15 jan 2012

Transmissão da Superliga ao vivo no Toque de Bola alcança grande repercussão



Juiz de Fora (MG), 15 de janeiro de 2012

A transmissão ao vivo de UFJF 0x3 Medley Campinas neste sábado, 14, no ginásio da Faefid, pela oitava rodada da Superliga Masculina de Vôlei, alcançou grande repercussão. Com a cobertura em áudio e vídeo em definitivo desde 18h30, o jogo somente em áudio (por determinação da Confederação Brasileira de Vôlei, não podem ser exibidas imagens ao vivo da partida) e o pós-jogo novamente com áudio e vídeo, o Toque de Bola registrou número expressivo de acessos em seu canal de TV.

Leia também: Promoção das camisas continua. Veja mensagens e fotos

Com o apoio da Prefeitura de Juiz de Fora e do projeto “Sou UFJF”, o Portal ainda abriu, durante a partida, a promoção em que o internauta concorre a camisas oficiais da UFJF. E a promoção vai continuar. Está concorrendo quem se identificar e enviar a frase ou torpedo “Sou UFJF” para (32) 9912-2329, contato@toquedebola.esp.br ou na área de contato do Portal ou ainda pelo facebook. Nos próximos dias, vamos informar o dia do anúncio do (s) vencedor (es).

Agora, é trabalhar muito durante a semana, e já preparar a cobertura de UFJF x Cimde/Sky, de Bruninho e Giba, no próximo sábado, 21, em novo palco, o ginásio do Tupynambás, e novo horário, 20h.

  Cobertura

Antes da abertura em definitivo da transmissão, o Toque de Bola recebeu a visita do Supervisor do Campinas, Fernando Maroni, por volta de 18h15. “Estamos incomodados com a posição da equipe na tabela”, admitiu.

Pontualmente às 18h30, abrimos a transmissão em áudio e vídeo. Conversamos com o empresário Eduardo dos Santos, diretor da Rodoviário Camilo dos Santos, principal patrocinador do vôlei da UFJF. Ele destacou a importância da campanha de doações de alimentos e materiais de higiene, que a empresa recebeu no ginásio, para encaminhar às vítimas das enchentes na região. Sobre a parceria com a equipe juiz-forana, destacou a transferência dos jogos para o ginásio do Tupynambás. “Lá o público pode chegar a 3 mil pessoas”. Quando, durante a entrevista, os torcedores já se manifestavam no ginásio da Faefid, com gritos de incentivo, o empresário revelou: “Venho a todos os jogos, e fico sempre arrepiado com essa torcida, imagina num ginásio maior já no próximo sábado?”.

Em seguida, apresentamos os elencos das duas equipes (interrompendo no momento do hino nacional), a classificação da Superliga e os jogos da oitava rodada. Conversamos também com Rivo, árbitro e dirigente da Associação dos Oficiais de Arbitragem de Futsal. Ele contou que, embora mais ligado ao futsal, sempre que pode, inclusive nas viagens pelo estado, gosta de observar os treinamentos de vôlei. “Posso me tornar um espião agora, vendo os adversários da UFJF”, brincou.

Com o comentarista convidado José Eduardo Bara a postos e o repórter Thiago Stephan na quadra, iniciamos, somente em áudio,a narração da partida, e desde o início recebemos dezenas de e-mails dos torcedores, principalmente da equipe de Campinas, agradecendo e parabenizando pelas informações ao vivo. A promoção das camisas também recebeu muitos contatos dos internautas.

Se o jogo não foi bom para a UFJF – sentiu o desgaste e perdeu por 3 sets a 0, os torcedores de Campinas fizeram a festa, revelando toda a alegria em e-mails seguidos, e aos montes.

Partida encerrada, Thiago acompanhou as coletivas, e levou o super campeão André Heller para conversar conosco. Ele quebrou o protocolo, para se aproximar da cabine, e elogiou muito a volta de Juiz de Fora ao cenário do vôlei nacional.

Também no pós-jogo, o Toque de Bola conversou com Gustavão, atleta de Campinas que recebeu o troféu VivaVôlei como destaque do jogo, e fez questão de cumprimentar José Eduardo Bara. Com 2,15m, ficamos preocupados quando ele disse que “ainda vamos crescer”. Retrucamos: “Só se for a equipe, Gustavão, porque se você continuar crescendo…”.

O Reitor da UFJF, Henrique Duque, foi entrevistado e destacou a projeção da instituição juiz-forana com a transmissão da partida para o mundo inteiro pela internet. Mostrou confiança na equipe para a sequência da competição.

O fisioterapeuta da UFJF, Rodrigo Soares, admitiu que o elenco juiz-forano sentiu o desgaste da partida de quarta-feira, em Londrina, e com a sofrida viagem de volta, com aeroportos fechados e muitas conexões atrasadas. “Temos convicção que o nosso time esteve bem abaixo do que pode render”, declarou.

  Time perde uma posição

Com a derrota em casa e os demais resultados da oitava rodada, a UFJF caiu da oitava para a nona colocação.

Veja, abaixo, as estatísticas de UFJF 0x3 Campinas (fonte: site CBV).

Estatísticas – UFJF x Campinas – CBV

Confira, abaixo, a nova classificação (fonte: site CBV)

Superliga – Classificação CBV 15012012

Segue um resumo da rodada:

SUPERLIGA MASCULINA 2011/12 – OITAVA RODADA DO TURNO

13.01 (SEXTA-FEIRA) – Londrina/Sercomtel 3 x 1 BMG/São Bernardo, em 2h14, no ginásio Moringão, em Londrina (PR).

 

MAIOR PONTUADOR – Caio (Londrina/Sercomtel), com 30 pontos

 

TROFÉU VIVAVÔLEI – Caio (Londrina/Sercomtel)

 

14.01 (SÁBADO) – RJX 2 x 3 Vôlei Futuro (22/25, 25/22, 25/18, 22/25 e 11/15), em 2h08 de jogo, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro (RJ)

 

MAIOR PONTUADOR – Lorena (Vôlei Futuro), com 29 pontos

 

TROFÉU VIVAVÔLEI – Lorena (Vôlei Futuro)

 

14.01 (SÁBADO) – Sada Cruzeiro 2 x 3 Vivo/Minas (31/29, 25/22, 17/25, 22/25 e 13/15), em 2h23 de jogo, no ginásio Riacho, em Contagem (MG)

 

MAIOR PONTUADOR – Wallace (Sada Cruzeiro), com 26 pontos

 

TROFÉU VIVAVÔLEI – Henrique (Vivo/Minas)

 

14.01 (SÁBADO) – Sesi-SP 3 x 1 Cimed/SKY (18/25, 25/23, 25/21 e 25/19), em 1h54 de jogo, na Vila Leopoldina, em São Paulo (SP).

 

MAIOR PONTUADOR – Wallace (Sesi-SP), com 19 pontos

 

TROFÉU VIVAVÔLEI – Murilo (Sesi-SP)

 

14.01 (SÁBADO) – Volta Redonda 2 x 3 BMG/Montes Claros (25/22, 19/25, 25/23, 23/25 e 09/15), em 2h23 de jogo, no ginásio Ilha São João, em Volta Redonda (RJ)

 

MAIOR PONTUADOR – Jamelão (Volta Redonda), com 24 pontos

 

TROFÉU VIVAVÔLEI – Tuba (BMG/Montes Claros)

 

14.01 (SÁBADO) – UFJF 0 x 3 Medley/Campinas (16/25, 22/25 e 18/25), em 1h26 de jogo, no ginásio da UFJF, em Juiz de Fora (MG)

 

MAIORES PONTUADORES: Pedro (UFJF) e Gustavão (Medley/Campinas), com 13 pontos cada

 

TROFÉU VIVAVÔLEI: Gustavão (Medley/Campinas)

 Veja informações sobre UFJF 0x3 Campinas (texto Michael Guedes, ETC Comunicação)

Em sua última partida no ginásio da UFJF, o time juiz-forano perdeu por 3X0 para o Medley/Campinas, com parciais de 16×25/22×25/18×25. O Troféu Viva Vôlei foi para o Gustavão, do Medley/Campinas. Mesmo com a lotação máxima do ginásio, como em todas as demais partidas em casa, a UFJF não resistiu à consistência do time de Campinas.

O técnico Maurício Bara já está focado no próximo jogo – contra o BMG/Montes Claros na quarta-feira (18), em Montes Claros – uma vez que o intervalo entre as partidas é muito curto: “Temos que analisar o outro time. Eles conseguiram encaixar o que tem de melhor: o saque e bloqueio. Agora temos que focar no Montes Claros para conseguir mais uma vitória”.

O capitão Brasília lamentou a derrota: “Não esperávamos esse resultado. Mas não temos tempo de chorar com a derrota nem de ficar alegre com a vitória. Agora é partir para Montes Claros e buscar um bom resultado”. Para o central Diego Almeida, que retornou à equipe após lesão, a equipe deixou a desejar: “O Medley é uma equipe muito forte. Viemos de uma viagem desgastante, mas o time não conseguiu se acertar desde o início”.

O jogo

No primeiro set, a equipe sofreu a derrota por 16×25, em 26 minutos de jogo. No set, Pedrinho foi o que mais se destacou, abrindo o placar e fazendo outros pontos de bloqueio e ataque. Mas o time de Campinas foi logo mostrando o seu cartão de visitas, com uma defesa consistente e um bloqueio eficiente em várias bolas. Rapidamente conseguiu abrir vantagem e depois foi só administrar.

O 2º set foi o mais equilibrado da partida, sendo a liderança alternada entre os times até 18×18. A partir daí, a força do Medley na defesa fez novamente a diferença. O time de Campinas conseguiu vantagem de quatro pontos. Leo atacou e o bloqueio foi para fora, fazendo com que o ponto final do adversário viesse somente na jogada seguinte, fechando em 25×22, com 30 minutos de jogo. O 3º set começou equilibrado, mas o Medley/Campinas, a partir do 15º ponto, conseguiu abrir vantagem e vencer o set, com 26 minutos, por 25×18.

No próximo jogo em Juiz de Fora, no sábado (21), a UFJF enfrenta o Cimed/SKY em sua nova casa, o ginásio do Tupynambás, com capacidade para 3.000 pessoas. A partida, anteriormente marcada para as 19h, foi transferida para as 20h.

 Leia também: Jogo da UFJF dia 21 foi transferido para ginásio do Baeta


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


17 fev 2018
Baeta perde na estreia do Módulo 2

17 fev 2018
Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa

16 fev 2018
Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT

13 fev 2018
Brilho de Léo Santana na seleção emociona JF. Veja depoimentos exclusivos

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse