16 out 2011

Nem Montillo salva mais



O Cruzeiro foi melhor em campo, criou boas chances de gol, teve o apoio da torcida, mas não conseguiu vencer o Corinthians na tarde deste domingo, na Arena do Jacaré. O jogo terminou em 1 x 0 para a equipe paulista. Agora o time celeste busca a reação no Campeonato Brasileiro na próxima semana, em mais um duelo dentro de casa, desta vez contra o Atlético-GO.

O jogo começou quente, com as duas equipes buscando o ataque. O Cruzeiro foi a campo embalado pela torcida que encheu a Arena do Jacaré e logo aos dois minutos de jogo criou sua primeira chance de gol. Montillo avançou em velocidade pela direita e cruzou para Wellington Paulista, que tocou de cabeça, mas a bola foi por cima da meta de Júlio César.

O Corinthians teve sua oportunidade aos seis minutos, com chute de Alex, que foi no canto esquerdo Fábio, mas o goleiro celeste encaixou bem. Aos sete, o mesmo Alex levantou a bola em cobrança de falta e Liedson desviou de cabeça, para linha de fundo.

O Cruzeiro teve grande chance de abrir o placar aos 15 minutos. O time celeste vinha pressionando o adversário e, depois de escanteio cobrado por Montillo, a bola foi desviada e sobrou para Fabrício, que de fora da área, ajeitou e soltou a bomba no canto esquerdo. Júlio César teve que se esticar muito para evitar o gol.

Nova oportunidade de balançar as redes foi desperdiçada pela equipe cinco estrelas. Wellington Paulista e Everton tabelarem bem pela esquerda e o lateral celeste cruzou a meia altura. Dentro da pequena área, Keirrison pulou na bola, mas errou o alvo.

O torcedor cruzeirense levou um susto aos 29 minutos da etapa inicial. O Corinthians, que estava acuado no campo de defesa, conseguiu descolar um ataque aramado por Danilo e William. Este chutou forte, mas novamente a finalização parou nas mãos de Fábio.

A resposta da Raposa veio em seguida, com ótima investida do lateral-direito Vitor. O jogador celeste fintou o marcador e bateu firme, exigindo boa defesa de Júlio César.

Na sequência, Fábio brilhou ao fazer uma difícil defesa, depois do escanteio cobrado pela direita. O zagueiro Paulo André cabeceou forte e o goleiro do Cruzeiro voou e evitou o gol.

O árbitro Pablo dos Santos Alves interrompeu a partida aos 36 minutos do primeiro tempo, em virtude do calor que fazia em Sete Lagoas. Os jogadores puderam tomar água. Os treinadores aproveitaram para orientar seus times. Vágner Mancini questionou a paralisação, que durou cerca de um minuto.

Aos 40 minutos, por muito pouco o Cruzeiro não marcou seu gol. Montillo, mais uma vez pela direita, desarrumou a defesa adversária e cruzou fechado. A bola passou na boca do gol, mas não encontrou ninguém que a empurrasse para o fundo das redes.

Nos últimos minutos da etapa inicial, Everton dividiu a bola com Alessandro e levou a pior. O atleta celeste sentiu fortes dores no joelho esquerdo e teve de ser substituído por Diego Renan.

A bola insistia em não entrar. Com novo cruzamento de Montillo, o zagueiro Léo ganhou pelo alto e cabeceou. Em cima da linha o goleiro corintiano defendeu. Outro lance incrível foi desperdiçado por Keirrison, após receber passe na cara do gol. O jogador demorou para finalizar e foi cortado.

 Segundo tempo

O Cruzeiro voltou com uma alteração para a etapa complementar de jogo. O técnico Vágner Mancini sacou o atacante Keirrison e no lugar dele colocou o Anselmo Ramon na partida.

O jogo retornou mantendo o mesmo equilíbrio do primeiro tempo, mas com o Cruzeiro tendo maior volume de jogo. O primeiro lance de perigo ocorreu somente aos sete minutos. O time estrelado trabalhou bem a bola no campo de ataque, o lateral Vitor recebeu grande passe na ponta direita e cruzou fechado, mas nas mãos de Júlio César.

O gol do Cruzeiro estava amadurecendo. Com mais uma bola alçada na área, o zagueiro Léo subiu e cabeceou com muito perigo. A bola passou perto da trave direita e agitou a torcida ainda mais.

GOL! Em um contra-ataque o Corinthians conseguiu marcar o gol. Edenílson, que acabara de entrar na partida, enfiou com qualidade para Alex, o jogador tentou driblar e a bola sobrou para Paulinho. O volante chegou de surpresa para chutar no canto esquerdo de Fábio.

A equipe cinco estrelas seguiu buscando o gol para empatar o jogo, com maior domínio e as principais jogadas vinham em bolas alçadas na área. Aos 33 minutos, a principal chance de balançar as redes foi mandada por cima do gol. O meia Elber sofreu pênalti e Montillo bateu para fora.

Aos 43 minutos Anselmo Ramon quase empatou o jogo em uma boa cabeçada que foi defendida por Júlio César em cima da linha.

O próximo jogo do Cruzeiro será na domingo que vem, às 18h, na Arena do Jacaré, e o adversário será o Atlético-GO, em partida válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

CRUZEIRO 0 x 1 CORINTHIANS

Data: 16/10/2011 (domingo)

Motivo: 30ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas-MG

Árbitro: Pablo do Santos Alves (ASP. FIFA-ES)

Público: 17.004 pagantes

Renda: R$ 189.185,00

Gol: Paulinho aos 19 minutos do 2º tempo

Cruzeiro: Fábio, Vitor, Léo, Victorino, Everton (Diego Renan); Fabrício, Marquinhos Paraná, Charles (Elber) e Montillo, Keirrison (Anselmo Ramon) e Wellington Paulista. Técnico: Vágner Mancini.

Corinthians: Júlio César, Alessandro, Paulo André, Leandro Castan, Ramon (Wallace); Ralf, Paulinho, Alex e Danilo; Willian (Edenilson) e Liedson (Ramirez). Técnico: Tite.

Cartões amarelos: Marquinhos Paraná, Charles, Wellington Paulista (Cruzeiro); Alessandro, Ramon, Edenílson (Corinthians)

Cartões vermelhos: Técnico Tite (Corinthians)

Texto: site oficial do Cruzeiro


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.