeonato Brasileiro. Minutos antes do embarque para o Rio de Janeiro nesta sexta-feira, 13, chegou a notícia que parte dos salários atrasados seria depositada na conta dos jogadores até o final do dia. A confirmação do pagamento foi divulgada pelo presidente do Conselho Deliberativo, Geraldo Magela Tavares, após conversa por telefone com o presidente Áureo Fortuna, no final da manhã. Segundo Magela, Fortuna revelou que o restante da dívida com os jogadores deverá ser pago na próxima semana.

A notícia foi bem recebida no elenco, que aguardava a confirmação do pagamento, conforme promessa feita pelos dirigentes do clube. Para o atacante Ademílson, capitão da equipe, a notícia chegou em boa hora. “O impacto da notícia é muito grande no grupo de jogadores. É preciso entender que também temos contas a pagar. Mas, independentemente disso, sempre corremos em busca da vitória e jogaríamos da mesma maneira se o dinheiro não tivesse caído. Acreditamos na primeira vitória”, analisou Ademilson.

No final da tarde, a assessoria de imprensa do Tupi confirmou que o dinheiro já havia sido depositado.

Dentro de campo

Para a importante partida, o técnico Moacir Júnior não poderá contar com o zagueiro Wesley Ladeira, que foi expulso na derrota por 4 a 2 para o Macaé. Adalberto e Fabrício Soares disputam a vaga ao lado do titular Silvio, que revelou não ter preferência entre um ou outro. Disse também que não haverá problema de entrosamento com nenhum dos dois. “O professor costuma mesclar as duplas de zaga durante os treinamentos. Por isso, acredito que não teremos problema de entrosamento. No ano passado, na Série D, fiz partidas junto com o Adalberto. Em relação ao Fabrício, ele é muito experiente e passa muita confiança ao grupo, até mesmo nas bolas aéreas”, expôs Silvio.

Falhas em jogadas aéreas custaram a derrota diante do Macaé. Foram três gols partindo deste tipo de jogada. Mas, segundo Silvio, o problema já foi solucionado. “Tivemos uma das melhores bolas aéreas do Mineiro. Durante os treinamentos desta semana, isso já foi corrigido e não vai se repetir”, disse o jogador, que em 2008 jogou pelo Madureira. Naquela ocasião, atuou ao lado de Rodrigo Lindoso e Derlei, ambos titulares do Tricolor Suburbano. Rodrigo, inclusive, foi autor dos dois gols da vitória do Madureira sobre o Duque de Caxias na segunda rodada, ambos de falta. “O Rodrigo não sai muito, mas tem uma boa bola parada. Por isso, o professor pediu para evitarmos faltas próximas à área”, disse.

Uma outra dúvida de Moacir está na lateral esquerda. Michel Loures não enfrentou o Macaé, mas pode reaparecer no grupo. Ele disputa vaga com Magalhães. O treinador ta,bém não definiu o sistema tático que adotará: pode ser o tradicional 4-4-2 ou mesmo formação com três zagueiros.

Neste caso, Ademílson seria o único atacante da equipe, com Allan com a responsabilidade de ajudar no meio de campo, o que não é nenhuma novidade para ele: “Hoje, não sou mais atacante. Tenho uma função mais de meia”, relatou, destacando que a maioria dos torcedores ainda não entendeu que o papel dele dentro de campo não é o mesmo que teve nas outras vezes que defendeu a camisa do Carijó.

O Camisa 11 explica ainda o que espera da partida em Conselheiro Galvão.“A gente sabe que o momento é ruim. Nosso elenco é forte. Só está faltando encaixar. Sabemos que o Madureira tem um bom time e respeitamos nossos adversários. Mas sabemos também da importância desses três pontos para não ficarmos muito distantes do Macaé e do próprio Madureira”, analisou, destacando que a união do grupo será fundamental para superar a situação.

Ademílson, antes mesmo de saber que parte do pagamento seria depositada nesta sexta-feira, 13, comentou o espírito do grupo para o jogo diante do Madureira. “O Tupi vai entrar com o pensamento de vitória. O grupo está ciente das dificuldades, mas vamos em busca dos três pontos. (…) Temos que voltar com a postura do Campeonato Mineiro. Jogar fechadinho, mascando bem para sair nos contra-ataques.

Caso opte pelo 4-4-2, o Tupi deverá ter a seguinte formação: Rodrigo; Alex, Adalberto (Fabrício Soares), Silvio e Magalhães (Michel Loures); George, Assis (Caetano), Léo Salino e Michel Cury; Allan e Ademílson. Técnico: Moacir Júnior.

Texto: Thiago Stephan


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 maio 2018
Tupi tem barca, saída de preparador físico e contusão em dois dias

22 maio 2018
Panathlon Club JF comemora sucesso da 6ª Feijoada do Esporte

22 maio 2018
Perrout exalta “time” CRIA-UFJF em Recife: “Todos melhoraram marcas”

21 maio 2018
Após assinar com ArcelorMittal, JF Vôlei estuda parceria diferente com Sada

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.