12 set 2011

Depois do acidente, é pensar no clássico



O bom futebol das partidas anteriores não foi repetido neste domingo. O Botafogo foi derrotado por 5 a 0 pelo Coritiba, no Couto Pereira, porém, se manteve na zona de classificação para a Libertadores, com 40 pontos. O primeiro tempo ainda foi mais equilibrado, mas, no segundo, o time alvinegro se perdeu após a marcação de um pênalti inexistente quando buscava a reação. O próximo adversário é o Flamengo, domingo, no Stadium Rio. Elkeson, suspenso devido a um rigoroso cartão amarelo, não poderá jogar.

O Botafogo teve um desfalque de última hora. Debilitado fisicamente por causa de uma sinusite, Maicosuel ficou no banco, com Everton como titular. O meia criou o primeiro lance de perigo alvinegro, cruzando para Loco Abreu quase chegar para concluir, aos 6 minutos.

Bem jogada, com duas equipes ofensivas, que buscam o toque de bola e saída rápida, a partida teve um bom primeiro tempo, de muitas oportunidades. Aproveitando o fator campo, o Coritiba atacou mais.

Uma das principais armas era o chute de fora da área de Léo Gago. O volante tentou aos 10 e aos 20, mas Jefferson fez boas defesas. Já o Botafogo quase marcou duas vezes. Aos 12, Elkeson cobrou falta na entrada da área e Vanderlei conseguiu tirar. Aos 18, Renato fez grande jogada e tocou para Loco Abreu, dentro da área, bater por cima, de direita.

O Coritiba, então, passou a ser mais eficiente na criação de jogadas, levando mais perigo. De fora da área, Marcos Aurélio e Tcheco obrigaram Jefferson a realizar grandes defesas. Por cima, Emerson cabeceou no canto e Renato salvou em cima da linha.

O problema alvinegro estava no momento da definição. Por diversas vezes, o último passe ou a conclusão falhou. Um bom exemplo foi quando Gustavo arrancou e tocou para Elkeson, que não conseguiu dominar dentro da área.

De tanto insistir, como em chute de Bill que Jefferson pegou e cabeçada de Jonas rente à trave, o Coritiba abriu o placar. Aos 42, após escanteio, Emerson subiu para cabecear no canto e marcar. No lance em que originou o escanteio, Cortês foi empurrado por Jonas.

Na segunda etapa, o Botafogo voltou melhor e quase empatou nas jogadas de bola parada. Aos 2, Elkeson vateu falta cruzada e ninguém chegou para escorar. Aos 6, o meia bateu escanteio, Fábio Ferreira até conseguiu cabecear, de dentro da área, mas sem acertar a direção.

Entretanto, um erro da arbitragem complicou a reação. Bill invadiu a área, esperou a chegada de Jefferson e se atirou ao chão. Mesmo com o goleiro tendo levantado as mãos, o juiz Fabrício Neves Corrêa deu pênalti, convertido por Marcos Aurélio aos 10.

No lance seguinte, o Botafogo poderia voltar ao jogo. Porém, após grande arrancada de Elkeson, Vanderlei saiu bem e abafou a finalização. Para piorar, aos 20, Bill aproveitou cruzamento para marcar o terceiro.

O dia não era mesmo do Botafogo. O time não conseguia seu gol, Loco Abreu e Gustavo pararam no goleiro Vanderlei, e, quando atacado, era castigado. Rafinha fez o quarto aos 35, após passe de Marcos Aurélio, e Everton Costa o quinto já no fim. Na briga pelas primeiras posições, o Glorioso buscará a recuperação já no próximo domingo, no clássico contra o Flamengo.

BOTAFOGO: Jefferson, Lucas, Gustavo, Fábio Ferreira e Cortês; Marcelo Mattos (Felipe Menezes), Renato, Elkeson e Everton (Cidinho); Herrera (Alex) e Loco Abreu. Técnico: Caio Júnior.

 Texto: site oficial do Botafogo


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


17 fev 2018
Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa

16 fev 2018
Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT

13 fev 2018
Brilho de Léo Santana na seleção emociona JF. Veja depoimentos exclusivos

11 fev 2018
Tupi termina a rodada em nono. Leão e jogadores destacam entrega

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse