23 set 2011

O Canindé é verde: 1 a 0



No primeiro turno do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras não retornou de Fortaleza com um bom resultado. Mas isso era passado, e o time comandado por Felipão voltava a enfrentar o Ceará para buscar outra vitória no campeonato mais importante do Brasil.

Gabriel Silva e Patrik retornaram após cumprirem suspensão automática. Por outro lado, Rivaldo e Gerley ficaram de fora pelas expulsões na última rodada. Maikon Leite e Pedro Carmona apareciam como opções para o técnico Luiz Felipe Scolari.

Com um gol contra do zagueiro Thiago Matias, o Verdão conseguiu mais uma vitória neste Campeonato Brasileiro e devolveu ao Ceará a derrota que havia sofrido no primeiro turno.

A noite estava agradável para os jogadores e torcedores presentes no estádio do Canindé. O clima estava ameno e a espera de um grande jogo entre Palmeiras e Ceará. Um clima que não ficou tão agradável assim aos 8min. O zagueiro Maurício Ramos teve um desentendimento com o atacante Roger, do Ceará. O árbitro Wagner do Nascimento Magalhães apenas advertiu verbalmente os jogadores.

Os primeiros 20 minutos de jogo não tiraram muitos suspiros da torcida palmeirense. As jogadas aconteciam pelo lado esquerdo do ataque alviverde, com Luan e Gabriel Silva. Mas, aos 21min, Fernandão partiu em direção à área do Ceará, cortou para a perna direita e encheu o pé. A bola passou tirando tinta da trave do time cearense.

Apesar das poucas oportunidades no duelo, o Verdão se encontrava melhor no confronto. Tanto que, aos 25min, Luan chegou bem pela esquerda e quase fez o primeiro gol palestrino. Quando o relógio marcava 32min, um lance polêmico. Fernandão tentou driblar o zagueiro Thiago Matias, que o derrubou. O juiz seguiu a jogada e nada marcou. A torcida presente no Canindé não gostou da atitude da arbitragem.

Aos 35min, Fernandão esteve presente mais uma vez em um ataque palmeirense. O camisa 19 arriscou de fora da área e obrigou o goleiro rival a jogar a bola para escanteio. Após a cobrança do escanteio, Luan teve outra boa chance para o Palmeiras, mas que o goleiro Fernando Henrique defendeu.

Faltando alguns minutos para chegar ao final do primeiro tempo, Marcos Assunção arrancou um grito tímido de “GOL” da torcida alviverde. A falta cobrada pelo volante balançou as redes, mas pelo lado de fora. A primeira etapa se resumia em Luan e Fernandão. Os dois atacantes se destacavam na equipe verde.

E esse destaque de ambos daria frutos aos 43min. A bola foi lançada na área do Ceará, Luan cabeceou e o zagueiro Thiago Matias chutou contra a própria meta. 1 a 0 para o Palmeiras. Com um minuto de acréscimo, o Verdão buscou segurar o resultado que acabara de fazer para seguir rumo ao vestiário com o placar favorável. E conseguiu.

O Palmeiras voltou para o segundo tempo da mesma maneira que terminou o primeiro. Felipão não alterou a equipe, que buscava o segundo gol. E logo aos 2min, após cobrança de escanteio, Kleber acertou o travessão do goleiro do time cearense. Após esse bom início, o time palestrino controlava a partida e não via o adversário criando jogadas.

Os lances perigosos se resumiam ao time do Palmeiras, que encontrava dificuldades para ampliar o placar. Aos 23min, o volante Chico tentou surpreender o goleiro Fernando Henrique com um chute de fora da área. A bola desviou na defesa cearense e saiu pela linha de fundo. Logo após o lance, Felipão sacou o meia Tinga do time e colocou o volante João Vítor.

Aos 25min, Luan, de perna direita, chutou bem e fez o goleiro do Ceará trabalhar. Mais uma bela jogada do atacante palmeirense. Porém, depois dessa oportunidade, os próximos dez minutos não empolgariam muito os palmeirenses. Empolgação que só chegou aos 38min, mas que não foi com um gol e nem com um belo lance. A agitação nas arquibancadas se deu devido a uma alteração na equipe alviverde.

Maikon Leite foi chamado por Felipão para substituir o atacante Fernandão. E três minutos após entrar em campo, Maikon Leite protagonizou o grande ataque do Palmeiras no segundo tempo. Após receber passe de Kleber, o atacante driblou o goleiro Fernando Henrique e chutou para a meta. O zagueiro Eusébio tirou em cima da linha e impediu o segundo gol palmeirense.

Aos 47min, faltando um minuto para o final do jogo, Marcos Assunção deixou o jogo para a entrada do zagueiro Thiago Heleno. A defesa do Verdão ficava mais forte para manter o resultado até o apito final. E aos 48min, o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães pôs fim ao espetáculo.

A próxima partida do Palmeiras será domingo (25), em Goiânia, às 18h, contra o Atlético-GO pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 x 0 CEARÁ

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)

Data: 22 de setembro de 2011, quinta-feira

Horário: 20h30 (de Brasília)

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ) e Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ)

Cartões amarelos: Marcos Assunção, Luan e Chico (Palmeiras). Heleno, Roger (Ceará)

Público: 6.629 pagantes

Renda: R$ 189.789,00

GOLS: PALMEIRAS: Thiago Mathias (contra), aos 43 minutos do primeiro tempo

PALMEIRAS: Deola; Márcio Araújo, Henrique, Maurício Ramos e Gabriel Silva; Chico, Marcos Assunção (Thiago Heleno) e Tinga (João Vitor); Luan, Kleber e Fernandão (Maikon Leite). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

CEARÁ: Fernando Henrique; Boiadeiro (Thiago Humberto), Fabrício, Thiago Matias e Vicente; Michel (Eusébio), Heleno, João Marcos e Rudnei; Roger (Marcelo Nicácio) e Washington. Técnico: Estevam Soares

 Texto: site oficial do Palmeiras


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


17 fev 2018
Baeta perde na estreia do Módulo 2

17 fev 2018
Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa

16 fev 2018
Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT

13 fev 2018
Brilho de Léo Santana na seleção emociona JF. Veja depoimentos exclusivos

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse