28 ago 2011

Reação numa pintura de Ganso



O Santos FC saiu atrás no placar, mas buscou o empate no clássico contra o São Paulo, neste domingo (28), na Vila Belmiro, pela 19ª rodada do Brasileirão. O gol do adversário foi marcado por Lucas, ainda no primeiro tempo, quando o Peixe era melhor no jogo após expulsão de Carlinhos Paraíba. Criando inúmeras oportunidades, o Peixe igualou o placar em chute de fora da área do meia PH Ganso no ângulo direito da meta adversária aos 35 da segunda etapa.

O Peixe, que está invicto há três jogos – duas vitórias e um empate -, é o 14º colocado da tabela de classificação, com 22 pontos. O time ainda tem um jogo a menos a realizar diante do Grêmio – partida adiada na Copa América. Agora, o Alvinegro volta a entrar em campo na próxima quarta (31), às 21h50, contra o Internacional, pelo início do returno do Brasileirão. O confronto será realizado no Beira-Rio.

 Jogo

Com as ausências de Arouca e Elano em recuperação, o Santos FC entrou em campo com: Rafael, Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Henrique, Danilo e PH Ganso; Neymar e Borges. Felipe Anderson entrou ainda no primeiro tempo na vaga de Adriano, que levara o amarelo. Na segunda etapa, Alan Kardec entrou no lugar de Pará.

O Peixe começou o clássico em cima do São Paulo. Logo no primeiro minuto de jogo, Danilo recebeu em velocidade e foi derrubado na entrada da área. Aos dois, Neymar cobrou no meio do gol e Rogério Ceni espalmou para escanteio.

Aos 19, a chance foi criada pelo artilheiro do campeonato. Borges recebeu na entrada da área, fez o giro passando pelo marcador e finalizou. O chute saiu rasteiro e Rogério Ceni encaixou.

O São Paulo respondeu aos 24. Lucas desceu pela direita, penetrou a área e tentou o toque. Henrique desviou a trajetória da bola, que quase entrou na meta santista.

Dois minutos depois, Borges, de novo, recebeu e virou batendo para o gol, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Aos 27, o Peixe ficou com um a mais em campo. Carlinhos Paraíba, que já tinha amarelo por falta em Danilo, recebeu o segundo por derrubar Léo em contra-ataque.

Com um a mais, o time santista tentava pressionar e Adriano acabou sofrendo falta por parara Dagoberto em contra-ataque. Assim, a primeira alteração da equipe aconteceu aos 35 da primeira etapa. Adriano saiu para a entrada de Felipe Anderson.

E com mais um homem de criação, além da vantagem numérica, o Peixe seguia buscando o gol. Aos 37, Léo levantou da esquerda, a zaga afastou e Ganso pegou o rebote de primeira. O chute saiu rasteiro e passou perto da trave esquerda de Rogério Ceni.

Apesar da pressão do lado santista, foi o São Paulo que abriu o placar. Aos 45 do primeiro tempo, Lucas partiu em velocidade desde o meio de campo, passou pelos marcadores e bateu cruzado já dentro da área. Rafael conseguiu desviar a trajetória da bola e Pará ainda tentou tirar em cima da linha, mas não teve jeito: 1 a 0.

 Segundo tempo

Atrás no placar, o Peixe criou a primeira chance logo no primeiro minuto. Ganso tocou para Borges que, fazendo o pivô, ajeitou para Léo. O lateral finalizou de primeira com a perna direita. A bola passou perto do travessão de Rogério Ceni.

Aos 11, Ganso foi derrubado perto da entrada da área. No minuto seguinte, Neymar no canto esquerdo da meta adversária. A bola passou tirando tinta.

O São Paulo respondeu aos 13. Em contra-ataque, Wellington chegou na cara de Rafael, que saiu, defendendo com o peito. Henrique pegou o rebote e afastou o perigo. Aos 16, em mais um contra-ataque, Dagoberto recebeu na entrada da área, mas o arqueiro santista saiu bem de novo e defendeu com o peito.

Na sequência, o Santos FC voltou a chegar duas vezes. Na primeira, Danilo trocou passes com Ganso na lateral direita, cortou para o meio e finalizou de esquerda. A bola passou perto da trave esquerda de Ceni. Depois, Felipe Anderson recebeu de Ganso e finalizou de fora da área. Rogério caiu para fazer a defesa e a bola passou com efeito perto da trave direita do arqueiro.

Com desvantagem no placar, Muricy colocou Alan Kardec no lugar de Pará aos 25 minutos.

E o Peixe voltou a chegar com perigo aos 28 e aos 29, com o artilheiro Borges. No primeiro lance, após cruzamento, o camisa 9 cabeceou para o chão e Ceni, no reflexo, colocou para escanteio. Na sequência, o atacante recebeu passe de Neymar na área e bateu cruzado na saída de Rogério, mas a bola passou por cima da meta.

Já aos 32 foi a vez de Alan Kardec chegar. O atacante recebeu passe de Felipe Anderson, invadiu a área e finalizou rasteiro, mas o tiro saiu fraco.

Aos 35, depois de tanto insistir, o Peixe empatou o jogo. Ganso tocou para Alan Kardec, que fez o pivô e devolveu para o camisa 10 chutar de primeira no ângulo direito de Rogério. Foi um golaço.

O segundo quase saiu dois minutos depois. Neymar cobrou escanteio e Alan Kardec cabeceou por cima do gol. Já aos 41, Neymar, de novo, tocou para Borges na área. O atacante finalizou cruzado, mas a bola passou por cima do gol.

Já aos 45, Neymar fez linda jogada individual, dando duas canetas nos adversários. O craque acabou travado no momento do chute.

 Texto: site oficial do Santos


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


24 nov 2017
Com vídeos! Sucesso dentro e fora da quadra, Copa Toque de Bola de Futsal promete emoção na reta final

22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.