19 ago 2011

Empate fora dos planos em casa



O estádio do Canindé recebeu novamente o Palmeiras para mais uma partida em 2011. Neste ano, foram 9 jogos disputados, com 8 vitórias e 1 empate. A ótima campanha no estádio deu ainda mais esperanças ao torcedor palestrino. Buscando voltar ao G4 do Campeonato Brasileiro, o Verdão encontrou pela frente o bom time do Bahia.

Com os retornos de Marcos e Marcos Assunção ao time titular, o Palmeiras entrou em campo no esquema 4-4-2 e criou ótimas oportunidades durante o confronto. Apesar do grande volume de chances, o time palestrino ficou apenas no empate com o time baiano.

Os minutos iniciais não empolgaram em nada os espectadores do duelo. Foi assim que começou o jogo entre Palmeiras e Bahia. Um início que logo se tornou fim para o atacante Dinei. Logo aos 7min, o camisa 29 sentiu uma contusão e não pôde continuar na partida. Maikon Leite foi chamado para substituí-lo.

Uma alteração forçada que já rendeu frutos aos 13min. O camisa 7 arriscou um chute de fora da área e acertou a trave do goleiro Marcelo Lomba. Grande chance do ataque palmeirense. Oportunidade que não satisfez o atacante. Cinco minutos depois, Maikon Leite, de novo, quase fez a alegria dos alviverdes, mas o goleiro do Bahia salvou.

Se o ataque encontrava dificuldades, o zagueiro Henrique tentou ajudar. Aos 25min, o camisa 3 arriscou de pé esquerdo e também levou perigo ao gol baiano, mas a bola foi para fora. O Palmeiras pressionava demais o time do Bahia, e teve grandes chances em poucos minutos. Quando o relógio marcava 29min, Valdivia também tentou furar o bloqueio baiano, mas o goleiro adversário impediu novamente.

As cobranças de falta de Marcos Assunção também renderam bons suspiros aos torcedores do Palmeiras. O volante participou de 21 dos 70 gols do time em 2011. Mas apesar das oportunidades, o Verdão não conseguia colocar a bola para dentro do gol rival. Aos 42min, Kleber deu as caras no ataque alviverde e acertou um belo chute na trave de Marcelo Lomba. A pressão do time comandado por Luiz Felipe Scolari era enorme. O gol parecia cada vez mais maduro, mas não se concretizava.

A missão de abrir o placar ficou para o segundo tempo. Aos 48min, o árbitro André Luiz de Freitas Castro pôs fim à primeira etapa e as equipes seguiram para os vestiários do Canindé.

Nenhuma alteração para a segunda etapa. O Palmeiras voltou como terminou os primeiros 45 minutos de jogo. A escalação voltou igual e Maikon Leite também. Logo aos 6min, o atacante finalizou novamente e assustou a defesa adversária. E, finalmente, aos 8min, o que todos esperavam, aconteceu. Cicinho cruzou a bola na área e Valdivia estufou as redes do goleiro Marcelo Lomba. 1 a 0 para o Palmeiras. Após muita pressão, o Verdão abriu o placar e fez a alegria dos torcedores.

Aos 14min, o Bahia teve a primeira oportunidade de gol na partida. O volante Diones finalizou mal e perdeu a chance de empatar o duelo. Seis minutos depois, foi a vez de Marcos Assunção em cobrança de falta. O camisa 20 cobrou no canto e o goleiro do Bahia salvou de novo.

E o que ninguém esperava, aconteceu. Quando o relógio apontava 22min, o zagueiro Titi deixou tudo igual no Canindé. Esse foi um dos poucos ataques que o time baiano conseguiu realizar durante o confronto. Aos 25min, Felipão buscou novas alternativas para conseguir um resultado melhor. Márcio Araújo saiu de campo para a entrada de Chico. Dez minutos depois, foi a vez de Luan deixar o time para Tinga entrar.

Nos minutos finais, o Palmeiras voltou a pressionar o Bahia e buscava com muita vontade o gol da vitória. Aos 47min, a grande chance do Verdão. Maikon Leite recebeu um ótimo passe de Valdivia e ficou cara a cara com Marcelo Lomba. O goleiro do Bahia impediu o segundo gol do time alviverde. E terminou assim.

O Palmeiras volta a campo no próximo domingo (21), às 16h, para enfrentar o São Paulo pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 x 1 BAHIA

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)

Data: 18 de agosto de 2011, quinta-feira

Horário: 21 horas (de Brasília)

Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)

Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Thiago Gomes Brigido (CE)

Cartões amarelos: Thiago Heleno, Gerley, Kleber (Palmeiras). Titi, Carlos Alberto (Bahia)

Público: 6.266

Renda: R$ 188.695,00

GOLS: PALMEIRAS: Valdivia, aos 8 minutos do segundo tempo

BAHIA: Titi, aos 21 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Marcos; Cicinho, Henrique, Thiago Heleno e Gerley; Márcio Araújo (Chico), Marcos Assunção e Valdivia; Luan (Tinga), Dinei (Maikon Leite) e Kleber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

BAHIA: Marcelo Lomba; Marcos, Titi, Paulo Miranda e Ávine; Marcone, Fahel, Diones (Jones) e Carlos Alberto (Ricardinho); Jóbson e Júnior (Reinaldo). Técnico: René Simões.

Texto: site oficial do Palmeiras

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.