06 jan 2011

Vôlei consegue nova aprovação na Lei de Incentivo ao Esporte



Juiz de Fora (MG), 6 de janeiro de 2011.

Pela segunda vez, o projeto de Vôlei da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) foi aprovado pelo Ministério do Esporte (MEC), por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. Em 2011, a iniciativa poderá captar até R$ 535.600 através de patrocínio com dedução de imposto de renda tanto de empresas como de pessoa física que contribuírem com o projeto.

A iniciativa inclui uma equipe competitiva, que no ano passado disputou 13 competições, foi vice-campeã do Campeonato Carioca, quando se uniu ao time de Niterói (RJ), venceu os Jogos Universitários de Juiz de Fora, a primeira e a segunda fase dos Jogos do Interior de Minas, e, com time adulto e juvenil, venceu o Torneio Show de Bola, a principal competição da Zona da Mata mineira.

O time, que conta a nova estrutura do complexo esportivo da Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid), possibilita ainda a atração de eventos, como a etapa Sudeste da Liga Nacional de Vôlei, que ocorreu pela primeira vez em Juiz de Fora, e o amistoso com a Seleção Brasileira Militar. A equipe local jogou também contra a Seleção Juvenil Brasileira.

Além disso, o projeto disponibiliza monitores que dão aulas de vôlei a cerca de 70 crianças e adolescentes em dois núcleos de iniciação esportiva: na UFJF e no bairro Jardim Esperança, localizado na Zona Sudeste de Juiz de Fora.

Para 2011, o coordenador do projeto e técnico do time, Maurício Bara, diz que a equipe pretende participar de todos os torneios que disputou em 2010.  O professor, que já iniciou contatos para patrocínio, aguarda o fechamento de novos acordos para fazer um planejamento detalhado das atividades do projeto. Empresas e pessoas interessadas também podem entrar em contato com ele.

O time leva consigo, conforme o plano de marketing, o nome do patrocinador, que pode aparecer na imprensa, oferecendo visibilidade para a marca. Em levantamento sobre a presença do time da UFJF na mídia, de janeiro a novembro de 2010, foram contabilizadas 83 aparições em jornais, telejornais locais e do Rio de Janeiro, rádios e sites.

A presença em mídia, espontaneamente, nesse período, economizaria mais de R$ 360 mil em despesas com publicidade e propaganda para os patrocinadores e para o time. Em 2010, o mais alto patrocínio fechado para a realização do projeto foi de R$ 300 mil em parceria com a MRS Logística.

Como funciona patrocínio e doação

O valor investido em patrocínio ou doação poderá ser deduzido do imposto de renda devido, apurado na Declaração de Ajuste Anual pelas pessoas físicas ou em cada período de apuração, trimestral ou anual.

Empresas podem deduzir até 1% do imposto devido. Para pessoas físicas, o limite é maior: 6%. Vários interessados podem participar até o limite aprovado para o projeto, R$ 535.600.

Conforme a lei, patrocínio é a transferência gratuita ao projeto, em caráter definitivo, de recurso financeiro com finalidade promocional e institucional de publicidade. Pode incluir também a cobertura de gastos ou a utilização de bens, móveis ou imóveis, do patrocinador, sem transferência de domínio, para a realização do projeto.

Já a doação não pode ser empregada em publicidade ou divulgação, mas inclui a distribuição gratuita de ingressos para eventos por pessoa jurídica a empregados e seus dependentes legais ou a integrantes de comunidades de vulnerabilidade social. Os projetos são acompanhados e avaliados pelo Ministério do Esporte.

Texto: Diretoria de Comunicação da UFJF

Foto: Alexandre Dornelas/UFJF


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 out 2017
Oficial: Tupi informa que treinador Aílton Ferraz não fica no clube

19 out 2017
Copa Toque de Bola de Futsal: Academia destaca “movimento esportivo” gerado pela competição

19 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

18 out 2017
Faefid-UFJF recebe nota máxima em avaliação, foca em “atuar com pessoas” e vê trabalho dobrado

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.