30 maio 2012

Moacir Júnior pede reforços, e testes mais difíceis



Depois do jogo-treino entre Tupi e América, de Três Rios, o Toque de Bola conversou com o treinador Moacir Júnior. Ele reconheceu que o adversário do teste, da terceira divisão do futebol fluminense, não serviu como grande parâmetro, mas disse que foi importante para o Tupi. Destacou a atuação de Michel na lateral-esquerda, disse em quais posições ainda considera que seria importante reforçar a equipe, e diante da “guerra das liminares”, garantiu: “Estamos preparados para jogar o que dia que for, amanhã, sábado, estamos prontos”.

Leia tambén:

Tupi vence o América de Três Rios com facilidade

Michel reconhece: “joga-não-joga” deixa elenco ansioso

Ademilson: em dia com a pontaria

Confira trechos da entrevista

“O treino, sob o aspecto de grau de dificuldade, esperávamos um pouco maior. Porque na hora da competição não temos facilidade. Queria também ver mais oportunidades criadas em gols. Tivemos bastante, e traduzimos pouco. É bom ver o Ademilson fazendo gols, o Magalhães estreando bem e fazendo gol… Pude treinar dois sistemas táticos, colocar todo mundo para se movimentar, mas agora vamos buscar um adversário de um quilate mais forte. Que possa realmente nos testar. Na Série C, só vamos ter pedreira.”

Dos jogadores que não disputaram o Mineiro, a ideia é que eles entrem aos poucos, para não mexer muito na estrutura do time?

“A ideia é essa, mas o Fabinho, por exemplo, é um atacante que veio buscar o seu espaço aqui de forma muito efetiva. Em relação ao Mineiro, estamos buscando ter mais opções. Tenho pedido insistentemente à diretoria, claro que nas condições dela, um centroavante de área, um jogador de meio-campo que jogue por trás dos três homens, que seja um camisa 8, um camisa 7, que tenha experiência para nos dar posse de bola, “machucar” mais os adversários. Precisamos de um quinto zagueiro, ainda mais se usarmos o esquema com três zagueiros, vamos acabar perdendo um. Tudo isso com muita calma. Acho que estamos no caminho certo. Nessa situação, de ainda ter uma carência essa “folga” (adiamento da Série C) está nos ajudando. Estamos prontos para jogar. Caso remarquem a partida para amanhã ou sábado ou o dia que for, estamos prontos, confio muito nessa base mantida do Mineiro, hoje o Michel voltando, na lateral, bom desempenho, estamos no caminho certo”.

  E a situação de mais um final de semana sem jogar?

“Isso nos obriga a tentar de todas as formas um amistoso mais forte, para não entrar na competição com essa margem de facilidade. Seria muito importante para nós, até contra uma grande equipe do Rio, para testar nosso poder de fogo.”

Clique no ícone abaixo para acompanhar o áudio da íntegra da entrevista:


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


18 set 2017
Emoção marca abertura da Semana Paralímpica em Juiz de Fora

18 set 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

16 set 2017
Diretoria do Tupi estuda manter preços promocionais para o jogo de volta

16 set 2017
Aílton cita título brasileiro de 96 pelo Grêmio, contra a Lusa, para animar jogadores

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.