06 ago 2012

Trio de arbitragem de Grêmio x Bahia vai para a “geladeira” por 30 dias. Volta Redonda recebe Fla e Flu



A Comissão de Arbitragem da CBF decidiu se antecipar às reclamações do Bahia e resolveu suspender o árbitro Cláudio Francisco Lima e Silva e os auxiliares Cleriston Barreto Rios e Ivaney Alves de Lima por 30 dias. O trio cometeu pelo menos dois erros capitais na derrota do Bahia para o Grêmio por 3 a 1, neste domingo, em Porto Alegre. O Bahia teve um gol legal anulado, enquanto o Grêmio teve um gol ilegal marcado a seu favor.

De acordo com a visão da Comissão de Arbitragem, o afastamento não é uma medida punitiva e sim educativa, uma vez que o trio fará um curso de reciclagem com duração de um mês.

Fla e Flu na Cidade do Aço

A CBF confirmou nesta segunda-feira o local dos jogos Flamengo x Atlético-MG (pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro) e Fluminense x Sport (18ª rodada). Ambas as partidas serão realizadas no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Flamengo e Galo se enfrentariam no último sábado, mas a partida foi adiada após o Botafogo solicitar a interdição do gramado do Engenhão. Com isso, o duelo será disputado no dia 26 de setembro, às 21h (de Brasília), na Cidade do Aço.

Já a data de Fluminense x Sport foi mantida: será no dia 18 de agosto, às 18h30m (de Brasília). Dirigentes tricolores visitaram o Raulino de Oliveira nesta segunda-feira.

    Atuação do trio causou indignação no Bahia

Logo após a partida, jogadores, comissão técnica e dirigentes do Bahia mostraram revolta com a atuação do trio de arbitragem. O diretor de futebol, Paulo Angioni, considerou os erros como um escândalo.

– Estou decepcionado com o que vejo. Decepcionado inicialmente por ter apitado o jogo um árbitro de Sergipe, do lado da Bahia. Um árbitro que já veio para cá sob pressão da crítica gaúcha. E deu nisso: um dos maiores escândalos que já vi na minha vida – disse.

Já o presidente Marcelo Guimarães Filho foi mais duro com as palavras e chamou o árbitro de ladrão e leviano.

– Fomos assaltados! Eu estou revoltado! Já falei com o presidente da Federação Bahiana de Futebol, que está em Londres. Já falei com o assessor da presidência da CBF. Nem volto para Salvador. Nesta segunda-feira, vou direto para a CBF. O Bahia foi assaltado por esse juiz leviano.

 Bahia vai entrar com representação

A revolta do Tricolor baiano não ficou apenas nas palavras dos dirigentes e jogadores. Nesta segunda-feira, o clube divulgou uma nota oficial informando que o departamento jurídico vai entrar com uma representação contra o trio de arbitragem da partida de domingo.

De acordo com a nota, a representação será enviada à CBF e à Comissão de Arbitragem. No documento deve ser incluído uma prova em vídeo dos erros cometidos por Cláudio Francisco Lima e Silva, Cleriston Clay Rios e Ivaney Alves de Lima. O Bahia informa, ainda, que o presidente do clube, Marcelo Guimarães Filho, tem o apoio do vice-presidente e assessor jurídico da Federação Bahiana de Futebol (FBF), Manfredo Lessa, na iniciativa.

Segundo o documento, o trio de arbitragem interferiu diretamente no resultado do jogo e acabou prejudicando o Tricolor da Boa Terra, que ocupa a 17ª colocação na tabela de classificação e luta para deixar a zona de rebaixamento.

– O trio de arbitragem formado pelos senhores Cláudio Francisco Lima e Silva, Cleriston Clay Rios e Ivaney Alves de Lima, todos de Sergipe, teve uma das piores atuações dos últimos tempos no futebol brasileiro e seus equívocos interferiram diretamente no resultado do jogo, prejudicando o Bahia , que teve um pênalti marcado em posição irregular e duvidoso, um gol legítimo anulado, sofreu um gol em posição de impedimento e ainda teve um atleta expulso, por ter que reclamar desesperadamente contra dois erros graves e seguidos da arbitragem – diz a nota.

Confira a nota de repúdio na íntegra:

“A diretoria do Esporte Clube Bahia, através desta, manifesta toda a sua indignação com os erros cometidos exclusivamente contra nossa equipe no jogo deste domingo (05/08), contra o Grêmio , realizado no Estádio Olímpico, em Porto Alegre.

O trio de arbitragem formado pelos senhores Cláudio Francisco Lima e Silva, Cleriston Clay Rios e Ivaney Alves de Lima, todos de Sergipe, teve uma das piores atuações dos últimos tempos no futebol brasileiro e seus equívocos interferiram diretamente no resultado do jogo, prejudicando o Bahia , que teve um pênalti marcado em posição irregular e duvidoso, um gol legítimo anulado, sofreu um gol em posição de impedimento e ainda teve um atleta expulso, por ter que reclamar desesperadamente contra dois erros graves e seguidos da arbitragem.

O departamento jurídico do Bahia está preparando uma representação contra o trio de arbitragem de ontem, que será enviado para a CBF e também para a Comissão de Arbitragem, apontando todos os erros cometidos contra o Tricolor, inclusive utilizando prova de vídeo.

O Presidente Marcelo Guimarães Filho já contactou o Vice-Presidente e Assessor Jurídico da FBF, Dr. Manfredo Lessa, que manifestou apoio ao Bahia e garantiu que irá ao Rio de Janeiro, para protocolar a representação, junto com nossa diretoria.

Os três pontos contra o Grêmio não voltarão, mas em respeito ao nosso torcedor, não poderíamos ficar calados. Vamos reclamar, mas sem esquecer que o campeonato brasileiro continua”.

 Texto e informações: www.globoesporte.com


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


23 out 2017
Primeiro árbitro de vídeo da Libertadores será brasileiro. Vangasse explica as 4 situações em que ele pode atuar

23 out 2017
Leozinho reaparece na seleção da rodada. Próximo adversário do JF Vôlei tem pedido de desculpas ao torcedor

23 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

19 out 2017
Oficial: Tupi informa que treinador Aílton Ferraz não fica no clube

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.