04 ago 2011

Desta vez nada deu certo: 2 a 0



Um forte bloqueio defensivo, um gol sofrido quando estava melhor na partida e um pênalti inexistente contra. Estes fatores foram preponderantes para o Botafogo perder por 2 a 0 para o Figueirense, nesta quarta-feira, no Orlando Scarpelli. O próximo adversário é o Vasco, domingo, no Stadium Rio. Maicosuel, suspenso, não poderá atuar.

Apesar de ter começado o jogo melhor, faltou ao Botafogo finalizar. O time tinha a posse de bola e controlava a partida, mas não conseguia ser incisivo, também pela forte marcação do Figueirense.

Quando a jogada ameaçava clarear, os zagueiros do time catarinense afastavam, como quando Herrera deu um lençol na área e cruzou para trás e quando Maicosuel entrou driblando até ser travado, aos 8. Outra opção, esta usada pelas duas equipes, eram os chutes de fora da área. Porém, a pontaria não estava afiada.

Mesmo com o Botafogo mandando no jogo, quem abriu o placar foi o Figueirense. Elias cobrou falta da direita e Édson Silva se antecipou a Jefferson para abrir o placar, aos 17.

O Glorioso tentava a reação, mas tinha dificuldades para sair da forte marcação e, sobretudo, das faltas. Sem rigor para punir o Figueirense, o árbitro Wagner Reway ainda viu um pênalti de Antônio Carlos em lance que Júlio César se jogou claramente. Na cobrança, aos 40, o atacante fez o segundo gol.

No segundo tempo, Caio Júnior pôs Lucas no lugar de Alessandro, ganhando força ofensiva pela direita. Novamente, o Botafogo tramava as jogadas, mas não conseguia entrar na defesa adversária.

A saída, então, eram os cruzamentos e os chutes de fora da área. Por cima, Herrera e Loco Abreu ameaçaram. Em finalizações de longe, Marcelo Mattos, aos 12, quase fez um golaço, e Cortês, aos 15 bateu com perigo.

Aos 20, o Figueirense, com o dobro de faltas do Botafogo até então (22 a 11), teve um jogador expulso. Édson Silva, já com cartão amarelo, agarrou Herrera e recebeu o vermelho.

Mesmo com o Botafogo com um a mais, o panorama do jogo não se alterou. Era o Glorioso insistindo e o Figueirense se defendendo bem. Em cobrança de falta da direita, Renato cruzou e Loco Abreu cabeceou para fora.

A melhor chance veio aos 35, quando Wilson cometeu sobrepasso, ao largar a bola e segurá-la novamente. Porém, na cobrança, Elkeson mandou por cima. Em outra oportunidade, Felipe Menezes deu um forte chute obrigando Wilson a fazer grande defesa.

O dia não era do Botafogo, que ainda teve Maicosuel expulso, um pênalti claro a seu favor ignorado (mão dentro da área) e buscará a recuperação no domingo, no clássico contra o Vasco, no Stadium Rio.

BOTAFOGO: Jefferson, Alessandro (Lucas), Antônio Carlos, Gustavo e Cortês; Marcelo Mattos (Felipe Menezes), Renato, Maicosuel e Elkeson; Herrera (Alexandre Oliveira) e Loco Abreu. Técnico: Caio Júnior.

 Texto: site oficial do Botafogo

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


24 nov 2017
Com vídeos! Sucesso dentro e fora da quadra, Copa Toque de Bola de Futsal promete emoção na reta final

22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.