30 out 2011

Antes de ser de novo herói, Ademilson pediu substituição



Juiz de Fora (MG), 30 de outubro de 2011

O treinador Ricardo Drubscky revelou à Rádio Globo, de Juiz de Fora, que Ademilson pediu para ser substituído, antes de marcar os dois gols do empate e da classificação do Tupi nos 2 a 2 diante da Anapolina.

“Ele me disse que estava cansado, mas eu disse que não o tiraria, que ele seria o último a sair”, informou Drubscky. Nos dois jogos contra a Anapolina, Ademilson marcou cinco gols – três nos 4 a 1, quarta-feira, em Juiz de Fora, e dois em Anápolis, neste domingo, 30.

Acompanhe alguns depoimentos de jogadores e Comissão Técnica do Tupi, feitos logo após a partida, à equipe da Rádio Globo que esteve em Anápolis:

Ademilson: “Este grupo é maravilhoso. A sensação é ótima, a melhor possível. Nem tenho palavras”.

Marcel: “Quem fala demais dá bom dia a cavalo” (referindo-se a declarações do treinador da Anapolina, Nivaldo Lancuna, antes mesmo do primeiro jogo das quartas-de-final, dizendo, entre outras coisas, que o Villa Nova era muito mais forte que o Tupi).

Henrique: “Foi merecido. Fico tão feliz quando faço gols ou quando dou passe para os gols, como hoje”.

Drubscky: “O Tupi poderia ter matado o jogo com 15 minutos do segundo tempo, foi um jogo bacana, como teria que ser mesmo, eles partiram para cima e tivemos chances nos contra-ataques, mas não aproveitamos e eles fizeram o segundo gol. Estou muito feliz mesmo. O Ademilson pediu para sair e eu respondi você é o último a sair deste time”

Mais Drubscky: “Tenho 30 anos de futebol e fico muito contente pelo trabalho. Não se atrasa salário, a alimentação é muito boa, todo mundo trabalha sorrindo, a Comissão Técnica toda jovem, daqui e muito boa, agradecemos ao torcedor, que o Tupi consiga dar mais passos daqui para a frente, a diretoria sempre com os pés no chão, desde o início do trabalho. Agora podemos pensar no título da Série D. Somos aqueles mineirinhos humildes, mas também mineirinhos atrevidos, guerreiros, tomara que a gente consiga chegar na final, eu acredito no título, sim”.

Wesley Ladeira: “Nosso time parece que gosta de sofrer. Antes de eles marcarem o segundo, criamos várias chances”.

Rodrigo: “Todo mundo sempre me apoiou aqui em Juiz de Fora desde que eu cheguei ao Tupi, é importante o clube subir para a Série C, que o clube possa buscar mais conquistas e títulos”.

Em Juiz de Fora, o presidente Áureo Fortuna e o vice-presidente José Roberto Maranhas também comemoraram bastante. “Conseguimos em 2008 um título estadual, que foi a Taça Minas, e queremos, sim, agora um título nacional”, destacou Maranhas, que agradeceu a toda a Comissão Técnica e aos torcedores, e pediu um comparecimento em massa no próximo domingo,  6, quando o Tupi receberá o Oeste (SP) decidindo a vaga nas finais contra o Santa Cruz (PE). “Contra a Anapolina tivemos de três a quatro mil torcedores, podemos levar muito mais, é importante ter mais apoio, além daquele torcedor que sempre nos apoio, em qualquer horário, em qualquer situação, o nosso torcedor fiel”.


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.