20 nov 2011

Tupi é campeão brasileiro da Série D



Recife (PE), 20 de novembro de 2011

O Arruda é carijó: Tupi 2 a 0, gols de Allan, em jogada de Henrique, e Henrique, sobre o Santa Cruz. Sim, o Tupi é campeão brasileiro. Como venceu o primeiro jogo, dia 13, em Juiz de Fora, por 1 a 0, o Tupi seria campeão até com o empate ou uma derrota por um gol de diferença, desde que também marcasse, mas no campo do adversário.

Veja texto do jornalista Ailton Alves, da assessoria de imprensa carijó:

O Tupi Futebol Clube atingiu na tarde deste domingo (20/novembro), vésperas de seu centenário, os Confins da Glória, ao conquistar o título de Campeão Brasileiro da Série D, batendo o Santa Cruz (PE) em Recife, por 2 a 0 (gols de Allan e Henrique). Os Carijós perseguiam este reconhecimento, esse triunfo histórico desde sempre. Foram o terror dos adversários no semiprofissionalismo, foram os “Fantasmas do Mineirão” na década de 60, foram campeões da Segunda Divisão Mineira em 2001; foram campeões da Taça Minas em 2008, e agora, com uma nova geração de jogadores, são simplesmente campeões brasileiros.

E foi um título, uma Glória, em capítulos. A começar da campanha, desde a vitória em Itumbiara (GO), em julho, até a primeira partida das finais, no último domingo, em casa (vitória sobre o mesmo Santa Cruz), quando os juiz-foranos abraçaram o time.

E neste dia de novembro do Ano da Graça de 2011, os capítulos foram escritos de forma nervosa, como convém a uma decisão: no voo do goleiro Rodrigo socando a bola, aos 17 minutos – como se dissesse ao ataque adversário: “aqui nada passará”; nos desarmes perfeitos de Wesley Ladeira e Silvio, como se dissessem aos próprios companheiros: “vamos resistir”; e nos apoios dos laterais, o valente Marquinhos, (depois Adalberto) e o clássico Augusto; e na garra dos volantes Assis e Marcel, dois leões; e na maestria de Luciano Ratinho (depois Vitinho) e na versatilidade de Michel; no faro dos atacantes Allan *Xodó da Galera” e Ademilson (herói maior, artilheiro e ídolo do time), e claro na estrela de Henrique, que entrou na metade do segundo tempo e cruzou a bola para Allan inaugurar o placar, aos 35 minutos, e, aos 37, ele mesmo estufou as redes, sacramentando o título, e calando o lotado Estádio do Arruda.

E foi também um título dos ditos “reservas”. Mas como chamar de “reserva” Felipe Cordeiro, Denilson, Cassiano (autor do primeiro gol do Galo no torneio), Dennis, o caçula do elenco (autor de um gol decisivo na fase de classificação) e Chrys (idem, duas vezes, contra Gama e Volta Redonda), Jefferson, Francis, Nando. E também até de quem não teve oportunidade de jogar, como Douglas Borges, Lucas Silva, Alisson e Neguete.

E foi um título da Comissão Técnica, capitaneada pelo treinador Ricardo Drubscky – o homem que acreditou desde o início, deu consistência tática, padrão de jogo e principalmente confiança aos seus atletas.

A Campanha Carijó: 33 pontos (16 jogos, dez vitórias, três empates e três derrotas – 29 gols a favor e 15 contra), com a seguinte campanha: Itumbiara-GO (3 x 1 e 1 x 0), Tocantinópolis-TO (0 x 0 e 0 x 3), Gama-DF (1 x 1 e 1 x 0), Anapolina-GO (3 x 1, 1 x 2, 4 x 1 e 2 x 2), Volta Redonda (0 x 1 e 4 x 2) e Oeste (3 x 0 e 3 x 1) e Santa Cruz (1 x 0 e 2 x 0). Os artilheiros do Galo: Ademilson (8 gols), Luciano Ratinho (4), Vitinho e Henrique (3), Allan, Chrys e Augusto (dois cada), Cassiano, Dennis, Wesley Ladeira, Marcel e Marquinhos.


Voltar

Uma Resposta to “Tupi é campeão brasileiro da Série D”

Deixe uma resposta

Notícias


17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

14 nov 2017
Goleiro-artilheiro Edson tem domingo único e Passo da Pátria é campeão da zona rural da Copa Prefeitura Bahamas

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.