19 ago 2011

Diário dos Sertões: Flávio campeão, Leonardo vice



Sobral (CE), 19 de agosto de 2011

Terminou nesta sexta-feira, 19, o Rally dos Sertões, com a participação dos juiz-foranos Leonardo Vieira, nos quadriciclos, e Flávio Bisi, nos caminhões (Equipe Salvini Racing). Leonardo (Grupo Almar/Traxterra, Mendes & Mendes/Construtora Côrtes Alvim), da equipe ProMinas ATV Racing, conquistou o vice-campeonato e vai ao pódio do cobiçado rally. Flávio Bisi conquistou o título entre os caminhões pesados.

O 11° dia do desafio teve largada de Sobral (CE), em direção a Fortaleza (CE), com deslocamento inicial de 15 km, especial – 86 km, deslocamento final – 170 km e total: 271 km. O percurso total, nos 11 dias, foi de 4.026km, com total de especiais chegando a 2.411 km.

Veja cobertura completa, a partir do site do evento. Inicialmente, um resumo do resultado final. Em seguida, as notas que foram publicadas na cobertura “ao vivo”.

  Como foi

Foram 4.026 quilômetros de disputas e superação entre Goiânia (GO) e a Praia do Cumbuco (CE), desde o dia 9 de agosto. O Rally dos Sertões 2011 termia nesta sexta-feira sem zebras e com apenas um estreante no lugar mais alto do pódio: Tom Rosa, no quadriciclo. Os demais vencedores, de moto, carro e caminhão, já foram campeões da prova em outras edições.

 Motos

Nas motos, o francês Cyril Despres conseguiu seu segundo título em três participações: em 2006 e 2008, ficando atrás do brasileiro Zé Hélio em 2008. Já em 2011, Despres venceu 6 das 10 etapas do rali, terminando a prova com 4 minutos e 10 segundos de vantagem sobre o brasileiro Felipe Zanol. Em terceiro na geral aparece Dário Júlio, com mais de 1 hora de diferença para os líderes, porém campeão em sua categoria, a production aberta.

Zanol repete o vice-campeonato de 2010, em que perdeu para o espanhol Marc Coma, mas agora com uma desvantagem bem menor: em 2010, foram mais de 17 minutos. Cinco vezes campeão brasileiro de enduro, o piloto foi alvo de elogios de seu concorrente francês. “O Zanol é muito rápido e tem feito o seu melhor. Ele está em seu segundo rali e eu tenho mais de 90. Ainda assim é um desafio para mim”, afirmou Cyril Despres na etapa de terça-feira. Na sexta especial, com 330 quilômetros, apenas décimos de segundo separaram os dois.

 Quadriciclos

Os dois nomes mais conhecidos entre os quadris no Rally dos Sertões, Carlo Collet e Robert Nahas, não correram este ano. Com novas caras entre os líderes, a disputa foi marcada por penalidades, que desde a quarta etapa deixaram Tom Rosa isolado na liderança, com mais de 2 horas de vantagem para os demais. Ele foi o único não penalizado e, mesmo vencendo apenas duas etapas, sagra-se campeão com 3h27min50 de vantagem para o estreante Leonardo Franco, segundo colocado.

Mas a prova não foi fácil para Tom Rosa. Na etapa de ontem (18/8), por exemplo, ele teve um pneu rasgado e a mão machucada, que o colocou em terceiro lugar. Para Rosa, conselhos dos mais experientes foram importantes para o resultado. “Se forçar a máquina demais ou passar do limite de sua pilotagem, ela quebrará. Fiz uma coisa que todo mundo diz que é para se fazer: ser regular nos três primeiros dias e usar a cabeça”, comemorou o piloto ao chegar em Sobral (CE) na noite de ontem, confiante na vitória.

 Carros

Entre os carros, a vitória foi da dupla Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, pilotando o protótipo importado Mitsubishi Lancer. O veículo foi projetado pela equipe oficial da montadora japonesa para competir o Dakar, no último ano antes da empresa abandonar a campanha do maior rali do mundo. Atualmente, dois desses veículos estão com a equipe brasileira da Mitsubishi.

A disputa na classificação geral foi contra outro veículo importado, o BMW X3 de Paulo Nobre (Palmeirinha) e Felipe Palmeiro. A dupla venceu seis etapas de sua categoria, mas não conseguiu o título na classificação geral. Spinelli terminou o rali com 23min58 de vantagem para Palmeirinha.

Entre os veículos nacionais, o destaque ficou para a categoria pró-etanol, com veículos de produção adaptada para o rali e movidos exclusivamente à álcool. Nela, os experientes pilotos Reinaldo Varela e Klever Kolberg travaram uma disputa dia a dia. Varela foi o líder até a nona etapa, ontem, em que teve problemas mecânicos em sua L200 Triton SR – carro campeão dos Sertões em 2010 – e foi superado por Klebver Kolberg, com uma L200 Proton. Com isso a diferença entre ambos foi de 1 hora e meia de vantagem para Kolberg.

 Caminhões

Pneus furados, para-brisa quebrado, parafusos indo embora: pormenores de um rali no sertão. Rali que também obrigou a organização a cancelar a oitava etapa por falta de espaço para os gigantes. “Batemos a roda traseira em uma árvore, danificando a suspensão. Realmente a etapa não era para um veículo grande”, contou o piloto André Azevedo.

Entre os pesados, a única baixa aconteceu logo no segundo dia de prova: o trio Amable Barrasa/Evandro Luiz Bautz/Raphael Moha foi obrigado a abandonar a competição, por causa de problemas mecânicos de seu Ford.

A partir daí, seguiu uma disputa entre André Azevedo/Sidinei Broering/Ronaldo Pinto e Guido Salvini/Flávio Bisi/Fernando Chwai, que culminou em solidariedade nas últimas etapas. “Não queríamos que se repetisse o que aconteceu no ano passado, quando lutamos um contra o outro, nos destruímos, e demos chance para outro caminhão vencer”, explicou Salvini. Na soma final, André ganhou 5 das 11 etapas (contando com o prólogo). Já Guido 6, levando o Rally dos Sertões 2011 na categoria caminhões pesados.

Entre os leves, a briga ficou entre a dupla Rafael Martinez-Conde/José Papacena e o trio Edu Piano/Solon Mendes/Davi Oliveira. A vitória foi para o trio, que abocanhou oito etapas – é a quinta vez que Edu ganha o Rally dos Sertões (uma com carro e quatro com caminhão).

ÚLTIMAS NOTAS (atualizado às 14h50)

Sabor do triunfo

(19/08 – 14:47) “Para mim, o rali foi realmente duro e uma preparação muito boa para o Dakar 2012.”, elogiou o campeão geral nas motos, Cyril Despres (2). “Teve um sabor muito agradável ganhar o Rally dos Sertões.”, completou o francês.

Renato Brandão/ Webventure

 

Desejo de vencer

(19/08 – 14:16) “Quem sabe na próxima oportunidade possamos ir ao lugar mais alto do pódio”, almejou Demontier Moura (207), terceiro colocado entre os quadris.

Renato Brandão/ Webventure

 

Vieira comemora

(19/08 – 14:10) Sozinho, Leonardo Vieira (209) sobe a rampa de chegada com seu quadriciclo. “Foi demais”, vibrou o vice-campeão da categoria.

Renato Brandão/ Webventure

 

Estouro da champanhe

(19/08 – 14:05) Às 14h, o piloto de quadriciclos Tom Rosa (204) foi o primeiro campeão do Rally dos Sertões 2011 a subir na plataforma, acompanhado de toda a sua equipe.

Renato Brandão/ Webventure

 

Título dos caminhões leves

(19/08 – 13:53) O piloto Guido Salvini (401), terceiro colocado no acumulado geral dos caminhões, faturou título na categoria pesados. Na disputa particular com Andre Azevedo (403), ele ficou à frente por 25min37s.

Renato Brandão/ Webventure

 

Piano campeão!

(19/08 – 13:41) Confirmados os resultados da última etapa do Rally dos Sertões, o piloto Edu Piano (405) sagrou-se campeão na competição entre os caminhões leves, 2h22min55s à frente de Rafael Martinez-Conde (406). Ele também teve o melhor desempenho entre todos os caminhões (leves e pesados).

Renato Brandão/ Webventure

 

Acabou!

(19/08 – 13:30) Às 13h20, a especial estava liberada pela organização do Rally dos Sertões 2011! Rafael Martinez-Conde (406) foi o último piloto a cruzar a linha de chegada. Ele teve de trocar um pneu do seu caminhão no quilômetro 65 da especial e acabou praticamente 40min atrás dos demais concorrentes da categoria. Os demais competidores seguiam para Caucaia (CE), sendo que alguns motociclistas já chegaram ao local.

Renato Brandão/ Webventure

 

Recepção em Caucaia

(19/08 – 12:49) Às 12h40, os primeiros pilotos de moto que completaram o deslocamento final passavam a pé por fora do local da chegada, em Caucaia (CE). Daqui a pouco, começa a cerimônia de recepção aos campeões.

Renato Brandão/ Webventure

 

Martinez-Conde no km 4
(19/08 – 11:42) Às 11h15, o piloto Martinez-Conde passava com seu caminhão pelo quilômetro 4 da especial.
Renato Brandão/ Webventure
Spinelli fatura o caneco!
(19/08 – 11:31) Com o tempo de 1h10min19s, o Guilherme Spinelli (301) cruzou a linha de chegada da última etapa do Rally dos Sertões. O piloto é o campeão na categoria carros!
Renato Brandão/ Webventure

Ruediger reboca Nacif

(19/08 – 11:28) Às 11h03, o carro de Luis Nacif (322) estava sendo rebocado pelo veículo conduzido por Fábio Ruediger (341).

Renato Brandão/ Webventure

 

Spinelli fatura o caneco!

(19/08 – 11:28) Com o tempo de 1h10min19s, o Guilherme Spinelli (301) cruzou a linha de chegada da última etapa do Rally dos Sertões. O piloto é o campeão na categoria carros!

Renato Brandão/ Webventure

 

Largada de caminhões

(19/08 – 11:23) Largou o último caminhão da especial. Foi o pesado de Andre Azevedo (403), às 11h18. Ao todo, quatro caminhões deram partida na última especial do Rally dos Sertões 2011.

Renato Brandão/ Webventure

 

Martinez-Conde largou

(19/08 – 11:16) O piloto Rafael Martinez-Conde (406) foi o primeiro a largar entre os caminhões para a especial de hoje, às 11h12.

Renato Brandão/ Webventure

 

Palmeirinha chegou

(19/08 – 11:14) Às 11h09, o piloto de carro Paulo Nobre (314) cruzou a linha de chegada da especial. Seu tempo extraoficial foi de 1h06min24s. A expectativa fica para a chegada de Guilherme Spinelli (301), líder no acumulado geral!

Renato Brandão/ Webventure

 

41 carros largaram…

(19/08 – 11:09) Entre 10h33 e 11h02, todos os 41 carros na especial de hoje largaram.

Renato Brandão/ Webventure

 

Vazamento de óleo

(19/08 – 11:06) Às 10h49, o carro pilotado por Luis Nacif (322) estava com problemas de vazamento de óleo, na altura do quilômetro 20 da especial. O piloto foi o oitavo a largar hoje.

Renato Brandão/ Webventure

 

Uratani abandona

(19/08 – 11:01) A moto de Leonardo Uratani (56) teve problemas no motor, e o piloto abandonou a especial no quilômetro 68, por volta das 10h45.

Renato Brandão/ Webventure

 

Passeio…

(19/08 – 10:47) Ao longo da competição, Tom Rosa (204) administrou bem sua larga vantagem na classificação geral dos quadriciclos, graças também as custosas punições que seus adversários levaram da organização do rali. O piloto terminou a disputa em dez etapas com 39h59min13s acumuladas, tendo tomado apenas 6min em penalizações. O vice-campeão da competição, Leonardo Franco (209), tomou 2h32min de punições – embora, se fossem descontadas as punições, ele ficaria ainda atrás do campeão, com mais de 1h de diferença.

Renato Brandão/ Webventure

 

Rosa é o campeão!

(19/08 – 10:39) O quadri de Tom Rosa (204) cruzou a linha de chegada da última etapa do Rally dos Sertões 2011 (com 1h23min22s) e confirmou o título de campeão na categoria!

Renato Brandão/ Webventure

 

Chegada de quadris

(19/08 – 10:31) Às 10h20, o quadri de Márcio Oliveira (202) foi o primeiro a cruzar a linha de chegada da especial. O piloto terminou a última etapa do Sertões com 1h20min54s.

Renato Brandão/ Webventure

 

Palmeirinha largou

(19/08 – 10:17) Como previsto, às 10h03, o piloto Paulo Nobre (314) deu início à largada dos carros desta última etapa do Rally dos Sertões 2011.

Renato Brandão/ Webventure

 

Mais rápido e campeão…

(19/08 – 10:05) Com o tempo de 1h05min22s, o piloto de moto Cyril Despres (2) foi o mais rápido da especial de hoje e confirmou o título na categoria do Rally dos Sertões 2011! Seu principal rival, Felipe Zanol (1), cruzou a linha de chegada com 1h07min25s.

Renato Brandão/ Webventure

 

A taça é do francês!

(19/08 – 09:49) O francês Cyril Despres (2) é o campeão entre as motos do Rally dos Sertões 2011!

Renato Brandão/ Webventure

 

Largada de carros

(19/08 – 09:47) Daqui a pouco, os carros darão a largada nesta última etapa do Rally dos Sertões. O Paulo Nobre (314) será o primeiro a partir, com previsão para as 10h03.

Renato Brandão/ Webventure

 

Chegada de Despres…

(19/08 – 09:39) Às 9h29, o piloto de moto Cryril Despres (2) cruzava a linha de chegada da especial. E o francês comemorou muito…

Renato Brandão/ Webventure

 

Despres no km 68

(19/08 – 09:33) Por volta das 9h15, Cyril Despres (1) parou sua moto, para não tomar uma penalidade. Isto porque os motociclistas que passarem pelo trecho entre os quilômetros 68 e 69 da especial não podem completá-lo antes de 1min. Como estava rápido, o francês deu uma parada para não ser penalizado.

Renato Brandão/ Webventure

 

Despres andando rápido…

(19/08 – 09:29) Às 9h09, Cyril Despres (2) avançava pelo quilômetro 59 da especial. Naquele momento, sua diferença em relação a Felipe Zanol (1) era de 2min34s, o que garantia ao francês o título nas motos.

Renato Brandão/ Webventure

 

Quadris

(19/08 – 09:26) Todos os cinco quadriciclos já largaram para a especial de hoje.

Renato Brandão/ Webventure

 Informações: cobertura ao vivo do www.sertoes.com, site oficial do evento

Foto: Isaias Miciu


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.