16 out 2011

Perda da invencibilidade no Canindé



Com desfalques importantes para a partida, o Palmeiras voltou ao Canindé para enfrentar o Fluminense, neste domingo (16), pela 30ª rodada do Brasileirão.

Sem poder contar com Cicinho (suspenso), Marcos Assunção (machucado) e o goleiro Marcos que ainda não está 100% fisicamente, o auxiliar Flávio Murtosa (Felipão viajou para Portugal em razão do casamento do seu filho) teve que improvisar. Já as novidades do jogo foram a volta do meia chileno Valdivia e do Ricardo Bueno começando como titular no lugar do Fernandão.

O primeiro tempo do Verdão foi apático, mas melhorou na etapa final após o gol de pênalti do Valdivia. Mesmo com grandes oportunidades, o Palmeiras não conseguiu a vitória e foi superado pelo Fluminense no estádio, até então, onde permanecia invicto.

Um domingo chuvoso, nublado e com o Canindé vazio. Foi assim que o Palmeiras entrou em campo pressionando o time carioca com boas jogadas saindo dos pés de Luan e Maikon Leite.

Aos 7min, quem levou perigo ao gol de Deola foi o Fluminense, que insistiu pressionando e, três minutos depois, abriu o placar com um gol de Fred que, bem colocado, mergulhou de peixinho e empurrou a bola para a rede palmeirense.

Logo em seguida, quase que o Verdão empata a partida com um chute cruzado do atacante Ricardo Bueno de fora da área e obrigando o ex-goleiro palmeirense, Diego Cavallieri, a mandar para escanteio.

Para ir em busca do empate, o Palmeiras deixou alguns espaços abertos no campo e o Fluminense aproveitou para partir para o ataque e tentar ampliar no marcador. A defesa do Verdão parecia estar um pouco afobada após o gol e deixou passar algumas bolas de perigo.

Os dois times buscavam jogadas pelas pontas, mas erravam no último passe. O Palmeiras, com Luan e Maikon Leite, e o Fluminense com Carlinhos e Marquinho, se esforçavam para levar a bola até a linha de fundo e arriscar um cruzamento na área. Todos sem sucesso.

Não gostando muito do que estava vendo em campo, Murtosa decidiu mexer na equipe aos 32min. O auxiliar sacou o lateral Paulo Henrique e colocou Rivaldo em seu lugar. O camisa 13, aos 40min, aproveitou o campo molhado e arriscou um chute de fora da área e a bola saiu com muito perigo pelo canto direito do goleiro carioca.

Já no final da partida, Valdivia levou o primeiro cartão amarelo após falta em Valencia. Com um minuto de acréscimo, o árbitro apitou o final do primeiro tempo, onde o Fluminense foi superior e o Palmeiras não conseguindo fazer com que a bola chegasse nos atacantes para a finalização.

Na volta dos vestiários, os dois times voltaram sem nenhuma alteração. Começando com a posse de bola, o Palmeiras cedeu espaço para o Fluminense jogar como bem imaginava.

Os minutos iniciais da partida não foram nada animadores independentemente da torcida. As boas jogadas só foram surgir quase aos 10min, quando o Palmeiras começou a pressionar e avançou na marcação no meio campo, atrapalhando a vida da zaga fluminense.

As boas oportunidades do Verdão animaram a pequena torcida palestrina que foi ao Canindé para apoiar o time. Mesmo atrás no placar, a torcida não parou de gritar e incentivar os jogadores.

Aos 11min, Maikon Leite carregou a bola pela lateral direita e foi derrubado por Carlinhos perto da linha de fundo. Na cobrança, Valdivia chutou em cima da barreira, mas a sobra ficou para Luan, que chutou de primeira e quase igualou o placar.

Mesmo mais ofensivo neste segundo tempo, a grande chance foi do adversário. Aos 19min, o Fluminense saiu no contra-ataque e Martinuccio fica cara a cara com o goleiro Deola, e dá um toquinho por cima da bola, que sai com perigo pela linha de fundo.

Dois minutos depois, o Palmeiras mexe pela segunda vez na equipe e coloca Fernandão no lugar do camisa 9, Ricardo Bueno.

Aos 26min, Luan recebe passe de Valdivia e, ao tentar cortar, Martinuccio disputa com o atacante, que se joga na área e o juiz marca pênalti a favor do Verdão. Na cobrança de Valdivia, a bola foi para um lado e o goleiro para outro, deixando tudo igual no Canindé.

Dois minutos após o gol de empate, o Fluminense saiu no contra-ataque em velocidade com o Fred e Thiago Heleno cometeu falta no atacante. O árbitro mostra o cartão amarelo para o zagueiro, que está fora da partida contra o Figueirense no próximo sábado, dia 22.

Mexendo pela última vez na equipe, Murtosa colocou Patrik no lugar de Maikon Leite. Bem melhor na segunda etapa, o Verdão levou pressão para o adversário e teve boas chances de ampliar o marcador no Canindé.

No final do jogo, o Fluminense teve duas jogadas boas de contra-ataque. Na primeira, Thiago Heleno conseguiu salvar a equipe. Na segunda, o zagueiro não teve tanta sorte assim. Martinuccio recebeu em velocidade pela linha de fundo, dominou e cruzou para Fred, livre, empurrar para o gol palmeirense. Palmeiras 1×2 Fluminense.

Sem tempo para mais nada, o árbitro apitou o final da partida e o Fluminense quebra a invencibilidade do Palmeiras no Canindé que, com a derrota, ocupa a 12ª posição da tabela e se prepara para enfrentar o Figueirense no próximo sábado (22), às 18h.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 0x1 FLUMINENSE

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)

Data: 16 de outubro de 2011, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)

Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Carlos Titara da Rocha (AL)

PALMEIRAS: Deola; Paulo Henrique (Rivaldo), Henrique, Thiago Heleno e Gabriel Silva; Chico, Márcio Araújo e Valdivia; Luan, Maikon Leite (Patrik) e Ricardo Bueno (Fernandão). Técnico: Murtosa.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Mariano, Leandro Euzébio, Márcio Rosário e Carlinhos; Valencia (Fernando Bob), Diogo, Marquinho (Martinuccio) e Deco (Diogo); Rafael Sóbis (Lanzini) e Fred. Técnico: Abel Braga.

Texto: site oficial do Palmeiras

 

 

 

 

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.