24 set 2011

O mesmo roteiro: sai na frente, perde chances e depois perde a partida



O América não conseguiu manter seu ritmo nos tempos do jogo deste sábado à noite contra o Flamengo e saiu derrotado por 2 a 1 do Engenhão, no Rio, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Coelho foi melhor no primeiro tempo, fez 1 a 0 com Kempes cobrando pênalti e criou pelo menos mais duas ótimas chances de ampliar sua vantagem. No segundo, não manteve o bom futebol do início, sofreu o empate e cedeu a virada aos 43 minutos em um lance que o goleiro Neneca fez duas grandes defesas e o atacante Deivid estava em impedimento.

A delegação retornou a Belo Horizonte após o jogo. O grupo fica de folga neste domingo e retorna aos trabalhos na segunda-feira à tarde, dando início aos preparativos para o jogo contra o Palmeiras, sábado, no Estádio do Canindé, em São Paulo.

 JOGO

Com os retornos do zagueiro Otávio e do volante Amaral, que cumpriram suspensão contra o Santos, mas sem o lateral Marcos Rocha, suspenso, o técnico Givanildo Oliveira alterou a formação da equipe. A principal novidade foi a entrada do meia Luciano, pela primeira vez como titular.

O América começou marcando forte, sob pressão, com os atacantes Kempes e André Dias ajudando a impedir a saída de bola adversária. Tanto que a primeira oportunidade do adversário apareceu aos 7 minutos, em cobrança de falta de Renato, pela esquerda, com a bola passando por cima do gol de Neneca.

Se na marcação o time americano estava impecável, no ataque, os jogadores erravam as trocas de passes e só foram chegar com perigo ao gol carioca aos aos 15, com o volante Leandro Ferreira arriscando de fora da área, por cima do gol de Felipe.

A partir daí, o América cresceu em campo e, aos 17 minutos, criou a segunda chance de gol com o atacante Kempes. Ele recebeu à direita da grande área e soltando a bomba no ângulo. O goleiro Felipe fez uma grande defesa e evitou o gol.

 CHANCE INCRÍVEL

Aos 20 minutos, o time americano perdeu a melhor chance de abrir o placar novamente com o atacante Kempes. Depois que o meia Luciano dominou e lançou bola para o artilheiro americano, ele ganhou do zagueiro, driblou o goleiro Felipe e ao concluir com o gol vazio chutou rasteiro pela linha de fundo. Uma chance realmente incrível.

 SUPERAÇÃO

O gol perdido não desaminou os jogadores. Aos 27, o atacante Kempes puxou um contra-ataque pelo meio. Passou a bola para Gilson, que avançou pelo meio e lançou Luciano dentro da grande, que só foi parado com falta. Pênalti marcado pelo árbitro e convertido com categoria pelo artilheiro Kempes. América 1 x Flamengo.

Aos 30 minutos, o América quase fez o segundo. O zagueiro flamenguista recuou fraco para o goleiro Felipe e o atacante André Dias pressionou o goleiro, que chutou a bola em cima do atacante, mas se recuperou em seguida,

Após o gol, o time alviverde manteve a tranqüilidade e teve outra oportunidade aos 45, com Amaral cobrando falta da intermediária. O goleiro Felipe se esticou para desviar a bola para fora, no último lance do primeiro tempo,

Na saída para o intervalo, o artilheiro Kempes falou sobre o gol perdido. “Na verdade eu tirei muito do Felipe e o terreno irregular me atrapalhou na hora de concluir. Mas eu continuei trabalhando e consegui marcar o gol”.

 SEGUNDO TEMPO

Enquanto o técnico Givanildo Oliveira gostou do que viu na primeira etapa e não fez substituições na equipe, o técnico adversário queimou as três alterações de uma vez. O jogo recomeçou quente com o Flamengo cobrando escanteio e o América respondendo em cobrança de falta, com Amaral, em apenas dois minutos de bola rolando.

Aos 5, o Coelho chegou com o lateral Gilson fazendo bela jogada pela linha de fundo e cruzando para Kempes que, como um pivô, ajeitou para Sheslon chegar e soltar a bomba, mas por cima do gol de Felipe.

Aos 14, Luciano chutou da meia-lua, rasteiro, no canto direito de Felipe, que espalmou para a linha de fundo. Na cobrança de escanteio quase a zaga flamenguista faz o gol contra.

Porém, dois minutos depois, o lateral Léo Moura invadiu a grande área pela e esquerda e cruzou para Devid que, sozinho, cabeceou forte, sem chances para Neneca, empatando a partida. América 1 Flamengo 1.

O time americano apertou a marcação após o gol e buscava as ações de ataque nos contragolpes. Aos 25, o técnico Givanildo Oliveira fez a primeira substituição na equipe colocando Rodriguinho no lugar de Luciano. Aos 28, foi a vez de Glauber entrar na vaga de Sheslon.

Buscando ter maior posse de bola, aos 32, o treinador americano fez a última alteração Oliveira colocando Irênio no lugar de Kempes. Um minuto depois Neneca mandou para escanteio o chute forte de Diego Maurício que arriscou pela direita da grande área.

Dois minutos depois o Coelho respondeu em contra-ataque com André Dias avançando pelo meio e rolando para Rodriguinho chutar em cima da zaga adversária.

Aos 39, Tocou com a mão direita e o capitão Micão conseguiu afastar da grande área, mas Thiago Neves conseguiu pegar e rebote e receber falta próxima a meia-lua. Na cobrança de Thiago, a muralha voou no canto direito e espalmou para escanteio. Bela defesa de Neneca.

 CASTIGO

Aos 43, depois de Neneca fazer duas defesas milagrosas evitando o gol do Flamengo, na terceira a bola sobrou na cabeça de Thiago Neves que desempatou a partida. América 1 Flamengo 2.

Nos acréscimos Irênio recebeu falta na entrada da área. Amaral cobrou forte, mas na barreira. Na sequência o árbitro apitou o fim da partida.

Na saída o zagueiro Otávio falou sobre a falta de sorte da equipe na competição. “Não tem como explicar. As coisas estão cada vez mais difíceis. A gente joga bem, todos vêem isso, mas aí vai e toma uma virada dessa. Vamos continuar trabalhando e lutando até o final em busca dessa vitória”.

FICHA TÉCNICA

Flamengo 2×1 América

Data: 24 de setembro de 2011, domingo

Horário: 18h

Local: Estádio do Engenhão

Público: 9.445

Renda: R$ 189.130,00

Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima

Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva e Carlos Nogueira Júnior

Cartões amarelos: Léo Moura – Flamengo; Otávio – América;

Gols: Deivid (16’ – 2° tempo), Thiago Neves (43’ – 2° tempo) – (Flamengo); Kempes (29’ – 1 ° tempo) – (América)

Flamengo: Felipe; Leo Moura, Welinton, David Braz, Júnior César; Airton, Maldonado (Diego Maurício), Renato, Thiago Neves, Botinelli (Thomaz); Jael (David). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

América: Neneca; Otávio, Micão, Anderson; Sheslon (Glauber), Leandro Ferreira, Amaral, Luciano (Rodriguinho), Gilson; Kempes (Irênio) e André Dias. Técnico: Givanildo Oliveira.

Texto: site oficial do América Mineiro


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


23 abr 2018
Simão revela que Ademilson não disputaria Módulo 2 e garante artilheiro na Primeira

23 abr 2018
Copa Prefeitura Bahamas de Futsal: resultados do Boletim 6

21 abr 2018
Gol de Adê, 43 anos, aos 43 minutos! Baeta vence e sobe

19 abr 2018
Baeta confiante para buscar o “combo”: vitória, acesso e vaga na final

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.