13 ago 2011

Tupi vence Anapolina por 3 a 1 de virada e volta a liderar chave



Juiz de Fora (MG), 13 de agosto de 2011

O Tupi venceu o Anapolina por 3 a 1, de virada, na tarde deste sábado, 13, e voltou à liderança da Chave A5 da Série D do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados no segundo tempo. Sandro, cobrando pênalti sofrido por Jadilson, abriu o placar para os visitantes. Ademilson, em gol polêmico, Dennis e Luciano Ratinho garantiram a vitória. O adversário terminou com nove jogadores – um foi expulso em função do lance do gol de empate, em que o bandeira assinalou impedimento no início da jogada mas o árbitro assumiu a responsabilidade e deixou o jogo seguir. Outra expulsão ocorreu minutos depois do empate, por jogada violenta.

Sem Henrique, por opção técnica, o treinador optou por colocar Assis no meio-campo, deixando o ataque com Ademilson e Cassiano. Depois de um início ruim, com marcação por pressão do Anapolina, que conseguia faltas seguidas na intermediária, o time juiz-forano subiu de produção quando passou a usar mais as triangulações pelos lados do campo. O veterano lateral-esquerdo Jadilson, com passagens por Fluminense, Cruzeiro e São Paulo, é o jogador mais conhecido do adversário.

A principal chance de gol do Tupi surgiu aos 21, quando Cassiano foi lançado, invadiu a área pela direita e só não marcou porque o goleiro Edinho abafou o lance, saindo bem do gol. Uma cabeçada de Sílvio, aos 28, para fora, foi outra boa chance.  Na vontade de Ademilson, que cobrou rapidamente um lateral pela esquerda, o Tupi voltou a pressionar aos 38 e 39 minutos, com Wesley Ladeira testando para fora um cruzamento na medida de Michel, pela esquerda.

Até o apito final do “aparecido” árbitro, que a cada marcação parece estar num palco, o Tupi buscou as triangulações, mas não levou mais perigo na etapa inicial.

  Segundo tempo “cheio”

Com Henrique no lugar de Augusto, o treinador do Tupi procurava equilibrar mais a equipe na volta para o segundo tempo, mas o próprio Drubscky admitiu que nos 15 minutos iniciais da etapa final o time ficou perdido, “sem lucidez”. O Anapolina, como fizera no início do primeiro tempo, passou a atacar, só que desta vez chegando bem perto de abrir o placar. Numa jogada pela esquerda, a bola foi lançada na pequena área e o lateral-direito Alex, inteiramente livre de marcação, “conseguiu” perder o gol, chutando por cima, diante de Rodrigo.

Veio o pênalti sobre Jadilson, que estava ainda construindo a jogada. “Cabuloso, esquisito”, definiria Drubscky mais tarde o lance do pênalti. Ocorre que pelo menos o árbitro manteve um critério, ou seja, desde o início da partida ele marcava faltas a todo instante, para os dois lados. Desta forma, na linha do “tudo é falta”, ele viu pênalti. O meia Sandro cobrou bem, e venceu Rodrigo, que acertou o canto, mas não a bola.

Com o estádio em silêncio, o time juiz-forano encontrou forças para reagir. O lance mais polêmico da partida resultou no gol de empate. No primeiro momento da jogada, o auxiliar levantou a bandeira, e o árbitro, batendo no peito, mandou seguir, sinalizando que a bola chegou ao ataque do Tupi tocada por um adversário, o que eliminava o impedimento. Na sequência, outro cruzamento na área e Ademilson, com muito oportunismo, colocou para dentro.

Inconformados com a validação do gol, os jogadores cercaram o árbitro. Na reclamação, Jacó foi expulso. Um integrante da Comissão Técnica invadiu o campo e tocou no árbitro. O policiamento também entrou em campo para retirar o agressor, sem usar de violência. Com os nervos já em frangalhos, não tardou, no reinício da partida, para o Anapolina receber novo cartão vermelho. O lateral-direito Alex, o mesmo que perdeu o gol imperdível, cometeu falta por trás e também foi expulso. O Tupi, então, tinha 20 minutos para aproveitar a vantagem de atuar em 11 contra nove.

O segundo gol veio de um cruzamento da direita. Dennis testou no canto direito do goleiro e marcou 2 a 1. Já nos acréscimos, aos 46, Ademilson serviu Luciano Ratinho, que mostrou muita personalidade para dominar, girar, olhar o posicionamento do goleiro e bater no canto oposto: um gol de inteligência, para “matar” o jogo. Tupi 3 a 1. E quase houve tempo para um golaço do zagueiro Sílvio, que, aproveitando-se dos espaços deixados, arrancou, tabelou com Ademilson, e sõ não concluiu porque o camisa 12 Edinho evitou com coragem, saindo em seus pés.

Destaque no segundo tempo para o papel decisivo de Ademilson na construção da vitória, marcando um gol, dando um passe para o outro e sabendo conduzir o time nos momentos mais complicados. Outro registro foi a coragem do Anapolina. Mesmo ciente do risco, de estar em desvantagem de dois jogadores, não se limitou a defender e chegou a criar momentos de perigo, inclusive com uma falta bem próxima a área, com nove jogadores.

Tupi 3 x 1 Anapolina

13/08 – Mário Helênio – 16h

A: Eduardo Cordeiro Guimarães/RJ

A1: Jair Albano Félix/MG

A2: Ricardo Vieira Rodrigues/MG

4ª:Marcus Vinícius de Sá dos Santos/MG

Gols:

Tupi:9-Ademilson, aos 24’2T; 18-Dennis, aos 35’2T e 10-Luciano Ratinho, aos 45’2T

Anapolina:8-Sandro,aos 21’2T

Público:1.409

Renda:R$10.085,00

Tupi:1-Rodrigo,2-Felipe Cordeiro,3-Wesley Ladeira,4-Silvio,5-Assis,6-Michel(16-Victor Hugo,aos 23’2T),7-Cassiano(18-Dennis,aos 15’2T),8-Denilson,9-Ademilson,10-Luciano Ratinho,11-Augusto(17-Henrique,no intervalo).Técnico:Ricardo Drubscky

Anapolina:12-Edinho,2-Alex,3-Plínio(13-Duda,aos 22’1T),4-André Luiz,5-Henrique,6-Jadilson,7-Jacó,8-Sandro(15-Emerson Cris, aos 28’2T),9-Rivaldo,10-Keninha(17-Dil,aos 15’2T),11-Valdanes.Técnico:

Cartões Amarelos:

Tupi:8-Denilson e 4-Silvio

Anapolina:6-Jadilson, 4-André Luiz, 7-Jacó, 8-Sandro e 13-Duda

Cartões Vermelhos:

Anapolina:7-Jacó,aos 25’2T e 2-Alex,aos 29’2T

Foto: Assessoria de Imprensa do Tupi

Equipe PG J V E D GP GC SG
1  Tupi (MG) 14 8 4 2 2 10 8 2
2  Itumbiara (GO) 13 8 4 1 2 13 10 3
3  Anapolina (GO) 13 8 4 1 3 13 11 2
4  Gama (DF) 9 8 2 3 3 8 9 -1
5  Tocantinópolis (TO) 7 8 2 1 5 10 16 -6
1ª Fase
Data-Hora Resultados Cidade
17/07 16:00    Tocantinópolis 1 x 2 Anapolina   Gurupi
18/07 16:00    Itumbiara 1 x 3 Tupi   Itumbiara
23/07 16:00    Tupi 0 x 0 Tocantinópolis   Juiz de Fora
24/07 16:00    Anapolina 1 x 1 Gama   Anápolis
31/07 17:00    Gama 1 x 1 Tupi   Gama
31/07 16:00    Tocantinópolis 3 x 2 Itumbiara   Gurupi
07/08 17:00    Gama 2 x 1 Tocantinópolis   Gama
07/08 16:00    Anapolina 2 x 3 Itumbiara   Anápolis
13/08 16:00    Tupi 3 x 1 Anapolina   Juiz de Fora
11/08 20:30    Itumbiara 2 x 0 Gama   Itumbiara
21/08 16:00    Tocantinópolis 1 x 3 Gama   Gurupi
28/08 16:00    Anapolina 2 x 1 Tupi   Anápolis
18/08 20:30    Itumbiara 1 x 0 Anapolina   Itumbiara
27/08 18:00    Gama 1 x 1 Itumbiara   Gama
03/09 16:00    Tupi 1 x 0 Gama   Juiz de Fora
01/09 20:30    Itumbiara 3 x 0 Tocantinópolis   Itumbiara
11/09 16:00    Gama 0 x 1 Anapolina   Gama
11/09 16:00    Tocantinópolis 3 x 0 Tupi   Gurupi
18/09 16:00    Anapolina 4 x 1 Tocantinópolis   Anápolis
18/09 16:00    Tupi 1 x 0 Itumbiara   Juiz de Fora

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.