10 out 2011

Depois da super virada, um pênalti de lascar: 2 a 2



Uma baita injustiça. Assim pode ser classificado o empate em 2 a 2 entre Botafogo e Bahia, neste sábado, em São Januário. O time alvinegro mostrou poder de reação para virar o jogo, levou o empate, pressionou até o fim, perdeu chances e viu a vitória não sair porque a cabeçada de Renato, no último lance, acertou o travessão. O Glorioso chegou a 46 pontos no Campeonato Brasileiro e tem como próximo adversário o Corinthians. Lucas, suspenso, não poderá atuar.

Apesar de estar sem os selecionáveis Jefferson, Loco Abreu, Cidinho e Lucas Zen, além do suspenso Herrera, o Botafogo começou bem o jogo. Logo aos 2 minutos, Alex arriscou um belo voleio, mas Marcelo Lomba defendeu. Já em cobranças de falta, Elkeson ficou na barreira.

O controle era do Botafogo, com posse de bola, viradas de jogo e domínio territorial. Entretanto, o Bahia de Joel Santana tinha uma estratégia já conhecida: jogar recuado e explorar contra-ataques e bolas paradas. Assim, começou a incomodar.

Nas primeiras chances do Bahia, Jones cabeceou por cima, aos 15, e um desvio da zaga fez a bola passar rente à trave no lance seguinte. Outro lance perigoso foi cabeçada de Fahel que Renan se virou para espalmar por cima.

O Botafogo também tentou no jogo aéreo. Porém, o goleiro Marcelo Lomba e a zaga rebateram tudo. Na bola parada, o Bahia foi mais eficiente. Após cruzamento da direita, Souza mandou para a rede, aos 28.

Na melhor oportunidade para o Botafogo empatar no primeiro tempo, Caio fez quase tudo certo. Aos 31, ele arrancou de antes do meio-de-campo, deixou quatro marcadores para trás, ajeitou e, de dentro da área, chutou. Caprichosamente, a bola saiu por cima.

Ainda na etapa inicial, o Botafogo ficou com um jogador a mais. Hélder, que já tinha cartão amarelo, fez falta forte em Renato e foi expulso. Após esse lance, porém, a arbitragem errou três vezes contra o time alvinegro, não coibindo as infrações do Bahia.

Caio Júnior fez o Botafogo retornar para o segundo tempo com Willian no lugar de Lucas. O jovem atacante apareceu bem ao girar dentro da área e cruzar para Alex empatar a partida, aos 9.

Três minutos depois, veio a virada. Maicosuel tocou para Elkeson, que acertou uma bomba na trave. No rebote, Caio bateu firme para fazer o segundo.

Com vantagem no placar e um jogador a mais, parecia que a partida ficaria tranquila. Apenas parecia. Aos 15, o árbitro deu pênalti de Marcelo Mattos em Fahel. Souza cobrou e igualou.

Voltou a aparecer a cera do Bahia, com a complacência do árbitro. O time não queria jogar e nem deixar o Botafogo jogar. Assim, ganhou tempo para evitar a pressão.

O Botafogo começou verdadeiramente sua blitz em busca da vitória aos 32, quando Marcelo Mattos arriscou de esquerda e Marcelo Lomba espalmou. Elkeson bateu cruzado, Antônio Carlos dentro da área mandou na rede pelo lado de de fora, Alex teve chute desviado… A bola teimava em não entrar.

Aos 43, Cortês foi ao fundo e bateu cruzado, Marcelo Lomba espalmou de novo. Marcelo Mattos ainda soltou bomba rente à trave e Elkeson cobrou falta por cima. Para fechar um jogo emocionante, o azar impediu a vitória do Botafogo. Alex ganhou no alto, Renato subiu, cabeceou, a bola quicou, bateu no travessão e saiu. Uma injustiça que deixou o 2 a 2 no placar.

BOTAFOGO: Renan, Lucas (Willian), Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Cortês; Marcelo Mattos, Renato, Maicosuel e Elkeson; Caio e Alex. Técnico: Caio Júnior

Texto: site oficial do Botafogo


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

14 nov 2017
Goleiro-artilheiro Edson tem domingo único e Passo da Pátria é campeão da zona rural da Copa Prefeitura Bahamas

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.