17 dez 2011

Exclusivo: Murilo admite dificuldades da seleção brasileira em manter hegemonia mundial



Juiz de Fora (MG), 17 de dezembro de 2011

Poupado da partida desta sexta-feira, 16, à noite, em Juiz de Fora, contra a UFJF, pela Superliga, Murilo, um dos principais nomes do Sesi e da seleção brasileira, conversou com o Portal Toque de Bola depois da partida e revelou preocupações.

Admite o desgaste do final da temporada, que o afastou do jogo em Juiz de Fora, e vê cada vez menor a distância da seleção brasileira em relação às outras seleções, na tentativa de se manter a longa hegemonia nacional no vôlei. “Temos que jogar sempre no limite, no máximo”. Destaca, porém,  a importância de já ter conquistado vaga nas Olimpíadas com a colocação obtida na Copa do Mundo do Japão.

Sobre a presença da UFJF na Superliga, o ídolo dá a maior força: “Juiz de Fora é uma cidade que tem DNA para o vôlei”.

Leia mais numa entrevista exclusiva do Portal Toque de Bola.

Toque de Bola: Murilo, como você vê a volta de Juiz de Fora ao cenário do voleibol com esse projeto da UFJF?

Murilo: Fico feliz. Acho que é um projeto muito sério, pelo que deu para gente perceber nestes dois dias que ficamos aqui. Juiz de Fora já revelou grandes jogadores, o próprio Giovane, bicampeão olímpico, André Nascimento, com quem joguei muito tempo na seleção, Fabiano Tuba, Léo Mineiro, também nascido aqui, é uma cidade que tem DNA para o vôlei, e tem que se investir nisso, e tenho certeza que este projeto vai crescer bastante. No primeiro ano é difícil obter os resultados esperados, mas num trabalho sério e de longo prazo os resultados vão aparecer. É só um pouco de paciência do público, que vem lotando os ginásios, lógico que quer ver a equipe vencer, mas a Superliga é um campeonato muito difícil, então é um pouquinho de paciência, acho que o técnico vai ter trabalho, quem sabe beliscar alguns jogos de times grandes e poder brigar de igual para igual com os times menores.

Toque de Bola: Como você está vendo esse início de Superliga, com algumas equipes ainda voltando ao melhor condicionamento?

Hoje o Giovane optou por me deixar de fora. Chegamos da seleção praticamente sem folga o ano todo, foram três competições pela seleção, mais Sul-Americano e Mundial de Clubes que jogamos pelo Sesi. Então já foram cinco competições este ano. Sempre que ele tiver essa oportunidade, principalmente dm dezembro, ele vai dar essa folguinha para a gente, tentar revezar. O Sidão, que jogou hoje, por exemplo, talvez fique fora no próximo jogo. O Rodrigo voltou da seleção machucado, volta só em janeiro. Temos que ter cuidado com lesões. Vimos a notícia que o Giba vai ficar 45 dias fora. Isso é acúmulo de jogo, é muito treino, então tem que ter muito cuidado. Final de ano e estamos com a musculatura muito estressada.

Toque de Bola: Fale um pouco sobre a seleção, que na Copa do Mundo foi novamente exigida, passou novamente por um sufoco mas conseguiu a volta por cima durante a competição, garantindo a vaga nas Olimpíadas. Está cada vez mais difícil manter essa hegemonia da seleção brasileira no voleibol mundial?

Murilo: A cada ano as outras seleções vêm se adaptando ao estilo de jogo brasileiro, vêm crescendo, física e tecnicamente. Aquela diferença que existia para as outras seleções diminuiu bastante. Temos que jogar sempre no cem por cento, no máximo, e é difícil manter isso por muitos anos. Apesar de o resultado na Copa do Mundo do Japão não ter sido o título, voltamos satisfeitos pela classificação. Se não tivesse a vaga, teríamos que jogar um Pré-Olímpico em abril e maio, iria atrapalhar muito nossa preparação. Então não estamos totalmente satisfeitos com o nosso desempenho mas valeu pela vaga, acho que isso vai nos poupar muita dor de cabeça.

 Clique no ícone abaixo para ouvir a íntegra da entrevista com Murilo:

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


17 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

16 out 2017
Longa hegemonia: ADJF conquista 16º título masculino nos Jogos do Interior de Minas. Feminino é vice

12 out 2017
Especial Toque de Bola! Ex-Tupi e Baeta, Hudson mostra personalidade e brilha no Cruzeiro

09 out 2017
Com defesa inspirada, JF Imperadores passa por cima do Macaé Oilers e se aproxima do acesso

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.