05 abr 2012

Campeonato de Bocha Adaptada tem participação maciça de atletas do Rio, e incentiva locais



Terminou no último sábado, 31, o Campeonato de Bocha Adaptada 2012 (região Leste) do Rio de Janeiro, foi realizado no SESC Pousada, no bairro Nova Califórnia. O torneio contou com a participação de cerca de 30 atletas, mas o número de envolvidos, que inclui treinadores e parentes, chegou a 150. “Houve participação maciça de atletas das cidades do Rio de Janeiro, Petrópolis e Nova Friburgo”, expôs o supervisor de Esportes Adaptados da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL), Wellison Serigatto, dizendo acreditar que o evento procurou incentivar a participação de novos atletas.

A competição, organizada por meio de parceria entre a Associação Beneficente Roberto de Oliveira (ABRO), foi realizada em quatro faixas (BC1, BC2, BC3 e BC4), que compreendem pessoas portadoras de paralisia cerebral severa, de deficiências degenerativas com comprometimento nos membros e tetraplégicos. Três atletas locais participaram do evento: Taiza Gabriel da Cosa, 17 anos, Walter Gama, 47 anos, e Gonçalves Domingos, 52 anos. Taíza foi a 9ª na categoria BC2. Gonçalves terminou em 7º na categoria BC4, a mesma que Walter Gama disputou. Ele terminou em 9º. A equipe juiz-forana foi a 6ª na classificação geral. Confira todos os resultados clicando no link abaixo.

Resultados Bocha Adaptada

O mais experiente da equipe juiz-forana, Domingos afirma que o esporte foi importação para sua reintegração social. Em 1999, ele sofreu um acidente que comprometeu os movimentos dos membros superiores e inferiores. Através da Bocha Adaptada, encontrou novo estímulo. “Comecei a conhecer mais gente, a sair de casa e a ganhar títulos”, revela o atleta, que em 2010 conquistou o 3º lugar por equipes no campeonato brasileiro da modalidade.

Como é a Bocha Adaptada

Durante as partidas, os atletas lançam bolas azuis ou vermelhas com a intenção de que elas se aproximem da bola-alvo, de cor branca. A quadra utilizada deve ser lisa e plana, medindo 6 metros de largura por 12,5 metros de comprimento. É permitido o uso das mãos, dos pés ou de instrumentos que auxiliam atletas quando há grande comprometimento nos membros superiores e inferiores.

Segundo a professora e técnica da equipe de Juiz de Fora, Yvone Berg, a bocha adaptada é um jogo de estratégia que possui características capazes de integrar pessoas com diferentes tipos deficiência. “O esporte, além de integrar o deficiente na sociedade, proporciona visíveis mudanças tanto na saúde física, quanto mental, independente do grau de deficiência que ele tenha”, explica, em matéria publicada no site da Prefeitura.

Atualmente, a equipe de Juiz de Fora conta com oito atletas com idades variando entre 21 e 55 anos. Os treinamentos são realizados às segundas e quartas, das 13h30 às 16h, na sede social do Tupi. Serigatto faz um convite a todas as pessoas com deficiências e participar de alguma das modalidades esportivas oferecidas pelo setor Esportes Adaptados da Secretaria (SEL) – Natação, Golbol, Futebol de 5, Atletismo e a Bocha Adaptada. Para começar uma dessas práticas esportivas, basta comparecer à SEL, que fica na Avenida Rui Barbosa, número 530. Informações pelo telefone 3690-7822.

As atividades não se encerram com o fim do Campeonato de Bocha Adaptada. Em maio, atletas locais vão à Brasília para o Circuito Caixa Paraolímpico de Natação e Atletismo.

Texto com informações da assessoria de comunicação da SEL

Foto: Fernando Barbosa


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


17 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

16 out 2017
Longa hegemonia: ADJF conquista 16º título masculino nos Jogos do Interior de Minas. Feminino é vice

12 out 2017
Especial Toque de Bola! Ex-Tupi e Baeta, Hudson mostra personalidade e brilha no Cruzeiro

09 out 2017
Com defesa inspirada, JF Imperadores passa por cima do Macaé Oilers e se aproxima do acesso

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.