23 out 2011

Na luta, na raça e na chuva: 3 a 2



Com um futebol de muita raça e luta dos Guerreiros dos Gramados, o Cruzeiro conseguiu uma importante vitória sobre o Atlético-GO, por 3 x 2, de virada, debaixo de muita chuva, na noite deste domingo, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, que dá mais tranquilidade e moral para a sequência do time no Campeonato Brasileiro.

Farías e Anselmo Ramon, duas vezes, marcaram os gols do time cinco estrelas, que volta a campo contra o Botafogo, no próximo sábado, às 18h, no Engenhão, no Rio de Janeiro, pela 32ª rodada da competição nacional.

O Cruzeiro começou o jogo com tudo e partiu para cima do adversário, em busca da vitória. Logo aos 3 minutos, Fabrício chutou forte da entrada da área e o goleiro Márcio fez bela defesa, colocando para escanteio. Pouco tempo depois, Montillo cruzou para a área e Anselmo Ramon cabeceou para fora.

Só dava Cruzeiro, que sufocava o Atlético-GO, enquanto a equipe goiana tentava segurar o ímpeto da Raposa de qualquer maneira. Completamente fechado atrás, o Atlético-GO acabou surpreendendo o time mineiro em uma jogada de contra-ataque, aos 15 minutos. No lance, Fábio defendeu um chute do lateral esquerdo Thiago Feltri, mas a bola sobrou novamente para Thiago Feltri, que desta vez marcou.

Atrás no marcador, o Cruzeiro se refez do susto e voltou a procurar o ataque, como fez Farías, aos 21 minutos, mas a bola resvalou na defesa adversária e saiu para a linha de fundo.

O argentino Farías continou levando muito perigo ao gol do Atlético-GO, desta vez em um desvio de cabeça, que Anselmo Ramon quase emendou para o fundo das redes, mas chegou um pouco atrasado e a bola saiu à linha de fundo. Lutador, Farías já merecia o gol e poderia ter marcado em outra finalização perigosa, que Márcio fez mais uma ótima defesa.

Aos 27 minutos, o técnico Vágner Mancini colocou o meia Roger em campo, no lugar do lateral direito Vitor. Na sequência, o zagueiro Léo teve chance de marcar, mas cabeceou para fora.

O Atlético-GO continuou jogando no contra-ataque e dava trabalho ao goleiro celeste Fábio, que salvou o Cruzeiro em mais duas ocasiões ainda no primeiro tempo, em um chute de Thiago Feltri, dentro da área, e uma falta cobrada por Vítor Júnior.

O empate da equipe mineira era questão de tempo e finalmente acabou acontecendo através do argentino Farias, aos 41, após passe preciso do atacante Anselmo Ramon, em jogada rápida de contra-ataque.

A Raposa poderia ter virado o marcador ainda na primeira etapa, com Montillo, que chutou forte e Márcio defendeu de novo, levando o empate para o vestiário.

 Virada cinco estrelas

O Cruzeiro voltou para o segundo tempo com o meia Elber no lugar do volante Fabrício e aumentou ainda mais a pressão sobre o Atlético-GO. Até os dez minutos iniciais, o time teve três chances para marcar novamente, mas não conseguiu.

Na primeira delas, Montillo cruzou para Anselmo Ramon, que se esticou todo e tocou de pé esquerdo, mas para fora. Depois foi a vez de Farías, que recebeu de Montillo e chutou forte, no ângulo. O goleiro Márcio subiu muito e fez outra importante defesa. Na jogada seguinte, Roger chutou da meia-lua, rasteiro, mas a bola também saiu para a linha de fundo.

Só dava Raposa, mas o time goiano acabou marcando o segundo, aos 21 minutos, com um chute de Felipe, na saída do goleiro Fábio, depois de um erro da defesa celeste. O gol não desanimou o Cruzeiro, que levantou a cabeça e partiu de vez para o ataque, atropelando o adversário.

O empate não demorou e saiu logo aos 25 minutos, com Anselmo Ramon escorando, de cabeça, escanteio cobrado pelo argentino Montillo. Dois minutos depois, Diego Renan chutou de longe, com muito perigo, à esquerda do gol adversário.

Empurrado pela torcida estrelada, o time celeste buscou e conseguiu uma sensacional virada aos 29 minutos, novamente com Anselmo Ramon, que acertou um belo chute, no ângulo esquerdo do gol de Márcio, que nada pode fazer no lance. Cruzeiro bonito na frente, de virada: 3 x 2.

O time mineiro ainda poderia ter feito mais um, em chute colocado de Montillo, após passe de Elber, que o goleiro Márcio fez outra bela defesa.

CRUZEIRO 3 x 2 ATLÉTICO-GO

Motivo: 31ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas-MG

Data: 23/10/2011 (domingo)

Árbitro: Wilson Luiz Seneme/SP (Fifa)

Público: 5.595 pagantes

Renda: R$ 52.728,00

Gols: Thiago Feltri, aos 15 min., e Farías, aos 41 min. do 1º tempo; Felipe, aos 21 min., e Anselmo Ramon, aos 25 min. e aos 29 min. do 2º tempo

CRUZEIRO

Fábio; Victorino, Léo e Naldo; Vitor (Roger), Marquinhos Paraná, Fabrício (Elber), Montillo e Diego Renan; Anselmo Ramon (Cribari) e Farías (Cribari)

Técnico: Vágner Mancini

 

ATLÉTICO-GO

Márcio; Rafael Cruz, Anderson, Gilson e Thiago Feltri; Agenor, Marino (Juninho), Bida (Joílson) e Vítor Júnior; Felipe e Anselmo

Técnico: Hélio dos Anjos

Cartões amarelos: Thiago Feltri (Atlético-GO); Naldo, Roger e Marquinhos Paraná (Cruzeiro)

Texto: site oficial do Cruzeiro


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.