10 abr 2011

Tupi vence o clássico na casa do Baeta: 1 a 0



Juiz de Fora (MG), 9 de abril de 2011

Uma partida com todos os ingredientes de um clássico. Foi assim o duelo entre Tupynambás e Tupi, válido pela seletiva do Campeonato Mineiro de Juniores, realizado na tarde deste sábado, 9, no Estádio José Paiz Soares. Catimba, dribles, confusão, expulsão e muita chuva. O Alvinegro saiu de campo com a vitória por 1 a 0. Com o resultado, o time chegou aos mesmos nove pontos do Sport, que tem uma partida a menos. Já o Baeta permaneceu com três pontos.

A partida começou nervosa. Logo nos primeiros minutos de jogo o camisa 10 do Tupi, Renan, sofreu uma entrada dura no tornozelo direito, jogada que comprometeu sua participação. Mais tarde ele seria substituído. Ainda no início da partida, uma forte chuva caiu sobre o campo do Tupynambás. O temporal durou todo o primeiro tempo e teve até granizo. Destaque para a excelente drenagem do gramado que, mesmo com tanta chuva, não apresentou nenhuma poça de água.

O Tupi estava melhor no jogo e quase abriu o placar aos 24 minutos. O volante Luan avançou, tocou para Maguinho e recebeu na frente. Já dentro da área, chutou cruzado. A bola passou raspando a trave esquerda do goleiro Artur. O gol do Carijó saiu aos 35. Luiz Gustavo foi até a linha de fundo, ganhou do goleiro e abriu o placar.

A chuva parou no segundo tempo e o Tupi continuou levando mais perigo. Aos dois minutos, Michel Henrique driblou o zagueiro e tocou na saída do goleiro, mas a bola subiu.

O Baeta não conseguia se acertar em campo. As melhores jogadas saíam dos pés do lúcido Alex, camisa 5 do Leão. Além de marcar com precisão, mostrou que sabe sair jogando e deu bons passes. Nem deles, Danilinho avançou pela esquerda, mas preferiu ir à linha de fundo do que em direção ao gol.

Aos 33, Michel Henrique quase marcou novamente. Recebeu na entrada da área, acertou o corpo e tocou para o gol. A bola passou raspando a trave de Artur.

Tumulto no final do jogo. Pior para o Tupi, que terminou com um jogador a menos

Pouco depois, a confusão começou a ser desenhada. O banco do Baeta começou a reclamar que o volante Michel não estava com caneleira, cobrando cartão amarelo para o jogador, que já tinha sido advertido. Após uma série de jogadas mais ríspidas, Michel caiu no chão. A jogada seguiu e o outro Michel do Tupi, atacante, acabou sofrendo entrada mais dura de dois adversários. Voltou para tirar satisfação e o tempo fechou. Muito empurra-empurra e a turma do deixa disso entrou em campo. No final, até integrantes das duas comissões técnicas se desentenderam. Pior para o Tupi, já que o árbitro Antônio Márcio Teixeira atendeu as reclamações dos baetas e expulsou Michel após dar cartão amarelo pela ausência das caneleiras.

Maicon cobra falta no final da partida. Esperança do Baeta empatar o jogo parou na berreira

Após o tumulto, a bola voltou a rolar. A única chance de gol para o Baeta no final do jogo foi uma cobrança de falta na risca da grande área. Mas a cobrança feita por Maicon bateu na barreira.

Depois do jogo, o técnico do Tupi, Jésus Vieira comentou a vitória no Tu-Tu. “Essa vitória nos põe na liderança ao lado do Sport. Nos dá tranquilidade. Vamos trabalhar bastante para o próximo duelo, que será novamente contra o Baeta [em 30 de abril, já que o Tupi folga na próxima rodada]. Sabíamos que seria uma guerra”, destacou o treinador.

Para o goleiro carijó, Victor Hugo, a partida foi decidida nos detalhes. “Clássico é sempre complicado e se define nos detalhes. Graças a Deus conseguimos fazer o nosso gol ainda no primeiro tempo, o que nos deu tranquilidade. Sobre as discussões, são normais no futebol”, destacou o arqueiro.

O Tupynambás volta a jogar no próximo final de semana, contra o Progresso, em Cachoeira do Campo. A partida já toma ares de decisão para o Baeta, já que será contra um adversário direto a uma das três vagas na fase final de competição. Para o técnico Claudinei Clementino, que foi empossado no cargo na quinta-feira, 7, a vitória do Tupi não traduziu o que foi visto em campo. “Acho que o resultado justo deveria ser o empate. Mas vamos trabalhar bastante ao longo dessa semana para conseguirmos conquistar os três pontos na próxima partida”, afirmou.

Infantil e Juvenil perdem em Ubá

O dia não foi mesmo bom para o Baeta. Pelas seletivas do estadual das categorias Infantil e Juvenil, o Leão foi até Ubá e voltou para casa com duas derrotas para o Ubaense: 4 a 1 no Infantil e 3 a 0 no Juvenil. De volta a Juiz de Fora, o técnico do time infantil, Gustavo Dalpra de Oliveira, analisou a derrota. “No primeiro tempo o time jogou muito bem, mas caiu de rendimento na segunda etapa. Acho que a viagem pode ter atrapalhado. Chegamos em Ubá 15 minutos antes do jogo”, comentou.

Já o time do Juizforano teve melhor sorte. No Juvenil, perdeu para o Aymorés, em Ubá, por 2 a 1. No Infantil, vitória por 3 a 1.

No próximo sábado, 16, Baeta e Juizforano se enfrentam nas duas categorias. As partidas serão realizadas no campo do Juizforano, na Zona Norte.

Ficha técnica:
Tupynambás: Artur; Dálgan (Maicon), Caio César, Thiago e Daniel; Alex, Gediel (André), Erick (Pedro Henrique) e Ewerton (Danilo); Rafael e Danilinho. Técnico: Claudinei Clementino.

Tupi: Victor Hugo; Gustavo, Cláudio, Douglas e Thiago; Luan, Michel, Maguinho e Renan (Michel Henrique); Carlos Henrique (Roberto) e Luiz Gustavo (Dionízio). Técnico: Jésus Vieira.

Árbitro: Antônio Márcio Teixeira

Assistente1: Helen Aparecida Gonçalves
Assistente 2: Aline Cristina da Silva

Texto: Thiago Stephan


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


14 dez 2017
JF Vôlei recebe Corinthians-Guarulhos pela última rodada do turno. Veja panorama completo da Superliga

13 dez 2017
Confira o ranking atualizado da Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador

11 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora: resultados e galeria de fotos

09 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora é atração no Centro de Futebol Zico. Com novidades extra-campo!

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse