15 jul 2011

Rally Transcatarina: começo difícil não desanima juiz-forano



Fraiburgo (SC), 15 de julho de 2011

Às 07h31 desta quinta-feira deu-se início a disputa pelo título do 3º Rally Transcatarina. No total, 144 duplas divididas nas categorias Super Master, Graduados, Jeep, Júnior, Turismo Light e Turismo Adventure – dispararam seus hodômetros para as duas primeiras etapas desta aventura de 800 quilômetros, que percorrerá trilhas entre a serra e o litoral catarinense, até o próximo sábado, 16 de julho.

Depois da largada em Fraiburgo, SC, os competidores tiveram 248 quilômetros de estradas de terra, com destino a cidade de Lages, SC. Segundo o piloto Ricardo Barra, da Niterói Rally Team, o percurso era pura lama. “Nós já prevíamos encontrar bastante barro, mas não imaginávamos que seria tanto”, exaltou ele, que conta com a navegação do juiz-forano Rodrigo Peternelli. “Em todos esses anos que pratico rali, eu nunca fiz uma prova com tanto lamaçal”, avaliou.

E, infelizmente, a equipe não fez a estreia que sonhou para este Transcatarina. Na parte da manhã, os participantes tiveram problemas no sistema de tração do veículo, que foi resolvido assim que eles chegaram ao município de São Cristóvão, local onde aconteceu o neutro. Já na segunda etapa, quando tudo transcorria perfeitamente bem, o Troller do time perdeu o freio. “Estourou o cano da tubulação e o fluído de freio vazou. Decidimos que não nos entregaríamos diante de tantas dificuldades, então, reunimos forças e seguimos em frente, utilizando apenas o câmbio como reforço”, contou Peternelli.

Porém, tal situação obrigou os off-roaders a mudar de estratégia, já que não poderiam arriscar nas manobras de curvas, e obviamente, da aceleração. “A cada quilômetro, tínhamos uma ‘interrogação’ sobre o que era possível fazer, afinal, mantivemos uma margem de segurança para evitar acidentes”, disse Barra.

Agora, a Niterói Rally Team parte otimista para uma recuperação. Na sexta-feira (15), toda a caravana do 3º Rally Transcatarina segue para a cidade de Otacílio Costa, em um total de 216 quilômetros navegados. O neutro será realizado em Rio do Sul – localizada à Oeste do Estado, entre a Serra do Mar e a Serra Geral.

Programação

15 de julho – Sexta-feira

3ª etapa (manhã) – Lages a Otacílio Costa

(80 km de trecho cronometrado)

4ª etapa (tarde) – Otacílio Costa a Rio do Sul

(136 km de trecho cronometrado)

16 de julho – Sábado

5ª etapa (manhã) – Rio do Sul a Apiúna

(107 km de trecho cronometrado)

6ª etapa (tarde) – Apiúna a Balneário Camboriú

(195 quilômetros de trecho cronometrado)

 Texto: Liberdade de Ideias

Foto: Júnior Almeida/Aceleração


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


23 jan 2018
Que fase, Tupi! Reis e Udson, contundidos, não enfrentam o América

22 jan 2018
Clínica com Zico no Maracanã une diferentes gerações em torno do sonho do futebol. Veja fotos

22 jan 2018
Tem de 10 a 16 anos e que jogar futebol? É levar a chuteira e conferir a agenda da semana na Faefid-UFJF

21 jan 2018
Virose no Carijó? Dirigente admite possibilidade, mas não quer usar como desculpa

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse