25 out 2011

Tupi x Anapolina tem arbitragem de Série A nos 2 jogos



Juiz de Fora (MG), 27 de outubro de 2011

Cléber Wellington Abade apitou nesta quarta-feira à noite em Juiz de Fora, e Héber Roberto Lopes está escalado para jogo de volta, domingo, à tarde, em Anápolis (GO). Dois árbitros de Série A.

O blog apresenta uma entrevista exclusiva com o assistente de arbitragem juiz-forano Marcelo Vangasse, que este ano entrou no quadro da Fifa, sobre essa escala de dois “nomes de peso” para os jogos do representante local na Série D e outras questões da arbitragem.

“Para o campeonato, isso é muito bom, porque são dois árbitros de ponta, e isso dá total credibilidade para os jogos”, avalia Vangasse. “Não haverá preocupação quanto a arbitragem”, define.

Além da indicação de dois “pesos pesados” para os jogos do Tupi, o blog aproveitou a participação do assistente juiz-forano Marcelo Vangasse na Semana Acadêmica de Educação Física do Granbery para colocar a conversa em dia.

Acompanhe, abaixo, a íntegra da entrevista exclusiva ao blog Toque de Bola:

Como os árbitros e auxiliares encaram os comentários feitos na mídia, às vezes por alguém que encerrou a carreira recentemente, era um companheiro de arbitragem? Criam algum mal estar ou os comentários são considerados críticas construtivas?

“Eles passaram um período na arbitragem e geralmente quem está na crônica esportiva foi um árbitro de alto nível, tem todas as condições de comentar arbitragem, e passa a defender o lado da crônica esportiva. A aceitação destas análises junto aos árbitros é normal, futebol vai ser sempre a polêmica, não tem jeito. Mesmo com a profissionalização dos árbitros, que eu acho que um dia vai ocorrer no Brasil, a polêmica não vai acabar porque são lances que você na televisão uma, duas, três vezes para ter uma noção, e muitas vezes não se chega a uma conclusão. Assim, a crítica é bem-vinda. No caso agora do Leonardo Gaciba, que é o mais novo nessa situação (Globo e SporTV), ele parou de apitar no ano passado e está com os conceitos de arbitragem todinhos na cabeça, e passa para o telespectador e ouvinte uma credibilidade muito boa.

Como está a sua carreira, agora pertencendo ao quadro da Fifa, qual é a projeção que se faz, você sendo um profissional formado em Juiz de Fora (UFJF) e alcançando este reconhecimento internacional na arbitragem?

Entrei na Fifa agora em 2011, tenho 10 anos de carreira, como árbitro assistente, nove anos de Campeonato Brasileiro, e fui indicado em 2011 para o quadro internacional. Trabalhei nesta Copa Sul-Americana e estou convocado para o Sul-Americano Sub-15 que começa em 15 de novembro, no Uruguai. A gente vai galgando, passo a passo, e pensa numa Copa do Mundo, claro. É o sonho de todos os árbitros.

Quando sai essa definição da arbitragem para a Copa do Mundo no Brasil?

Creio que no meio de 2012 sairão os nomes da arbitragem para a Copa de 2014.

Você tem esperança de estar entre eles?

Eu sou muito novo no quadro da Fifa. Há os árbitros mais antigos. É até justo que os mais antigos vão no meu lugar. Eu estou esperando em 2018 uma oportunidade na Copa. Acho que agora para 2014 não.

Foto: Portal da Federação Mineira


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.